Atualidades

Desenvolvimento humano e educação marcam CONARH 2019

Mackenzie participa do evento que contou com 33 mil pessoas

19.08.201916h15 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

“A educação é o início de tudo em relação ao desenvolvimento humano, e o Mackenzie vem ao CONARH justamente com esse foco e objetivo. Estamos preparados para desenvolver e oferecer cursos de pós-graduação, extensão, tudo para contribuir para a evolução das pessoas e da força de trabalho”. As palavras de André Ricardo de Almeida Ribeiro, diretor de Estratégias e Negócios (DIREN) do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), resumem a presença mackenzista em um dos maiores eventos direcionados à gestão de pessoas do país e do mundo.

Entre os dias 13 e 15 de agosto, as equipes da Educação Continuada da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) e do Mackenzie Soluções estiveram no Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH) com um estande atraente que ofereceu atendimento e mais de dez palestras, distribuídas entre os três dias de evento, com temas como Marketing Digital, Inteligência Emocional, Design Thinking e Inteligência Artificial.

A 45ª edição do Congresso reuniu cerca de 33 mil pessoas durante os três dias de evento, que teve encerramento com a palestra do cantor e compositor Toni Garrido. Além das diversas palestras simultâneas e também das ocorridas na Arena Gympass (próxima ao estande do Mackenzie), Arena Nexialistas e Espaço ABRH, e dos espaços Open Jungle, Lab Digital e Squad Challange, a feira de negócios somou 170 expositores.

Para Ribeiro, a presença do Mackenzie é fundamental e estratégica, e se viu espantado ao notar que não havia outras universidades no evento. “A UPM faz parcerias com várias empresas para oferecer cursos in company, cursos especializados e focados na necessidade de cada organização, tudo para que os seus funcionários tenham o desenvolvimento que precisam, e absolutamente alinhados à necessidade do mercado atual”, completa ele.

José Inácio Ramos, presidente do IPM, lembra que o Mackenzie sempre tem a tradição de inovar, e que participar da feira é parte dessa visão que une o ensino de qualidade a um olhar voltado ao futuro. “A gente se conecta às pessoas o tempo todo, nada melhor que estar em uma feira que é toda voltada a esse propósito e o Mackenzie não pode ficar fora desse contexto. Dessa forma, mostramos que somos competitivos, temos as melhores soluções nas áreas da inovação, conhecimento, em todas as áreas do saber, da pesquisa. Esse é o jeito Mackenzie!”, destaca o presidente.

Oportunidades

Para Natacha Bertoia, coordenadora de Cursos de Educação Continuada da UPM, trazer os cursos de pós-graduação e extensão, tanto presenciais quanto na modalidade EaD para o CONARH 2019 é a oportunidade para apresentar aos profissionais de RH do Congresso que o Mackenzie oferece modalidades diversas de capacitação. “Principalmente a EaD, que permite até mesmo pessoas de outros estados conhecerem o potencial do Mackenzie, estando bem mais próximo das pessoas pelo Brasil todo”, pontua ela.

Além disso, estar presente na feira permite também ouvir algumas demandas, conversar com pessoas, entender o que o mercado necessita. “Tudo para desenvolvermos novos cursos e parcerias com as empresas, por meio do Mackenize Soluções, e sempre incentivando a nossa área promissora de oferta de cursos de curta duração”, adiciona Natacha.

Retenção de talentos

O diretor Ribeiro ainda toca num ponto crucial para qualquer organização: retenção de talentos. De acordo com ele, todas as empresas têm de se preocupar com o tema. “É muito melhor reter do que contratar no mercado, onde é necessário reiniciar o ciclo de desenvolvimento. A retenção é mais eficaz porque a pessoa conhece e já está inserida na cultura da empresa e a organização também a conhece. Isso facilita o processo de entender quais são as necessidades de desenvolvimento de cada pessoa para que ela possa efetivamente ser treinada e, através de cursos específicos, ser melhor capacitada e se sentir valorizada”, constata Ribeiro.

“Dessa maneira é que se criam as condições para, de uma forma mais simples, se reter talentos e ter novas possibilidades, novas lideranças e tudo mais. Para nós, essa visão é absolutamente fundamental e tem dado muito certo”, encerra ele.