O Sistema de Apoio ao Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores da Universidade Presbiteriana Mackenzie é composto pelo conjunto de incubadoras da universidade e seus serviços associados e tem o objetivo de orientar todas as pessoas físicas e/ou jurídicas que façam uso dos ambientes de incubação do sistema, incluindo os sócios das empresas instaladas, seus funcionários, estagiários, fornecedores e clientes, aos quais as empresas devem dar ciência integral de seu conteúdo.

As Incubadoras de Empresas formam uma unidade administrativa de natureza executiva que tem como objetivo estimular o espírito empreendedor por meio do suporte à criação, desenvolvimento, aceleração e consolidação de empresas inovadoras idealizadas e dirigidas por alunos, ex-alunos, docentes e funcionários técnico-administrativos da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

  • Promover ações para o desenvolvimento de empreendimentos inovadores na UPM.
  • Apoiar os processos de formação e capacitação empreendedora da UPM.
  • Desenvolver e promover um ecossistema institucional para a criação e maturação de empreendimentos inovadores.
  • Gerenciar a relação da universidade com os parceiros internos e externos que compõem a rede de empreendedorismo.
  • Participar de associações e eventos relacionados ao desenvolvimento de empreendimentos inovadores.
  • Difundir a cultura da inovação e empreendedorismo.

A Incubadora de Empresas Mackenzie é um ambiente de apoio ao desenvolvimento de empresas inovadoras, oferecendo suporte técnico, gerencial e formação complementar ao empreendedor. A incubadora dispõe de espaço físico, módulos de 14 m2 a 18 m2, e oferece uma série de serviços, como cursos de capacitação, assessorias, consultorias, orientação na elaboração de projetos, serviços administrativos, acesso a informações e apoio para participação em feiras e eventos. Para se candidatar a uma vaga na incubadora o empreendedor deve passar por uma banca, cujas datas e condições estão estabelecidas em editais próprios.

O processo de incubação na UPM considera uma Jornada Empreendedora em quatro fases evolutivas: Ideação; Pré-Incubação; Incubação; e Empresas Associadas.


Ideação

Essa fase tem por objetivo identificar as principais hipóteses associadas ao desenvolvimento de uma startup, incluindo as hipóteses de problema, produto, mercado e crescimento, e realizar a modelagem inicial da empresa. Para empresas de base tecnológica, o nível de maturidade da tecnologia (TRL) ao final da fase de ideação deve ser o TRL 2.


Pré-Incubação

Essa fase tem por objetivo realizar provas de conceito (PoCs), validação e demonstração de produtos em laboratório, desenvolvimento de protótipos, descoberta e validação de mercado, elaboração do plano de negócios e formalização da empresa. Para empresas de base tecnológica, o nível de maturidade da tecnologia (TRL) ao final da fase pré-incubação deve ser o TRL 5.

Prazo: 12 (doze) meses com avaliação quadrimestral para permanência do projeto.


Incubação

Nessa fase a empresa deve ser capaz de demonstrar seus produtos e serviços em ambiente real, entregar uma solução completa e qualificada, fazer o lançamento do produto ou serviço, captar clientes e obter maturidade suficiente para sobreviver no mercado de forma autônoma e independente. Para empresas de base tecnológica, o nível de maturidade da tecnologia (TRL) ao final da fase de incubação deve ser o TRL 9.

Prazo: 12 (doze) meses, prorrogável por até 02 (dois) períodos de mais 12 (doze) meses, totalizando no máximo 36 (trinta e seis) meses.


Empresa Associada

Empresa que já passou pelo processo de incubação, mas tem interesse em manter o vínculo com o sistema e continuar a usufruir de seus benefícios e infraestrutura.

Prazo: indeterminado.

O sistema de incubação oferece vagas na modalidade Residente para todas as fases da jornada e modalidade Não Residente para as empresas em estágio de Incubação. Na modalidade Residente o empreendedor utiliza o espaço físico de uma das incubadoras do sistema, enquanto na modalidade Não Residente os empreendedores podem ocupar um espaço físico diferente da incubadora, incluindo laboratórios de pesquisa da própria universidade ou espaços externos. As empresas associadas podem ocupar espaços de coworking do sistema de incubação, mas não podem ocupar os espaços de Ideação, Pré-Incubação e Incubação. Existe uma modalidade especial de empresa não residente, denominada Incubação em Laboratório de Pesquisa, em que a empresa está instalada dentro de um dos laboratórios de pesquisa da UPM e não ocupa espaço nas unidades de incubação.

A Incubadora de Empresas deve disponibilizar a Infraestrutura associada e a prestação de Serviços de Suporte Estratégico Operacional à empresa, projetos e ideias.

Infraestrutura

O sistema de incubação poderá disponibilizar uma área de acordo com as necessidades do empreendedor e o espaço disponível, bem como da infraestrutura a ela associada, para uso coletivo, compreendendo:

  1. espaço físico;
  2. recepção e secretaria;
  3. manutenção e limpeza das áreas internas e externas;
  4. correio interno;
  5. vigilância;
  6. energia elétrica – limitada as condições técnicas do imóvel e da região;
  7. facilitação à telefonia;
  8. facilitação do acesso à internet.

Serviços de Suporte Estratégico Operacional

Além da infraestrutura física, diversos serviços de suporte estratégico e operacional são oferecidos aos empreendedores:

  1. utilização da sala de reuniões;
  2. utilização da biblioteca da Universidade;
  3. uso regulamentado dos laboratórios de ensino e pesquisa da Universidade;
  4. uso regulamentado dos serviços de internet dentro das políticas estabelecidas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie;
  5. utilização de equipamentos audiovisuais, mediante pagamento de taxa estipulada pela Instituição proprietária do(s) equipamento(s);
  6. consultorias técnicas especializadas;
  7. apoio técnico na participação e realização de eventos;
  8. programas de capacitação empreendedora;
  9. consultoria em áreas como financeira, marketing, contábil e jurídica.