Compartilhe nas Redes Sociais

Etapas do Processo Seletivo

Mestrado - PROCESSO SELETIVO STRICTO SENSU
2º SEMESTRE DE 2019

1 - PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

Data: 11 de maio de 2019, das 9h às 12h.

Local: a ser informado.

Atenção: Não será permitida a utilização de nenhum material (livros, doutrinas, legislação) para a realização da prova escrita. Não será permitida vista de prova. A decisão da comissão de seleção é soberana, dela não cabendo recurso.

 

2 - PROVA DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Data:  11 de maio de 2019, das 13h30 às 15h.

Local: a ser informado.

Observação: Após a inscrição, não será permitida mudança de opção da língua estrangeira.

Atenção: Será permitido o uso de um único exemplar de dicionário totalmente unilíngue convencional, não eletrônico e sem glossário com palavras em Português. Não será permitida vista de prova.

Opções de proficiência (Mestrado): Inglês, Espanhol, Francês.

O exame consta de texto a ser traduzido para o Português.

 

3 - BIBLIOGRAFIA OBRIGATÓRIA

BRUNONI, D.; RIBAS, R. M.; MAGALHÃES, C. M.; et al. Transtorno do Espectro do Autismo e Deficiência Intelectual: avaliação genética. In: C. A. de la H. Amato; D. Brunoni; P. S. Boggio (Orgs.); Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.42–55, 2018. São Paulo: Memnon.

CASTRO, C. M. A prática da Pesquisa. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

D’ANTINO, M. E. F.; BRUNONI, D.; SCHWARTZMAN, J. S. Contribuições para a inclusão escolar de alunos com necessidades especiais: estudos interdisciplinares em educação e saúde em alunos com Transtornos do Espectro do Autismo no município de Barueri, SP. São Paulo: Memnon, 2015.

FERNANDES, S. M. S.; D’ANTINO, M. E. F.; BUCHALLA, C. M.; SANTOS, C. T.; SILVA, M. V. B. BLASCOVI-ASSIS, S. M. Inclusão no trabalho: Caminhos para avaliação da capacidade funcional da pessoa com deficiência. Em C. A. H. AMATO; D. BRUNONI; BOGGIO, P. S. (Orgs.). Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.250–262, 2018. São Paulo: Memnon.

NEGRÃO, J. G.; LEDERMAN, V. R. G.; SIGNORELLI, F.; SCHWARTZMAN, J. S. Cognição Social e os transtornos de desenvolvimento. In: C. A. de la H. Amato; D. Brunoni; P. S. Boggio (Orgs.); Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.402–410, 2018. São Paulo: Memnon.

ROCHA, M. M.; CAMINHA, C. A.; YANO, E. K.; AMATO, C. A. H. Transtorno do Espectro do Autismo e inclusão no mercado de trabalho. Em C. A. H. AMATO; D. BRUNONI; BOGGIO, P. S. (Orgs.). Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.229–240, 2018. São Paulo: Memnon.

SAMPIERI, R. H., COLLADO, C. F., LUCIO, P. B. Metodologia de Pesquisa. São Paulo: MacGrawHill, 2006.

SEABRA, A. G.; OSÓRIO, A. A. C.; CORRÊA, A. G. D.; et al. Distúrbios do Desenvolvimento: histórico conceitual, classificação e mé- todos de investigação. In: C. A. de la H. Amato; D. Brunoni; P. S. Boggio (Orgs.); Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.16–40, 2018. São Paulo: Memnon.

TAFLA, T. L.; GUEDES, J. V. C.; XAVIER, J. S.; MUITANA, G. O. E.; SCHWARTZMAN, J. S. Avaliação diagnóstica interdisciplinar em indivíduos com suspeita de Transtornos do Espectro do Autismo e o diagnóstico diferencial com a Deficiência Intelectual. In: C. A. de la H. Amato; D. Brunoni; P. S. Boggio (Orgs.); Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.107–116, 2018. São Paulo: Memnon.

TEIXEIRA, M. C. T. V.; SCHIMDT, C.; FARIA, K. T.; PIRES, R. A. D.; CARREIRO, L. R. R. A deficiência intelectual no contexto educacional: Orientações para a atuação de professores da Educação Básica. Em C. A. H. AMATO; D. BRUNONI; BOGGIO, P. S. (Orgs.). Distúrbios do Desenvolvimento: Estudos Interdisciplinares. p.241–249, 2018. São Paulo: Memnon.

RAPHY DRUZIAN, A. F.; MELO, J. A. DE O.; SOUZA, A. S. DE. The influence of enriched environment on spatial memory in Swiss mice of different ages. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 73, n. 8, p. 692–697, 2015.

