foto de um pneu contra um chão de pedregulhos - imagem em preto e branco
Economia

Confiança e sonhos são os fatores para o sucesso

CEO da Pirelli palestra no Mackenzie sobre carreira de mais de 35 anos

06.05.201918h40 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A XVIII Semana do CCSA (Centro de Ciências Sociais e Aplicadas) já começou aquecida, recheada de palestras, oficinas e em paralelo à XXXII semana de Recrutamento, que traz diversas empresas para o Mackenzie para tratar de processos seletivos e dar dicas aos universitários ingressantes no mercado profissional. Ambos os eventos são uma realização conjunta do CCSA da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) e da Empresa Junior Mackenzie Consultoria (EJMC).

Logo pela manhã do dia 06 de maio, o auditório Ruy Barbosa do campus Higienópolis recebeu Maurício Canineo, CEO da Pirelli S. A. I. C. na Argentina, que palestrou sobre como ter uma carreira próspera em apenas uma empresa. Há 35 anos na Pirelli, ele entrou na empresa logo após se formar na graduação em Engenharia Mecânica, em 1983, mas já trabalhava desde os 14 anos.

“Havia feito estágio por três anos em uma outra empresa durante minha graduação, mas não me efetivei ali, o que me interessou na Pirelli quando a oportunidade surgiu, foi poder atuar em engenharia de campo, e não dentro da fábrica”, conta Canineo. Sua trajetória na organização começou num departamento recém-estruturado ali, o de qualidade. “Depois de seis anos, fui para assistência técnica. A partir daí fiquei cerca de dois a três anos em cada área: Vendas e equipamentos original das montadoras, Marketing de pneu de caminhão e Marketing agrícola”.

A seguir, Canineo voltou para área de Vendas e equipamentos como gerente, depois se tornou diretor para América Latina, em 2003, quando foi atuar no México. Hoje, com especialização em Produto e em Gerência Geral e Administração, relembra que já passou por períodos conturbados.

O executivo ficou nove anos no México e após uma curta temporada de volta ao Brasil, foi trabalhar na Venezuela, onde viveu um período atribulado com os governos de Chavez e de Maduro. “Fiquei lá de 2012 a 2015, e então voltei ao Brasil por dois anos e, a seguir, fui morar na Argentina, onde estou até hoje, porém sem meus filhos dessa vez, pois já cresceram, meu garoto está nos EUA, cursando um MBA, e minha filha está em Milão, estudando Fashion Design”.

Para o palestrante, o fator de continuidade em sua carreira se deve a alguns elementos específicos como acreditar em si mesmo e na empresa; saber lidar com frustrações; entender que não estamos preparados o tempo todo para o que pode ocorrer; e compreender que a velocidade das pessoas não é a mesma velocidade da empresa. “As gerações mais novas têm muito isso de achar que o mundo foi feito em dois dias e sabemos que não é bem assim”, afirma.

Além disso, o que considera fundamental para o sucesso é ter o apoio da família e não perder os sonhos de vista. “O mundo continuará sendo um lugar difícil, saí da universidade e achava que não haveria espaço para todas aquelas pessoas. O mundo cresceu, mais pessoas se formaram e temos espaço para todo mundo. Os jovens não podem desistir dos seus sonhos para fazer alguma coisa imediatista, especialmente por dinheiro apenas. Crescer exige sacrifícios e muitas vezes não estamos preparados, batemos a cabeça, mas precisamos assumir responsabilidades. Para finalizar, nunca abra mão da sua família. Às vezes a empresa se vai, mas a família fica”, completa ele.