2017 - Renan Moutropoulos Fortunato - Direito

O presente relatório tem como objetivos relatar as experiências e impressões acerca do período de intercâmbio em Waterford Institute of Technology até o presente momento (novembro 2017). Para melhor contribuir com a universidade de origem, o presente relatório tem três critérios de análise: a) cidade e acomodação; b) estrutura física da universidade e ensino e aprendizado na área jurídica; e c) experiências extra universitárias, tais como viagens ou momentos de lazer e convivência local com a língua inglesa.

O intercambista chegou na Irlanda (Waterford) na primeira semana de setembro para verificar a acomodação contratada e para organizar as suas coisas no local. Para chegar à cidade, o estudante voou até Dublin e, de lá, veio de trem até a cidade (cidade localizada ao sudeste da Irlanda, enquanto Dublin se situa no Norte). Contudo, há também ônibus que fazem o mesmo trajeto.

A cidade é pequena (em torno de 50.000 habitantes), mas as instalações da universidade se encontram espalhadas pela cidade. A acomodação escolhida pelo aluno foi a “Riverwalk Accomodations”. Em relação ao local, o aluno – assim como os demais alunos intercambistas – se decepcionaram com as acomodações. O local não é tão perto de qualquer dos campi e não possui ponto de ônibus perto (apenas um serviço da própria acomodação que faz a transferência em horários específicos para apenas um dos campi). Além disso, os apartamentos se encontravam sujos e o serviço de recepção não é dos melhores, tendo em vista que os recepcionistas, via de regra, não se mostram dispostos a resolver os problemas dos moradores em relação aos apartamentos.

Quanto à universidade, pode-se dizer que a instituição tem um serviço exemplar no quesito de integração entre os alunos intercambistas e fornece um aparato adequado quanto à formulação de grade acadêmica e suporte em assuntos universitários. Além disso, a universidade também fornece o ensino de língua inglesa para estudantes estrangeiros.

O ensino na universidade é de boa qualidade e desperta interesse no aluno intercambista da área jurídica. Tal fato se dá pelas matérias serem diferentes das fornecidas pelo Mackenzie pelas diferenças normativas existentes entre os dois países. Como exemplo do estudo de Common Law e Direito Constitucional inserto na União Europeia.

Quanto às atividades extracurriculares, é possível dizer que a experiência irlandesa é muito interessante para qualquer estudante. O fato de o país ser pequeno, bem como a cidade, nos impulsiona a conhecer os diversos lugares do país e, eventualmente, viajar a outros países.

A Irlanda possui meios de transportes intermunicipais satisfatórios e de preços razoáveis, além de a própria universidade informar os alunos de eventos tipicamente irlandeses na cidade. Nesse ponto, o estudante destaca a sua viagem a Dublin, Galway e Reino Unido (Escócia e Irlanda do Norte).

Finalmente, a convivência com os irlandeses é muito enriquecedora em relação à Língua Inglesa. O sotaque daqui é diversificado, apesar das dimensões da ilha, e totalmente diferente do que o estudante da língua no Brasil tem contato. Contudo, esse não é um empecilho ou desestímulo ao estudante, tendo em vista que o povo é muito amigável e aberto, se mostrando sempre disposto a ajudar os estrangeiros nas questões linguísticas.