Colaboradores do HUEM realizam Semana dos Cuidados Paliativos

Palestras, treinamentos e diálogos celebram Dia Mundial dos Cuidados Paliativos

23.10.202016h56 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A equipe de cuidados paliativos do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie (HUEM) iniciou na segunda-feira, 19 de outubro, 1ª Semana dos Cuidados Paliativos da instituição, sob o tema Meu Cuidado, Meu Conforto, com palestras, treinamentos e diálogo a respeito do assunto, alinhado ao Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, celebrado em 10 de outubro.

O diretor geral do HUEM, Dr. Rogério Kampa, participou da abertura do evento. “Aqui não fazemos medicina mercantilista, não tem sentido tratar pessoas como lucro. Trabalhamos com medicina humanitária e por isso criamos a equipe de cuidados paliativos. Temos muito orgulho destes profissionais que fazem de tudo para garantir a dignidade dos pacientes até o fim de suas vidas”, destacou.

Com o objetivo de assegurar o conforto e o bem-estar de pacientes com doenças em que não há possibilidade de cura, a equipe de cuidados paliativos é multidisciplinar. Conta com médico, enfermeira, psicóloga, fonoaudióloga, farmacêutica, capelã, nutricionista, assistente social odontóloga e fisioterapeuta, sob coordenação do médico Dr. Jonathan Vinicius Lourenço Souza.

“As pessoas costumam associar os cuidados paliativos com a morte, mas cuidados paliativos são vida. A única certeza que todos temos é que nossa vida chegará ao fim. Nosso trabalho é garantir as melhores condições de conforto para os pacientes e familiares durante esta última etapa da vida”, explica Dr. Jonathan.

Para a enfermeira Marinete Esteves Franco, o trabalho da equipe passou por um processo de desconstrução. “Houve uma mudança na atitude da equipe. Em vez de associar cuidados paliativos à morte, os profissionais compreenderam que, quanto antes atendemos as pessoas, mais nós conseguimos fazer por elas”, ressalta.

Temas

Os temas tratados na semana foram: Minha Espiritualidade, Meu Conforto; A Saúde Bucal e Meu Conforto; Cuidando de Quem Cuida; Tratamento e Controle da Dor; Cuidados Paliativos: Mitos e Verdades; Meu Conforto e Meu Direito. As palestras terminam na sexta-feira 23 de outubro

A psicóloga Silvia Cristina Castro destaca o papel da psicologia nos cuidados paliativos. “A psicologia preconiza o trabalho com o ser integral, não vemos somente a doença, mas sim a pessoa como um todo, sua biografia, seus familiares e tudo que envolve seu contexto histórico. Dessa forma podemos ajudar os pacientes e a família neste momento delicado”, afirma.

A espiritualidade do paciente é levada em consideração,“pois faz parte do seu bem-estar, tanto físico, mental e também de sua família. Trabalhamos com muito amor e ternura pelas pessoas”, ressalta a capelã Elenice Santos Barros.

A fonoaudióloga Gabriela Osternack Dias entende que muitas vezes não precisa alimentar o paciente de forma extremamente segura para ele se nutrir. “Muitas vezes nosso papel é permitir que ele sinta vontades de colocar  na boca alimentos que tragam lembranças, memórias afetivas, é o que chamamos de dieta do conforto”, explica.

Completam a equipe de cuidados paliativos do HUEM as farmacêuticas Nathana Albuquerque e Rafaela Berlato; a nutricionista Carolina Stempkoski, a assistente social Elaine Pimentel Ribas, as odontólogas Marcela Andrade Ivanoski e Heera Yoo e a fisioterapeuta Priscila Vaz.

A médica Andreia Christine Bonotto Farias Franco é responsável pela equipe de cuidados paliativos pediátricos composta pelas fonoaudiólogas Claudia Imenes e Fabíola Costa; as fisioterapeutas Mariana Pulowsky, Samira, Camila Gemin Locatelli e Priscila Guerios Vaz, a psicóloga Eliziana Marques da Paixão; as assistentes sociais Márcia Vieira de Souza e Elaine Pimentel Ribas; a nutricionista Anabel Ghizi; as odontólogas Marcela Andrade Ivanoski; a farmacêutica Geiza Lejambre; as enfermeiras Ana Lúcia e Sandra, a médica Marina Saad Francisco e a neonatologista Larissa Madruga Monteiro.