Projeto Referências usa histórias reais como guia para adolescentes

07.12.202018h38 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O Colégio Presbiteriano Mackenzie Brasília (CPMB) criou neste último semestre, o Projeto Referenciais, que levou os estudantes a conhecerem histórias marcantes de mackenzistas renomados e, assim, tirarem lições e exemplos. A proposta, capitaneada pela professora Michelle Nunes, da disciplina de Geografia provocan os estudantes a observarem outras trajetórias de vida e histórias para trabalharem em si pontos positivos de cada ocasião. A iniciativa os envolve em trabalhos e debates sobre comunicação, senso crítico, pensamento científico, criatividade, cultura digital, argumentação, autonomia, autogestão, empatia e outros tópicos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ao longo de todo o ano. O projeto é aberto, prioritariamente, aos estudantes do Ensino Fundamental II.

‘‘O bom exemplo é de extrema relevância na formação do caráter, sobretudo nos dias atuais, em que as crianças e jovens são cotidianamente expostos a uma ampla gama de influências, difundidas por múltiplos canais de comunicação, grande parte delas extremamente negativas. Isso os torna vulneráveis à ação corrosiva de valores deturpados, circunstância que impacta significativamente na integridade da própria sociedade.”, avaliou o pai da estudante Sofia Freire, do 7 ano, Lamartine Braga.

Os mackenzistas acompanham os temas a partir de histórias particulares (e públicas) contadas por personalidades convidadas para compartilharem com os estudantes ou pelo exemplo obtido a partir das vidas de personagens bíblicas. Os conteúdos são justamente a ‘referência’ para as discussões do Projeto. 

“Eu achei bem legal, os vídeos explicando a história das pessoas que foram  referências para o Projeto, e achei mais importante saber lidar com as nossas habilidades ruins e boas. Aprendi a ser mais obediente, ter sabedoria e mais mansidão”, explicou Davi Almeida Sena, do 6 ano. 

Entre os convidados para dividirem as próprias histórias com os Estudantes, em 2020, estiveram o Presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie, José Inácio, o medalhista paraolímpico Daniel Dias e a Professora Patrícia Novais, do 5º ano do CPMB. Da Bíblia, as passagens históricas de José e de Daniel também foram colocadas no diálogo com as turmas. 

“Os exemplos das vidas dessas pessoas são discutidos e propostos, transversalmente, em tarefas para que os estudantes entendam os conceitos, as dinâmicas e os comportamentos. A partir disso, eles refletem sobre como agregarem modos de agir importantes dessas histórias à própria vida. Seja no colégio, em casa, com os amigos ou no futuro, no mercado de trabalho e com as famílias que constituirão. A ideia é sempre provocar neles o hábito de práticas saudáveis para as próprias vidas”, contextualizou a professora Michele. 

A ideia também agradou aos pais dos estudantes pelas pessoas e histórias escolhidas como referência para o projeto. Segundo eles, o planejamento de todo o Projeto Referenciais, em 2020, foi fundamental para o sucesso da proposta. As famílias veem nas atividades do Referenciais um complemento essencial à sala de aula. Um módulo extra para acrescentar positivamente, e com eficiência, à formação de personalidades e caracteres. 

“A iniciativa do Colégio Mackenzie com o Projeto Referenciais é sensacional. Vimos nosso filho passeando pela Bíblia, com uma leitura  agradável e prazerosa, fazendo comparações e reflexões, junto aos professores e colegas, que, certamente, ficarão marcadas na vida dele e nossa. Ficamos encantados com as pessoas históricas citadas como referenciais, ao longo do projeto, dentre elas, o casal Chamberlain, José do Egito e Daniel. Além daquelas do próprio convívio dos alunos como professores e familiares, em quem puderam ver referenciais a serem  seguidos. Isso nos faz ver a abrangência do projeto no que diz respeito aos valores cristãos, os quais são o princípio para a verdadeira e integral formação humana.”, disse Luciano Guedes, pai do mackenzista Miguel Guedes, também do 7 ano. 

Premiação

No dia 21 de novembro, o CPMB homenageou os estudantes do 5º ao 8º ano que participaram do Projeto Referenciais, ao longo do 2º e do 3º trimestres de 2020. A solenidade ocorreu no auditório Chamberlain, no campus do Colégio, respeitando todos os protocolos de segurança e orientações médicas, e foi transmitida no canal oficial do CPMB no YouTube, evitando aglomerações. O reconhecimento foi feito no mesmo momento em que foi entregue o Prêmio Chamberlain. A medalha  enaltece os mackenzistas que se destacaram academicamente e aqueles que representaram os valores da instituição.

“Evento de poucas pessoas, mas de palavras que orgulham qualquer pai preocupado com o desenvolvimento dos filhos. As emoções fluíram de forma tamanha que fomos tomados pela certeza do caminho que almejamos para eles. Fiquei surpreso por conhecer a história dessa casal norte-americano, Mary e George Chamberlain, que não mediram esforços e recursos ao se instalarem na cidade de São Paulo, na década de 70, para iniciar um projeto evangelistico-educacional que culminaria na criação do Colégio Presbiteriano Mackenzie. Quem imaginaria que a dedicação deles atingiria tantas gerações de filhos e filhas, professores e colaboradores, imbuídos de dar continuidade ao trabalho antes iniciado e que gerariam tantos frutos.”, concluiu Rodrigo Aragão, pai da Manuela Aragão, do 8 ano.