MackGraphe participa do desenvolvimento do fio têxtil VittaGraphe®, produto que auxilia no combate à COVID-19

Compósito de grafeno e poliéster consegue proteger tecidos e inativar o coronavírus, permitindo a reutilização de equipamentos têxteis

04.11.202014h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

MackGraphe participa do desenvolvimento do fio têxtil VittaGraphe®, produto que auxilia no combate à COVID-19

O Instituto Mackenzie de Pesquisas Avançadas em Grafeno e Nanotecnologias (MackGraphe), em parceria com a Dini Têxtil, empresa líder no fornecimento de tecidos tecnológicos, desenvolveu o fio VittaGraphe®, um compósito de grafeno e poliéster que reforça tecidos e possibilita a reutilização de equipamentos têxteis.

Esse compósito, revolucionário para a área têxtil, garante resistência mecânica, amplia a durabilidade, a solidez à luz (impedindo o desbotamento do tecido) e, somado aos efeitos antiviral, antimicrobiano e antifúngico permanente, que não saem com a lavagem, oferece uma nova solução que promove mais segurança para vários tipos de ambientes. Assim, as aplicações do tecido antiviral são as mais diversas: setor médico hospitalar (colchões, roupas de cama, cortinas, vestuário); setor hoteleiro (roupas de cama, mesa, banho e mobiliário); setor de transportes (bancos, cortinas, capas); e qualquer tipo de espaço que receba público, como igrejas, cinemas e teatros.

"As pesquisas desenvolvidas nos laboratórios do MackGraphe carregam importância ímpar para a instituição, principalmente, neste caso específico, pois contribuirá para a saúde da população e no combate à COVID-19"; declara José Inácio Ramos, presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), mantenedor do MackGraphe.

"Nossa equipe interna de PD&I tem pesquisado o grafeno nos últimos anos em parceria com centros de pesquisa especializados, como o MackGraphe. Esta sinergia formou um time, que combina pesquisa básica com pesquisa aplicada, composto por doutores especialistas na área, que nos acompanham desde então. As pesquisas resultaram em patentes e descobrimos que o grafeno poderia ser um veículo para protegermos tecidos e inativar o vírus da COVID-19, assim como outros vírus e bactérias conhecidos. Este produto foi testado em diversos laboratórios que seguiram a norma ISO 18184:2019 e todos eles certificaram sua eficiência para a inativação de partículas virais, em particular as do coronavírus"; declara Claudio Dini, presidente da Dini Têxtil.

Vale ressaltar que a resistência mecânica do compósito é tão superior que a necessidade de utilização de insumos no fio VittaGraphe® é bem menor do que a do fio de poliéster tradicional, o que gera economia e o torna um produto mais sustentável.

Esta tecnologia, que reúne resistência, durabilidade e efeito antiviral, é uma revolução para segmentos que trabalham com biossegurança e usam materiais descartáveis. Tecidos com antivirais, sobretudo em hospitais, podem ser lavados, diminuindo a quantidade de resíduos no meio ambiente e o descarte de produtos infectados em aterros sanitários.

Sobre a Dini Têxtil

A Dini Têxtil é uma empresa brasileira que se dedica à produção de tecidos de qualidade destinados principalmente a mercados industriais, dos quais se destacam os segmentos automotivo, moveleiro e calçadista. Atua nos cinco continentes e é certificada pelas normas ISO/IATF 16949:2016 para a sua divisão automobilística, ISO 9001:2015 para as demais divisões e ISO 14001:2015 para o sistema de gestão ambiental. A empresa está localizada em Ferraz de Vasconcelos – São Paulo - SP.