O Mackenzie Voluntário é um programa realizado no contexto das atividades institucionais do Mackenzie, que congrega as diversas ações de cidadania, solidariedade e responsabilidade social e ambiental, desenvolvidas ao longo do ano em entidades sociais, comunidades carentes, na sociedade em geral. Todos esses projetos e ações desenvolvidos no MV são baseados nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU.

Inicialmente, sob o nome “Dia Mackenzie Voluntário”, o programa institucional foi implantado em 2004 como um marco ao início de uma nova abordagem da ação de responsabilidade social no Mackenzie. Sua principal finalidade é a de sensibilizar, mobilizar e integrar toda a comunidade mackenzista, além de parceiros, amigos e familiares, num movimento de aproximação com as comunidades e de promoção da participação social como forma de aprendizagem e exercício de cidadania, de incentivo à geração de conhecimento específico e de contribuição qualificada para o desenvolvimento social.

O mês de outubro foi escolhido para a realização do projeto devido este ser o mês em que se comemora o aniversário do Mackenzie. O primeiro “Dia Mackenzie Voluntário” aconteceu em 8 de outubro, como parte das atividades do Dia do Mackenzista, em celebração ao 134º aniversário do Mackenzie. Foi realizado nos locais em que o Mackenzie tinha unidade (São Paulo e Distrito Federal), além do Estado de Minas Gerais, estado sede da presidência da IPB.

Em 2004, foi adotado o tema “O BEM FAZ BEM”, o qual foi utilizado até o ano de 2014, com alguns complementos, como uma variante do tema original.

De 2004 a 2007, o projeto aconteceu oficialmente em apenas um único sábado. Em 2008, já eram dois dias oficiais. A partir de 2009, com a expansão crescente do projeto e sua realização ser em 3 dias oficiais, o projeto passou a se chamar apenas “Mackenzie Voluntário” e não mais “Dia Mackenzie Voluntário”.

Em 2014, o projeto alcançou quase todos os estados da Federação (25 estados além do Distrito Federal) e envolveu mais de 40 mil voluntários (42.337). Além disso, a cada ano que passa, o número de projetos desenvolvidos por parceiros externos (sem ligação direta com o Mackenzie) tem aumentado consideravelmente. Em 2014, os projetos realizados por esses líderes representou cerca de 58% do total de projetos realizados.

A partir de 2015, o Mackenzie Voluntário, passou por uma reelaboração: o projeto passou a ser um programa, mudou o seu logotipo e também passou a acontecer o ano todo. Os projetos liderados por mackenzistas (alunos, professores e colaboradores) ainda são incentivados para acontecer em outubro, como forma de comemoração do aniversário do Mackenzie, mas para os demais líderes, a campanha pode ser realizada durante o ano inteiro.

Essa ampliação da data permitiu dar mais flexibilidade aos projetos, de modo a atender melhor às necessidades e agenda de cada região e comunidade. Isso também fez com que muitos projetos se qualificassem ainda mais, bem como também permitiu estender os benefícios a partir da possibilidade de continuidade nas ações propostas.

Uma pesquisa recente, encomendada pela Rede Brasil Voluntário e realizada pelo IBOPE, que buscou mapear o voluntariado no Brasil na chamada Década do Voluntariado (2001-2011), proposta pela ONU, mostra que o voluntariado se concentra hoje nas classes A, B e C, sendo que as classes D e E contribuem apenas com 17% do montante de voluntários. Acreditamos que os beneficiados por ações e projetos do Mackenzie Voluntário podem perfeitamente beneficiar a outros, podem ser mais que público alvo, tornando-se também sujeitos das mudanças sociais que todos almejamos.

Em 2019, o programa completa 16 anos mobilizando a sociedade em busca de uma transformação mais profunda e, porque não dizer, conduzindo a geração atual a manter maior envolvimento com diversas causas sociais que necessitam da atuação do voluntariado.