2009 - Lucas Bittar - Arquitetura e Urbanismo

Chegada: Quando cheguei fui pra casa de um amigo, e fui de metrô, que é muito bom e bem sinalizado. Não é necessário pegar taxi para sair do aeroporto, a menos que seja impossível carregar as coisas!

Chegando aqui em Madrid procurei encontrar algum quarto para alugar. Tem alguns sites para procurar piso, é o jeito que se diz aqui: http://www.idealista.com/pagina/portada , http://www.segundamano.es/http://www.pisocompartido.com/.

Existem outros sites, mas acredito que estes sejam os principais. Vou contar um pouquinho como foi procurar, porque não foi muito fácil. Na época em que cheguei tinham muitos anúncios de apartamentos e quartos para alugar, e a princípio tentei encontrar um apartamento e dividir com dois amigos que conheci aqui. Não deu certo: Os donos exigem aval bancário e é um esquema que funciona mais para cidadãos europeus, mas se conhecesse algum que estivesse procurando poderia funcionar. Uma amiga conheceu um espanhol e ele alugou o apartamento e ela ficou com um quarto, e depois uma espanhola e um francês alugaram os outros dois.

Bom, no meu caso desisti de alugar o apartamento e comecei a visitar quartos para alugar, e encontrei um em uma região que indico muito, porém, pode ser um pouco caro! O que encontrei é bem pequeno em um apartamento que abre para um pátio interno, onde não bate sol, mas não é tão caro e é muito bem localizado. Está na região de Arguelles perto do metrô Ventura Rodrigues, fica a 20 minutos do centro a pé e a uns 25 minutos da faculdade. A busca é difícil e demorada e não vale a pena ter muita pressa pois tem muita coisa ruim por preços altos e só visitando um pouco é possível ter noção dos parâmetros.

Eu daria uma dica que funcionou bem! Comecei a perceber que os bons quartos e bem localizados logo que apareciam na internet já estavam alugados, a solução era estar sempre a verificar os novos anúncios, ligar logo que tinham sido lançados e ir conhecê-los. Para isso, como tem muitos números que são celulares e a ligação do orelhão para celular é muito cara eu recomendaria comprar logo um celular que é barato e agiliza muito. Os preços das chamadas variam muito de companhia para companhia, eu indicaria a yoigo ou a happy, que acho que são as mais econômicas.

Depois dessa fase difícil começa a maravilhosa vida em Madrid, que é uma cidade muito viva, noturna e no verão ainda mais.

Matrícula: No dia de início das inscrições na faculdade encontrei uma fila gigantesca para me inscrever por causa do grande número de Erasmus, alunos de intercâmbio. Mas acho que isso vai melhorar porque estão mudando o sistema. Uns dois dias depois consegui me inscrever, e neste meio tempo encontrei o meu tutor, o Samuel, tutor dos alunos que vêm do Mackenzie. Samuel indicou-me umas matérias, mas eu já tinha escolhido umas e não tive problema para mudar, pois é só preencher um requerimento, onde o professor da nova matéria requerida assina. Assim, me inscrevi em uma matéria que já não tinha vagas porque devido ao grande número de Erasmus algumas matérias terminam e o jeito é ir às aulas e pedir para o professor te aceitar e assinar o requerimento. Bom o Samuel ajuda em tudo isso, ele é muito gente boa e ajuda no que for preciso.

Matérias que fiz e indico: A questão da escolha das matérias é muito pessoal, cada um tem suas preferências e seus gostos, por isso sugiro que assistam algumas aulas para sentir, mas como o ritmo das aulas é às vezes intenso, a decisão acaba sendo meio às escuras. Em primeiro lugar colocaria uma matéria que me surpreendeu muito, a de composição com o professor Manuel de Prada. As aulas a princípio tratam de arte de arquitetura, mas depois acaba indo a fundo em análises de plantas de grandes projetos e sempre com relações muito boas e tentando demonstrar o valor de cada projeto e as formas de compor uma planta de acordo com processos compositivos. Gostei muito e apreendi muito! Eu indicaria com este professor, ele sabe muito! A única parte mais complicada é que ele é muito exigente, o que não é ruim para aprender. Mais ou menos desenvolvíamos um exercício projetual a cada 2 ou 3 semanas, e não era necessário entrar em grandes detalhes gráficos, mas era necessário chegar a uma boa qualidade compositiva. O professor após as aulas dá um atendimento aos alunos. Demorei um pouco para descobrir, mas como não estava indo bem, e também a maioria da classe, comecei a ir aos atendimentos e consegui melhorar meus trabalhos. Por fim aprovei, o que não considero o mais importante, diante do que apreendi.

Em Relação à projeto eu aconselharia visitar alguns e pesquisar os temas, pois a faculdade tem muitos professores de projeto e muitos bons professores, a maioria muito atuante no cenário atual da arquitetura espanhola, e muitos têm livros publicados e são bem conhecidos. Mas eu daria grande importância aos temas dos projetos. Eu aconselho projeto pela grande diferença que existe das aulas de projeto daqui em relação as do Mackenzie: a forma das classes e a maneira de projetar, são questões muito distintas e interessantes.

Escolhi 3 matérias, acho um bom número, mas dá para pegar mais, e se quiser depois abandonar ou cancelar é possível. Minha terceira matéria foi desenho do mobiliário, é mais tranquila e descontraída, não indico e nem desaconselho a não fazer, eu levei tranquilo e aproveitei para experimentar a desenhar mobiliário, gostei!

Clima do país: Sobre o clima não sei dizer bem, pois cheguei no fim do verão, e está acabando o inverno. Posso falar mais do inverno. Peguei uns dias mais frios com vento, dias que foram abaixo de zero, mas não é nada terrível comparado com outros lugares. Mas parece que o verão é bem quente e ambos são secos.

Custos (alojamento, transporte, alimentação, material didático, outros e um total aproximado): Eu pago no aluguel de um quarto em um apartamento que vivem mais dois cada um com seu respectivo quarto, 290 euros, com os gastos, água luz e gás,  e acaba ficando uns 330 por mês. Varia muito de acordo com a região. Com comida acho que acabo gastando entre 80 e 100 euros por mês, mais ou menos uns 20 euros por semana. É importante levar em consideração os gastos com viagens e eventos sociais, gastos importantíssimos. A última dica, sei que exagerei, mas essa é boa: Na Europa existem muitas companhias aéreas com voos de baixo custo, mas baixo de verdade, o segredo é procurar bem e com antecedência. Nomes das companhias: Ryanair, easyjet, vueling e outras. Existe um site de busca que procura voos nestas companhias, se chama Momondo. Não se pode esperar mordomia, por exemplo: a Ryanair nem acentos marcados tem, mas sou muito grato a eles. Paguei 20 euros nos vôos de ida e volta de Madrid para Londres. Madrid também é privilegiada em relação a estes vôos, pois tem muitos destinos com vôos de baixo custo. E o mais chique é que o metrô chega no aeroporto sendo fácil rápido e barato!

Precauções: No metrô é importante ficar muito atento com a carteira, bolsa ou mochila, pois tem muitos batedores de carteira, na verdade não só no metrô. Bolsas apoiadas na cadeira em um restaurante ou bar são alvos frequentes, e mesmo que estejam todos vendo eles são habilidosos.

A experiência é muito boa, a cidade é linda com muitas praças, parques e botellones que vou deixar pra vocês descobrirem aqui o que significa. Espero que pratiquem também o botellon!

Qualquer coisa deixo aqui meu contato e estou à disposição para qualquer dúvida ou ajuda!
 
E-mail: lucasbtt@gmail.com

Um abraço!

Boa sorte!

Lucas Bittar