2011 - Pedro Wehba - Engenharia Civil

Meu nome é Pedro Wehba, estudo Engenharia Civil no Mackenzie e passei um ótimo semestre estudando em Ciudad Real, Espanha, na Universidad Castilla la Mancha, o  terceiro curso de Caminos,Canales y Puertos. No momento estou viajando pela Europa por 20 dias e volto para minha cidade 10 dias antes dos exames extraordinários, bastante difíceis, por sinal.

Já possuía um bom nível de espanhol e o tempo que passei por aqui foi ótimo para aprimorar o idioma. 

A Universidad Castilla La Mancha é muito bem equipada, tem ótimas salas de aula, professores atuantes em seus respectivos ramos e disponíveis para tirar dúvidas. Cursei 5 disciplinas, 4 delas da grade do terceiro curso e outra de livre configuração, do quinto ano. As matérias do terceiro curso possuem um sistema de avaliação similar ao do Mackenzie, porém com os exames extraordinários, uma espécie de segunda chance de aprovar.

Vivo em um apartamento com outros 3 espanhóis, que em pouco tempo se tornaram meus melhores amigos no intercâmbio. A universidade me ajudou a encontrar apartamentos, que em Ciudad Real são bastante baratos. Pago 165 euros por mês em um apartamento com 4 quartos, com 2 banheiros, uma varanda e uma boa cozinha.

O clima de Ciudad Real tem seus extremos. Cheguei no auge do inverno, quando temperaturas chegavam a -4 Celcius e partirei no auge do verão, com temperaturas chegando facilmente a 40 Celcius.

Viajei bastante pela Espanha, recomendo a todos conhecer Valência, Sevilla, Madrid, Granada e se for inverno passar alguns dias esquiando em Sierra Nevada.

Quanto aos gastos, Ciudad Real é bastante barata. Gasto 165 euros com apartamento e algo perto de 180 euros por mês em comida por mês. Trens para Madrid, onde está o aeroporto mais próximo custam 20 euros e demoram pouco mais de uma hora.

No início do intercâmbio tive um pouco de dificuldades em acompanhar as aulas, porém em pouco mais de 15 dias, já estava bem adaptado. 

Escolhi a Espanha como país basicamente pela língua espanhola, com o intuito de aperfeiçoar meu idioma, uma vez que já tinha o inglês fluente.

Escolhi a Universidad Castilla la Mancha pela grande quantidade de trabalhos em grupo e aulas práticas. Ironicamente tive um pouco de problemas com os horários em que os alunos estão acostumados a realizar seus trabalhos em grupo. É normal, no curso de Caminos, Canales y Puertos que os estudantes cheguem na universidade às 8:30 da manhã e saiam às 10 horas da noite, várias vezes por semana, desde as primeiras semanas de aula.

Essa é a única reclamação minha em relação à universidade. Professores e alunos são receptivos, mas o nível de estudos é bastante mais puxado do que o Mackenzie, na minha opinião.

No geral avalio meu intercambio como extremamente positivo. Recomendo a cidade e a universidade a todos os interessados.

Estou disponível a todos os que necessitem dicas a respeito de qualquer assunto relacionado ao intercambio.

Pedro Wehba