Economia

Mackenzie implanta projeto de eficiência energética da Enel

Campi Alphaville e Higienópolis foram beneficiados pelos novos sistemas

27.11.201917h32 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A Enel Distribuição São Paulo acaba de entregar um sistema de geração fotovoltaica para o Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM). No campus Alphaville, foram 1.627 placas solares instaladas no estacionamento do local, além da troca de 1.939 lâmpadas fluorescentes por modelos LED, que são mais eficientes.

Além da nova planta em Alphaville, o sistema do prédio Reverendo Wilson do campus Higienópolis, situado na Rua Piauí, também foi modernizado, por meio da substituição de 624 lâmpadas fluorescentes por LED. No total, mais de 2,5 mil lâmpadas foram trocadas. Essa ação, em conjunto ao sistema de geração fotovoltaico, proporcionará uma economia para o Mackenzie de, aproximadamente, 1 GWh/ano, equivalente ao consumo de 416 residências com consumo de 200 KWh/mês.

A redução do consumo de energia gira em torno de 22%. Se considerar que existe tarifa por bandeiras, a economia financeira em reais será flutuante, porém mantém a mesma proporção.

Além dos ganhos energéticos, a instalação de lâmpadas LED melhora a luminosidade das salas de aula do Mackenzie e, consequentemente, a visibilidade e atenção dos alunos. Já a instalação das placas solares no estacionamento de Alphaville consegue proporcionar conforto térmico aos veículos, que podem ser estacionados debaixo delas.

Ao promover a eficiência energética e democratizar o acesso a fontes renováveis de energia, a Enel contribui diretamente com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 7 da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa a oferecer energia limpa, acessível e de qualidade para todos.

Sobre o Programa de Eficiência Energética

O Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição São Paulo existe desde 1998 e já investiu aproximadamente R$ 860 milhões em 366 projetos com foco no consumo consciente de energia, melhoria das instalações elétricas e ações educacionais.  As obras de eficiência energética da Enel são regulamentadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e fazem parte da Chamada Pública de Projetos (CPP), que em 2019 inaugurou uma série de obras.