Ética e Cidadania

Mackenzie entrega título Doctor Honoris causa para pastor de Igreja da Coreia do Sul

Evento aconteceu durante as comemorações dos 150 anos do Mackenzie

19.10.202111h37 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Mackenzie entrega título Doctor Honoris causa para pastor de Igreja da Coreia do Sul

Na manhã do dia 15 de outubro, como parte das comemorações dos 150 anos do Mackenzie, a Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) entregou o título Doctor Honoris Causa ao reverendo Dr. Jung-hyun Oh, pastor sênior da Igreja SaRang em Seul. O evento pode ser conferido na íntegra aqui

Jung-hyun Oh é o pastor da maior igreja presbiteriana da Coreia do Sul. Segundo o presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, reverendo Roberto Brasileiro Silva, trata-se de uma igreja muito ativa, vibrante e com um trabalho discipulado. “Ele tem muito a nos ensinar, não só no envolvimento dele com a igreja, mas também em relação com a sociedade. Por isso ele merece esse título, é um reconhecimento do trabalho que tem sido feito ao longo de muitos anos”, destacou o reverendo.

O presidente do Conselho de Curadores do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), reverendo Juarez Marcondes Filho, lembrou que membros da Universidade e da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) já foram homenageados na Coreia do Sul. “Mesmo com a distância cultural e linguística, compartilhamos a visão reformada, que é tradição da nossa Universidade e também muito forte lá”, disse, explicando sobre as semelhanças entre os diferentes países e instituições. 

O presidente do Conselho Deliberativo do IPM, reverendo Cid Caldas, acrescenta que a parceria se firma sob bases sociais e humanitárias. "Cresce a relação com a universidade da Coreia, com os acadêmicos coreanos”, declarou.

“O doutor Jung-hyun Oh é uma expressão acadêmica, e a UPM entendeu que ele faria jus a esta concessão. Além disso, marca também a associação a uma das maiores igrejas presbiterianas da Coreia do Sul, que tem uma dimensão mundial em que eles mesmos investem na plantação das igrejas, em questões sociais e humanitárias, além de investirem em educação”, acrescentou o presidente do Conselho Deliberativo do IPM. 

Após receber o título, o reverendo Jung-hyun-oh disse estar muito honrado por receber a homenagem no aniversário de 150 anos do Mackenzie e que a honraria é resultado de todo o trabalho dos seus colegas. “Nós recebemos isso juntos, obrigado pelo incentivo e paixão pela missão”, disse. Logo após, o doutor Honoris Causa quis compartilhar o que estava sentindo, mas dessa vez em coreano, sendo acompanhado da tradução consecutiva.

 

 

“Agradeço esse momento único. Agradeço a todos os colegas e irmãos, eu louvo a Deus por esse privilégio, esse momento tão honrado na minha vida”, disse o pastor. 

 

 

Semelhanças nos valores

A proximidade do Mackenzie com a Coreia do Sul existe há um tempo, tanto pela questão educacional quanto confessional. “Os nossos propósitos são os mesmos, e o zelo com que exercemos nossas tarefas aqui no Brasil, dentro do reino de Deus, com Jesus à nossa frente, é o mesmo lema da Sarang”, explicou o presidente do IPM, Milton Flávio Moura.

O chanceler do Mackenzie, reverendo Robinson Grangeiro Monteiro, salientou a essência do evento, dizendo que o homenageado não era só uma eminência acadêmica. ”Antes de tudo, é um humanista cristão, um homem de profundo conhecimento da realidade humana do seu país e de todo o mundo, que tem investido não apenas em seu país, mas em sua vida, seus dons e talentos recebidos da parte de Deus, em todos os quadrantes desse mundo”. 

O reitor da UPM, Marco Tullio de Castro Vasconcelos, demonstrou orgulho em conceder o título ao pastor coreano. “Seguindo a tradição que orienta tantas universidades ao redor do mundo para concessão de títulos honoríficos, reservamos o Doctor Honoris Causa para personalidades que tenham prestado relevantes serviços à humanidade, ao país ou à nossa Universidade. O reverendo habilita-se a receber tal honraria em decorrência da sua atuação na defesa de direitos humanos e em especial de liberdade religiosa”, mencionou Marco Tullio. 

O ato de outorga foi iniciado pela leitura do currículo que contextualiza a concessão do título ao reverendo Jung-hyun Oh. O professor Gianpaollo Poggio Smanio, diretor da Faculdade de Direito (FDir), foi responsável pela leitura, que frisava as ações do homenageado. Já a leitura da resolução do Conselho Universitário foi lida pelo professor Wallace Tesch Sabain, pró-reitor de Controle Acadêmico da UPM. 

Confira a íntegra da cerimônia, clique aqui: