Esporte

Projeto social trabalha esporte, educação e conquistas

Mesmo em meio a pandemia, o Colégio Presbiteriano Mackenzie dá andamento no projeto Basquete com Inclusão Social

16.12.202017h07 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) mantém, por meio de sua Gerência de Responsabilidade Social, o Projeto BIS (Basquete com Inclusão Social). Situado, dirigido e coordenado pelo Colégio Presbiteriano Mackenzie (CPM), unidade Tamboré, o projeto é composto por quatro equipes masculinas de basquete, além das escolinhas de formação. As equipes de sub-12 a sub-15 são participantes do Campeonato Paulista de Basquete, da Federação Paulista de Basquetebol (FPB). Essas equipes são formadas por atletas da região, alunos ou não do Colégio, e já tem 12 anos de existência.

Em 2020, após um início bem breve, veio o tempo da quarentena e as equipes passaram a treinar virtualmente, com reuniões em vídeo, análise de vídeos de exercícios, entre outros. As escolinhas funcionam com convênios com escolas municipais da região, de Barueri, para servirem de “celeiro” às equipes federadas. Para esse grupo, em especial, como parte do convênio, o CPM oferece em sua unidade um programa de reforço escolar, intercalado com a escolinha de basquetebol.

Para 2021, em virtude do isolamento social, o Projeto BIS está recebendo contatos de garotos interessados em treinar nas equipes do Mackenzie via formulário eletrônico distribuído nas redes sociais. Após definir-se como será o retorno presencial, as equipes serão reajustadas e as atividades competitivas retomadas.

O coordenador do projeto, Ronie Hornos, conta que muitas pessoas são beneficiadas pela iniciativa, dentre eles atletas, técnicos, familiares e colaboradores que são ligados de diversas formas ao BIS. “Muitas pessoas vivem lindas histórias nesse projeto tão abençoado. O Mackenzie deixa sua marca cristã na comunidade através do basquete de primeira linha trabalhado com esses garotos, de diversas condições sociais, agitando o colégio e o basquete paulista com jogos incríveis, conduzidos por uma equipe técnica muito qualificada e animado por uma torcida incansável”.