Garotas do time de futebol reunidas

Mackenzie Brasília se destaca em competições esportivas

Equipes brasilienses tiveram bons resultados no Distrito Federal e em Tamboré

29.05.201813h52 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

As equipes esportivas do Colégio Presbiteriano Mackenzie Brasília Internacional mostraram garra e dedicação ao subirem no pódio de duas competições no último mês. Na fase final dos Jogos Escolares do Distrito Federal (JEDFs), que aconteceu entre os dias 19 e 24 de maio, os times se destacaram na etapa regional do Plano Piloto.

Durante a competição, os estudantes conquistaram o 2º lugar no futsal feminino infantil, o 2º lugar no handebol masculino infantil e o 3º lugar no basquetebol infanto-juvenil. Para o professor Adailton Santanna, coordenador de Educação Física do Mackenzie Brasília, a experiência de participar de competições como esta é fundamental para o desenvolvimento dos alunos. “Eles aprendem a conviver com os companheiros de equipe, ao mesmo tempo em que precisam se relacionar com outros alunos da mesma faixa etária, que não fazem parte do cotidiano deles", conta. Ele também explica que, durante os jogos, é trabalhada a importância do respeito e da dedicação no contexto do esporte. "Também valores como companheirismo e amizade, que serão levados para a vida inteira. Os resultados são reflexos dos trabalhos que eles vêm fazendo no dia a dia, junto aos professores”, ressalta o coordenador.

Além das medalhas conquistadas no DF, os estudantes se destacaram no XXV Festival de Esportes Tamboré, que aconteceu entre os dias 19 e 26 de maio. Na ocasião, o time brasiliense de futebol society conquistou o 2º lugar na categoria sub 11. Adailton explica que a experiência de viajar para competir é fundamental: "Nestes momentos os estudantes adquirem uma responsabilidade ainda maior, porque além de estarem distantes das famílias, eles representam o Mackenzie Brasília. Tem um bom tempo que a gente vai aos Festivais de Tamboré e São Paulo, e quando os meninos voltam para casa, os pais sempre comentam que eles estão diferentes”, lembra.