Para Sempre Mackenzista

Recepção Solidária acolhe novos mackenzistas do 2º semestre de 2019

Autoridades do Mackenzie apresentam a estrutura e dão boas-vindas aos estudantes

30.07.201919h18 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Educação Continuada (PREC), realizou, nos campi Higienópolis, Campinas e Alphaville, a Recepção Solidária aos ingressantes do segundo semestre de 2019. O evento ocorreu nos dias 29 e 30 de julho, divididos entre os períodos matutino, vespertino e noturno.

A recepção do período vespertino, no campus Higienópolis, foi marcada pelo acolhimento realizado pela equipe institucional da UPM e uma apresentação dos métodos e diferenciais de ensino da Instituição. A cerimônia também teve momentos de descontração e até mesmo um show de Stand-Up.

“É a minha primeira graduação, eu estava apavorada porque faz muito tempo que concluí o 2º grau, mas com tudo que ouvi, com a palestra e tudo que foi dito, estou mais tranquila. Depois dessa recepção, saio acolhida daqui”, afirmou Roberta Cristina Lupi Correa, de 42 anos, caloura de Psicologia.

Sua filha, Vitória Luppi Correa, também é mackenzista e é apaixonada pela UPM. Ela está no 2º semestre do curso de Direito e está orgulhosa pela conquista da mãe. “Eu fiquei mais feliz quando ela passou do que quando eu mesma passei, nem achei que isso seria possível. Chorei muito. Ela vai para o período vespertino e eu estou no matutino. Tudo o que já era bom, agora vai ser melhor, porque ela está aqui. Estou no melhor lugar do mundo com a melhor pessoa do mundo, e na melhor fase da minha vida”, completou a filha.

“A Recepção é de suma importância porque é um momento de transição muito grande para o aluno. Quando ele entra na universidade, é desafiado a um protagonismo e a UPM se apresenta como uma amiga, de coração e braços abertos para recebê-lo e caminhar com ele o percurso de seu próprio sonho”, comenta o pró-reitor da PREC, Jorge Alexandre Onoda Pessanha. 

A reunião com os novos mackenzistas foi guiada pelo bate-papo entre o reitor da UPM, Benedito Guimarães Aguiar Neto, e o chanceler Davi Charles Gomes, que ressaltaram a dimensão da Universidade: sua origem, tradição, identidade, história e sua confessionalidade. Além disso, o reitor também falou sobre os desafios e responsabilidades tanto das autoridades quanto dos estudantes, oportunidades oferecidas, protagonismo estudantil e enfatizou que o trote não faz parte da recepção institucional.

Aguiar Neto disse que está com “as melhores expectativas” para o semestre. “Percebemos a disposição dos alunos em ouvir mais a respeito da Universidade que escolheram para suas respectivas carreiras. Apresentamos a dinâmica de funcionamento geral da UPM e ressaltamos nossos diferenciais, princípios e valores, que norteiam nosso processo de ensino e aprendizado”, declarou.

Já Gomes explicou para os calouros a função da Chancelaria e seu papel em preservar a identidade do Mackenzie. Para ele, a confessionalidade é considerada como permeante, transversal e transparente. “Funciona como uma lente que nos permite ver mais”. Ele destacou também como funciona a Capelania, um dos braços da Chancelaria, e que os capelães promovem cursos, acampamentos, treinamentos e dão apoio para os grupos de alunos cristãos que se encontram no campus.

O presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), José Inácio Ramos, compareceu ao evento e comentou a importância dos diretores executivos, responsáveis por darem condições aos estudantes de melhores ambientações e infraestrutura em sala de aula e fora dela. Em um tom mais descontraído, ele interagiu com a plateia e deu brindes para a caloura mais nova, de 16 anos, e para o mais velho, de 59 anos, ambos do curso de Arquitetura.

Por fim, o vice-reitor, Marco Tullio de Castro Vasconcelos, saudou os novos alunos e mostrou apoio a todos na nova etapa. “Eu sei que são muitas decisões importantes e com certeza a escolha de vocês pela UPM foi acertada. Estamos a postos para que você tenha acesso ao melhor”, disse ele. 

Ao final do evento, o humorista Jonathan Nemer, dono do canal Desconfinados, do Youtube, encerrou as apresentações, entretendo os estudantes com piadas sobre a vida acadêmica e suas dificuldades.