Esgrimista segurando espada
Atualidades

Nicolas Ferreira avalia como positiva participação no Pan-Americano 

Esgrimista do Mackenzie melhora sua performance em relação ao jogos de 2015

12.08.201917h23 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O atleta de esgrima, Nicolas Ferreira, de 26 anos, patrocinado pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), encerrou sua participação nos Jogos Pan-Americanos 2019, disputado em Lima, no Peru. No dia 5 de agosto, o esgrimista foi derrotado pelo venezuelano Rubem Limardo nas oitavas de final e se despediu da competição individual. 

“Eu consegui dominar o jogo até a metade, quando ganhava por 7/6. Não consegui manter a distância correta e acabei perdendo por 15/11 no final do último tempo. Eu consegui jogar em altíssimo nível e isso me deixou muito feliz”, comemorou o atleta. Limardo, adversário de Ferreira, foi campeão mundial e olímpico em 2012.  

Essa foi a segunda vez que Ferreira participou dos jogos Pan. Em 2015, em Toronto (Canadá), o mackenzista foi eliminado em seu primeiro jogo. “O Pan é a segunda maior competição para nós (esgrima), ficando apenas atrás dos Jogos Olímpicos. A conquista da vaga é a materialização de muito treino e essa é o grande peso para carreira”, explicou ele. 

Aluno de Engenharia de Produção da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), Ferreira volta as atenções para as próximas etapas - duas nacionais e uma mundial - do classificatório para as Olimpíadas Tóquio 2020, grande objetivo do esgrimista. 

Seleção Brasileira

Os Jogos Pan-Americanos de Lima terminaram no último domingo, 11 de agosto, e a delegação brasileira que participou da competição volta para casa com a melhor campanha verde-amarela em Pan de toda história. Ao todo, foram 171 pódios, 55 medalhas de ouro e o país fechou os jogos no Peru com a segunda colocação no quadro geral de medalhas, marca que era não alcançada desde 1963.