Na foto aparece prédios de baixo para cima

Professora da FAU do Mackenzie recebe título francês

Nadia Somekh é nomeada pelo Ministério da Educação Nacional, Ensino e Pesquisa da França

07.08.201818h44 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Nadia Somekh, arquiteta, urbanista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), da Universidade Presbiteriana Mackenzie, foi nomeada Chevalier dans l'Ordre des Palmes académiques, pelo Ministro da Educação Nacional, Ensino e Pesquisa da França.

A nomeação é o reconhecimento pelo trabalho e produção teórica e prática da docente, que vem pesquisando a verticalização das cidades brasileiras e o Patrimônio Histórico na metrópole contemporânea. A premiação ocorre no dia 9 de agosto, quinta-feira, às 12h, na Aliança Francesa (Av. Brigadeiro Faria Lima, 2421) - Pinheiros, São Paulo.

Nadia Somekh

Os laços de família da professora Nadia Somekh com a França são antigos, seu bisavô fundou a Aliança Francesa Israelita no Oriente Médio, seus avós foram criados em Paris, e seus pais nasceram no Cairo – Egito e foram criados em escolas francesas. Somekh, foi nascida no Cairo e veio criança para o Brasil, em 1956, sua língua materna é o francês e sua língua adotiva é o português.

Em 1987, Nadia Somekh, ganhou uma bolsa FAPESP para montar seu projeto de pesquisa de doutorado com professores franceses: Alain Lipietz, Christian Topalov e Vincent Renard da Revista Etudes Foncières, na qual publicou artigo sobre A Verticalização em São Paulo, tema de seu mestrado. Em 2008, quando era diretora da FAU Mackenzie, assinou convênio de cooperação com a escola de arquitetura Paris Val-de-Seine, vários alunos de arquitetura da Universidade Presbiteriana Mackenzie se beneficiaram a partir dessa parceria.

Sobre a condecoração

Chevalier dans l'Ordre des Palmes académiques (Cavaleiro da Ordem das Palmas Acadêmicas) é uma condecoração concedida aos parceiros do mundo acadêmico e reconhece méritos das pessoas do mundo da educação, da pesquisa e da tecnologia que se distinguiram e prestaram serviços importantes na cooperação científica, técnica e tecnológica com a França.