Esporte

Jady Malavazzi compete na Copa do Mundo de Paraciclismo

Atleta volta a competir hoje, 13 de setembro, após cirurgia

13.09.201911h30 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A atleta Jady Malavazzi, patrocinada pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), inicia hoje, no dia 13 de setembro, sua participação no Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada, em Emmen, na Holanda. As disputas seguem até o domingo, dia 15, e contarão com a participação de 416 atletas de 49 países.

Jady disputa a categoria H3, contra as melhores paraciclistas do mundo e que estão em busca de pontos para o Ranking Mundial da modalidade. Todos os pontos somados valem para o ranking que abrirá vagas para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020.

A atleta teve um primeiro semestre de 2019 complicado. No início do ano, foi detectada uma ferida na região de glúteo e quadril da Jady, muito comum em atletas e pessoas com lesão medular. Foi necessária uma cirurgia que a impediu de treinar por quase dois meses. Além de perder competições importantes na temporada, como etapas da Copa Brasil e da Copa do Mundo da modalidade, a atleta não pôde intensificar seus treinamentos visando as competições e a próxima Paralimpíadas de Tókio.

“Por ter ficado tanto tempo nesse ano sem condições de treino, a meta para esse Mundial é principalmente voltar ao ritmo de competições internacionais de alto nível. E se tudo estiver correndo bem durante as provas, buscarei ficar entre as cinco melhores do mundo. O importante é usar esse Mundial para me preparar para os Jogos Paralímpicos de Tóquio”, ressalta Malavazzi.

Jady Malavazzi entra no circuito de estrada em Emmen hoje, às 12h20, horário de Brasília, para sua primeira disputa. O campeonato segue até domingo (15/09). Aprova será transmitida ao vivo pela Nyaistar TV.

Sobre UCI Para-cycling Road World Championships

A UCI define categorias funcionais para homens e mulheres de todas as idades. Os ciclistas são alocados à categoria apropriada, dependendo de sua capacidade funcional.

As competições compreendem quatro grupos de handicaps (ciclistas cegos e deficientes visuais, pessoas com paralisia cerebral, deficiência locomotora e ciclismo de mão) e um total de 14 categorias funcionais para homens e mulheres em todos os níveis de idade definidas pela UCI.

Os principais eventos são o Campeonato do Mundo (desde 1994), os Jogos Paralímpicos e a Copa do Mundo (desde 2010).

Eles competem em classes e divisões, dependendo do tipo de bicicleta que usam:
• C - Ciclista: bicicleta regular
• H - Bicicleta de mão
• B - Cego: em tandem (bicicleta com dois assentos com um ciclista sem deficiência no banco da frente).
• T - Triciclo

Os ciclistas são colocados nas classes e divisões apropriadas de acordo com sua capacidade funcional, que é avaliada durante um exame médico.

Categoria H3

• Paraplegia com sinais correspondentes a uma lesão completa do nível Th1 a Th3.
• Estabilidade do tronco muito limitada.
• Alterações do sistema nervoso simpático.
• Ausência de lesão medular, mas perfil de capacidade funcional equivalente ao da classe H3.
• Posição alongada obrigatória em bicicletas de mão (AP-bikes).
• Quadriplegia moderado com / sem atetose / ataxia. Controle limitado do tronco, assimetria dos membros superiores.