Esporte

Mackenzista torna-se campeão nacional de natação

Atleta vence provas do Torneio Nacional de Integração da CDBA e atinge o topo do ranking em sua categoria

19.01.202116h47 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Gabriel Dourado Fayad, mackenzista da 2ª série do Ensino Médio, sagrou-se campeão do Torneio de Integração Nacional 2020, promovido pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) A organização divulgou os resultados finais do Torneio na última quinta-feira, 14 de janeiro, com correções no ranking anteriormente divulgado na primeira lista. Gabriel foi classificado como o 1º colocado do ranking brasileiro nas provas de 200m costas realizadas em piscinas de 25 e 50 metros. O estudante, que também treina pelo Mackenzie Brasília, competiu pelo Iate Clube de Brasília, na categoria Juvenil I.

Em regime excepcional, devido à pandemia do coronavírus, o Torneio ocorreu no formato virtual, com a organização de competições locais conduzidas pelas Federações de cada Estado. Nesse formato, atletas de todo o Brasil competiram em piscinas de 25m e de 50m, à opção de cada Federação, obedecendo às normas previamente estabelecidas pela CBDA. Os tempos atingidos em cada prova foram computados pelas federações locais de natação, que encaminharam os resultados para um banco de dados nacional administrado pela Confederação. Os resultados foram processados e, posteriormente, divulgados em um ranking brasileiros por categoria, prova e idade, conforme a metragem da piscina. 

No Distrito Federal, a Federação de Desportos Aquáticos do DF (FDA-DF) optou por realizar as provas em piscinas de 25 metros, no mês de novembro, facultando aos atletas brasilienses competirem em outros Estados em piscina de 50 metros. Competindo em piscina de 25m, Gabriel obteve a 1ª colocação nacional nos 200m costas , logrando também grande êxito nas provas de 100m costas (2° do ranking nacional), 200m medley (2° do ranking nacional) e 100m peito (7º colocado), as quais disputou com mais de 40 atletas de todo o país.

Em seguida, Gabriel continuou seu treinamento para participar, em dezembro, do Campeonato Nacional de Integração Etapa São Paulo, na cidade de Santos, onde a Federação Aquática Paulista promoveu o evento em piscina de 50 metros. O atleta, dessa forma, encerrou o ano de 2020, registrando oficialmente seus tempos na CBDA, tanto em piscina de 25 como na de 50 metros.

Gabriel repetiu seus excelentes resultados, obtendo o 1° lugar do ranking brasileiro nos 200m costas e o 2° nos 100m costas. Foi o 6º colocado nos 200m medley e 8º colocado nos 100m peito, também competindo com, pelo menos, outros 40 atletas do Brasil.

"Os meus resultados foram excelentes, considerando um ano de muitas dificuldades. Foi, sem dúvida, minha melhor participação em campeonatos nacionais. Eu me sinto muito satisfeito", comentou Gabriel, que precisou reorganizar todo o ano de treinamentos para dar prosseguimento à sua preparação. "Em boa parte do ano foi bem complicado. Tivemos que conseguir uma outra piscina para treinar, devido ao fechamento dos clubes. Meu pai e eu planejamos os treinos juntos, ele como meu “técnico” na borda da piscina, aferindo meus tempos e adaptando meus treinos ao que eu fazia antes no meu clube. Mas era uma piscina gelada, de borda infinita, com apenas 20 metros de comprimento e sem raias, o que dificultou bastante o treinamento, que se deu, sem interrupções, até a reabertura do Iate Clube”,  acrescentou o atleta.

Gabriel, assim como a maior parte dos estudantes brasileiros, enfrentou um ano escolar complexo, devido à pandemia do Coronavírus, com muitos desafios que se somaram àqueles impostos às suas ambições como atleta. "Foi um ano bem diferente, tanto para alunos quanto para professores. No início, foi mais difícil. Depois, houve uma melhor adaptação dos alunos às aulas. Mas, apesar disso, consegui boas notas e um aprendizado satisfatório", explicou.

Questionado sobre a vontade de estar no próximo ciclo olímpico, o atleta, que vem despontando no cenário da natação nacional, foi modesto. “O sonho sempre existe, mas o considero ainda muito distante; tenho muito a evoluir neste esporte. De toda forma, mantenho grandes expectativas para 2021, torcendo para que não haja nova interrupção dos treinos nos clubes. Pretendo continuar me esforçando, treinando forte dentro e fora d'água, para me destacar nos campeonatos deste ano", terminou.