Minha chegada na Universidade Bauhaus foi excelente, fui muito bem recepcionado tanto pelos alunos quanto pelos funcionários da universidade que cuidaram da recepção dos alunos estrangeiros. Contei com a grande ajuda de Frau Bode, que é a coordenadora dos cursos de Engenharia na universidade, para acertar minha grade final bem como minhas matérias.  Mesmo tendo nível avançado da língua alemã, nos primeiros meses tive muitos problemas nas aulas por causa do idioma (principalmente na parte de gramática), devido à velocidade com que os professores falavam. Como eu era o único aluno estrangeiro na maioria de minhas aulas, os professores falavam com os alunos na velocidade normal; porém acabei me acostumando com a velocidade da língua e levando o resto do curso tranquilamente.

Os prédios da universidade são “espalhados” pela cidade, isto foi algo que eu estranhei muito no início, pois estava acostumado com um campus fechado (como é o caso da Universidade Presbiteriana Mackenzie).