Homem folheando páginas.
Atualidades

Mackenzie é a instituição que mais aprova na OAB

De acordo com o índice da Ordem, a UPM está à frente em número absolutos

29.06.202218h48 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Mackenzie é a instituição que mais aprova na OAB

O XXXIII Exame Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) demonstrou, nesta última edição, que a Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) é a instituição que mais aprova profissionais na avaliação em números absolutos, sendo 50% dos alunos aprovados. Os resultados obtidos pelos mackenzistas na OAB, bem como as pesquisas do Ministério da Educação (MEC), reforçam a qualidade e excelência do ensino da Faculdade de Direito (FDir) da UPM.

De acordo com o diretor da FDir, Gianpaolo Poggio Smanio, a relevância desses resultados para o Mackenzie é a certeza de que a Universidade está cumprindo a missão de educar e formar profissionais e cidadãos capazes de fazer a diferença para o bem nas suas diversas áreas de atuação e, especificamente, no que se refere aos resultados da OAB.

“Somos a primeira Universidade em números absolutos de aprovação no exame, inclusive os percentuais de classificação são sempre crescentes e se encontram no padrão de excelência da UPM”, destacou o diretor.

Ao longo de todo o curso de direito, a metodologia de ensino da UPM é voltada para o conhecimento e aprofundamento das diversas questões nas áreas do conhecimento jurídico. As inovações tecnológicas e metodológicas que utilizam também são focadas para os exames da OAB, razão pela qual a Universidade alcança resultados cada vez mais expressivos.

“Realizamos com nossos alunos a melhor preparação existente na sua formação pessoal e como profissional, assim cumprindo nossa vocação educacional. Os mackenzistas podem ter a certeza de que aqui encontram tradição de ensino de alta qualidade, com inovação metodológica, que resulta no aproveitamento para aprendizagem e excelentes resultados para nossos alunos, seja no mercado de trabalho, seja nas provas da OAB e nos concursos públicos que forem escolhidos para suas carreiras”, finalizou Smanio.