Comemorações dos 143 anos do IPM teve concerto de gala

01.11.201310h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Como parte das comemorações dos 143 anos do Instituto Presbiteriano Mackenzie, a Coordenadoria de Arte e Cultura realizou do dia 31 de outubro o Concerto de Gala Coral Sinfônico, que aconteceu no auditório Ruy Barbosa, do campus Higienópolis.


O evento contou com a participação especial das Orquestras Sinfônicas de Americana e Rio Claro, que acompanharam o Coro Universitário Mackenzie e os solistas convidados: Elisabete Almeida (soprano), Joyce de Souza (mezzo-soprano), Gilberto Chaves (tenor) e o professor da casa, Thoróh de Souza (baixo).

 

A apresentação de dois movimentos da IX Sinfonia de Beethoven, o I e IV, foi o destaque da noite, além da execução de obras de Haendel e Krähenbühl. Por fim, como bis, fizeram uma homenagem ao compositor Giuseppe Verdi, o compositor do ano, interpretando um trecho do terceiro ato da ópera Nabucco, Va, pensiero, sull'ali dorate, (Vai, pensamento, sobre asas douradas), que representa o coro dos escravos hebreus exilados na Babilônia. O maestro Parcival Módolo ainda lembrou da celebração do dia da Reforma Protestante, que completou 496 anos na mesma data.


De acordo com Parcival, não é a primeira vez que o Coro Universitário Mackenzie canta acompanhando uma orquestra. “No mundo da música de concerto não é comum que as orquestras tenham um coral à disposição. Por isso o nosso coral tem sido convidado muitas vezes e cantado com várias orquestras”, contou. Segundo ele, esse privilégio é dedicado a poucos corais. “É muito raro que um coro de uma universidade tenha nível suficiente para fazer um projeto com uma orquestra profissional. Nem nós conseguimos medir essa importância. São raras as universidades no mundo que têm um coral com esse nível para grandes apresentações públicas”, analisou o maestro.