Compartilhe nas Redes Sociais

Os Engenheiros Eletricistas com linhas de formação em: Eletrônica, Telecomunicações e Automação ou Sistemas de Potência, Energia e Automação têm um papel fundamental no desenvolvimento do país. A velocidade da evolução tecnológica e a incorporação dessas novas tecnologias nas áreas de telecomunicações, transmissão de dados, sistemas de energia, automação e controle exigem um profissional com grande flexibilidade, capacidade de inovação e de rapidez na resposta às mudanças ocasionadas pelos novos cenários. As aplicações da Eletricidade e da Eletrônica estão presentes em todas as atividades do mundo contemporâneo, tais como: computadores, rádio, televisão, telefonia e telecomunicações, automóveis, automação e controle dos processos industriais, geração, transmissão e distribuição de energia, instalações elétricas prediais e industriais e até mesmo navegação, astronomia, medicina e biologia. A demanda por energia limpa, barata e segura, além do seu controle e gerenciamento, favorece a fácil colocação do Engenheiro com formação nessas áreas, em um mercado atrativo e carente de profissionais especializados e competentes. Como consequência, o curso de Engenharia Elétrica investe inicialmente em uma sólida formação básica que propicia o desenvolvimento de habilidades múltiplas como raciocínio lógico, criatividade, capacidade de analisar e resolver problemas para em seguida preparar o aluno nas suas áreas profissionalizantes e específicas, adequadas às necessidades do mercado.

O Mercado de Trabalho

A área de atuação inclui empresas de energia, computação, automação e telecomunicações, escritórios de projetos e consultoria, empresas de montagem e manutenção de instalações elétricas, automação e de telecomunicações, indústrias e empresas comerciais, manutenção de equipamentos e componentes eletro-eletrônicos, hospitais, empresas de radiodifusão, informática, além das áreas de  geração, transmissão e distribuição da energia elétrica, etc.

Avaliações e Premiações
Administração do Curso