 

4 – DIVULGAÇÃO DA LISTA DE APROVADOS PARA A ENTREVISTA

Data: 21/05/2019 de maio de 2019

 

5 – ENTREVISTA

As entrevistas serão agendadas e acontecerão dentro do período estipulado no edital somente com os candidatos aprovados na prova de conhecimento especifico.

 

6 – DEMAIS INFORMAÇÕES

Quaisquer esclarecimentos adicionais deverão ser encaminhados para o e-mail distúrbios.pos@mackenzie.br ou através do telefone 2114.8707.

Doutorado - PROCESSO SELETIVO STRICTO SENSU
2º SEMESTRE DE 2019

1. PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

NÃO HAVERÁ PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO PARA O DOUTORADO,SOMENTE SERÁ EXIGIDO UM PROJETO DE PESQUISA.

 

2. PROVA DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Data:  11 de maio de 2019, das 13h30 às 15h para os alunos que farão somente 1 prova (aqueles que tem dispensa de uma proficiência) ou 1ª proficiência (aqueles que não tem dispensa)

11 de maio de 2019, das 15h30 às 17h (2ª proficiência) para os alunos que farão 2 provas de proficiência

Local: a ser informado

Observação: Após a inscrição, não será permitida mudança de opção da língua estrangeira.

Atenção: Será permitido o uso de um único exemplar de dicionário totalmente unilíngue convencional, não eletrônico e sem glossário com palavras em Português. Não será permitida vista de prova.

O teste de proficiência consiste na tradução de um texto na língua escolhida dentro do rol de opções determinado pelo Programa.

 

2.1 OPÇÕES DE LÍNGUAS

Inglês, Francês e Espanhol.

 

2.2 CERTIFICADOS ACEITOS

Poderão ser aceitos certificados de proficiência em língua estrangeira, desde que tenham sido obtidos em período não superior a 5 (cinco) anos do ingresso do aluno no Programa, nas seguintes Instituições externas reconhecidas:

 I – Inglês, TOEFL, com pontuação de intermediate para as provas de reading e listening, e de fair para as provas de speaking and writing (média de 65 pontos de 120); ou PET/ Cambridge (Intermediário II); ou ECCE ou ECPE/Michigan.

II – Espanhol, DELE/ B2 (intermediário) – Diploma de Español como Lengua Extranjera (Instituto Cervantes); ou CELU/B2 (intermediário)– Certificado de Español Lengua y Uso.

III - Francês, DELF/ A2 (intermediário) – Diplome d’Études em Langue Française (Aliança Francesa).

 

2.2 OBSERVAÇÕES

  1.  Após a inscrição, não será permitida mudança de opção da língua estrangeira.
  2. Para os Cursos de Doutorado, poderá ser aproveitado o exame de proficiência da língua estrangeira realizado para o Curso de Mestrado, sem restrição de prazo.

Atenção: Será permitido o uso de um único exemplar de dicionário totalmente unilíngue convencional, não eletrônico e sem glossário com palavras em Português. Não será permitida vista de prova.

 

4 – ENTREVISTA

As entrevistas serão agendadas pelo programa conforme cronograma apresentado em edital, após a divulgação da lista dos convocados no site. E fará parte do processo apresentação do projeto de pesquisa para a comissão de seleção. O candidato terá 15 minutos para apresentação.

 

5 – DIVULGAÇÃO DA LISTA DE APROVADOS PARA A ENTREVISTA

Data: 21/05/2019 de maio de 2019

 

6 - PRÉ-PROJETO

*Documento a ser enviado para o e-mail do programa distúrbios.pos@mackenzie.br dentro do período de inscrição.

Modelo para projeto de seleção para o doutorado em Distúrbios do Desenvolvimento
O projeto de pesquisa deve ser apresentado de maneira clara e resumida, ocupando no máximo 20 páginas digitadas em espaço duplo. Deve compreender:

  • Título do projeto em português e inglês
  • Resumo e 3 a 5 palavras-chave em português e inglês (máximo de 150 palavras no resumo);
  • Introdução (definição de problema, justificativa com síntese bibliográfica, relevância social e científica do tema);
  • Objetivos;
  • Método
  • Plano de trabalho e cronograma de execução;
  • Referências Bibliográficas

 

7 – DEMAIS INFORMAÇÕES

Quaisquer esclarecimentos adicionais deverão ser encaminhados para o e-mail distúrbios.pos@mackenzie.br ou através do telefone 2114.8707.