O Projeto Institucional de Internacionalização da Universidade Presbiteriana Mackenzie adota as políticas da Chamada Pública Capes-PrInt/EDITAL nº. 41/2017. Essas políticas estão disponíveis na página da Capes-PrInt

(https://www.capes.gov.br/images/novo_portal/editais/editais/20032019_CAPES_PrInt_EDITAL_41_2017_-_ALTERA%C3%87%C3%83O.pdf)

  1. Política de escolha de parceiros estrangeiros, considerando que ao menos 70% dos recursos devem ser destinados às parcerias com instituições de países com os quais a Capes mantém cooperação efetiva.
  2. Política de seleção interna de ações específicas e beneficiários, dentro das linhas de financiamento do Programa Capes-PrInt. No caso de seleção de projetos de cooperação com instituições estrangeiras, o proponente deverá enviar plano de aplicação de recursos, plano de atividades, financiamento recíproco, mobilidade acadêmica, produção técnico - científica conjunta, contrapartidas das instituições parceiras, entre outras.
  3. Política de contratação de professores com reconhecido desempenho científico em nível internacional.
  4. Política de aumento da proficiência em línguas estrangeiras dos discentes, docentes de pós-graduação e corpo técnico da Instituição que tenha relação direta com o Projeto Institucional de Internacionalização proposto.
  5. Política de reconhecimento de créditos e das atividades acadêmicas e científicas realizados por docentes e discentes no exterior.
  6. Política de acolhimento e acompanhamento de docentes, pesquisadores e discentes estrangeiros.
  7. Política de apropriação do conhecimento e experiência adquiridos no exterior pelos beneficiários das ações do Projeto Institucional de Internacionalização.
  8. Política de gerenciamento e operacionalização do Projeto Institucional de Internacionalização.
  9. Política de acompanhamento e avaliação interna das metas e da execução do Projeto Institucional de Internacionalização.
  10. Política de conciliação de programas nacionais de fomento apoiados pela Capes ao esforço de internacionalização.