Nossos Talentos

Mackenzie Day 2018 atrai multidão ao campus Higienópolis

Atividades demonstram aos vestibulandos as profissões na teoria e na prática

11.10.201818h55 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Uma verdadeira invasão ocorreu no campus Higienópolis do Mackenzie, em 29 de setembro, durante o Mackenzie Day 2018. Foram quase 16 mil pessoas circulando pelos espaços e acompanhando as diversas atrações preparadas para os vestibulandos e seus familiares e amigos pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) e pela Chancelaria do Mackenzie, que realizou culto especial no dia, além da distribuição de bíblias personalizadas do Mackenzie Day 2018. Além da distribuição de brindes, inscrições para o vestibular com 50% de desconto e o passeio pelo local, dezenas de atividades foram preparadas para recepcionar o público neste megaevento que colabora para a decisão acadêmica da vida de jovens e adultos.

Ao todo, foram 15.890 pessoas atingidas por meio de palestras, bate-papos, atividades práticas, visitas a laboratórios e vivências no campus, que incluíram debates, júris, demonstrações de equipamentos e apresentações musicais da banda Mack Core, dos corais mackenzistas e da bateria do Mackenzie.

Para Benedito Guimarães Aguiar Neto, reitor da UPM, o grande número de visitantes do Mackenzie Day 2018 foi devido a qualidade das atividades e da estratégia estabelecida pela Universidade, pelo Marketing do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) e por toda a assessoria de comunicação e divulgação.

“Podemos observar uma motivação e um comprometimento muito grande de toda a equipe, seja do Instituto, seja da Universidade, dos alunos que participam das atividades, dos nossos professores, etc. É por meio dessa empatia e receptividade que os visitantes podem compreender o que é aquilo que chamamos de espírito Mackenzista, nosso grande diferencial”, afirmou o reitor.

José Francisco Hintze Júnior, da Diretoria de Desenvolvimento Humano e Infraestrutura (DESIN) do IPM, comentou que a importância do evento está na diferença entre ouvir falar do Mackenzie e conhecer por fora ou “poder realmente vivenciar essa experiência, ver a infraestrutura, conhecer os cursos, os professores, os próprios alunos. Essa é uma oportunidade de se ver na prática o que se vive aqui no Mackenzie”, completa o diretor.

Já André Ricardo de Almeida Ribeiro, da Diretoria de Estratégia e Negócios (DIREN) do IPM, destacou a oportunidade ímpar que os estudantes que buscam seu caminho universitário tiveram no dia. “Muitas pessoas ainda não decidiram o que fazer na graduação e, chegando aqui, visitam os espaços, podem conhecer as unidades e são recebidos pelos professores que conversam com eles e dizem como é o curso e o que o mercado espera de cada uma das profissões, tudo para que eles possam se decidir” enfatizou Ribeiro.

Um dos vocalistas da Banda Mack Core, Marcelo Oliveira, que também é professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e da Pró-Reitoria de Graduação e Assuntos Acadêmicos da UPM, disse que o evento tem um ar múltiplo, pois permite demonstrar os aspecto acadêmico dos cursos, a prática das profissões e também as diversas formas de expressão das pessoas.

“Sair da sala de aula e estar o palco ajuda a mostrar que todo mundo aqui, além de seu papel profissional como professor ou qualquer outro cargo, tem uma série de outros papéis e atua como parte de um time, confraterniza com colegas, etc. É uma das formas de revelar que todas as pessoas desempenham vários papéis na vida e aqui na Universidade. O ser humano é uma coisa muito maior e isso se resume aqui neste evento no qual as pessoas podem conhecer um pouco mais dos outros e mostrar um pouco mais de si”, completa Oliveira.

Atividades desenvolvidas

Dentre as atividades como passeios culturais pelo campus, organizado pelo Centro Histórico e Cultural Mackenzie, visitas guiadas e apresentação dos cursos, houve ainda ações em laboratórios com demonstrações, jogos e simulações. Confira algumas atividades a seguir:

- O curso de Engenharia Civil, da Escola de Engenharia (EE) trouxe o laboratório de estruturas e geologia, o funcionamento da elaboração de estruturas tipo domos em isopor, amostras mineralógicas e fluído não newtoniano (fluídos que têm características diferentes dos fluídos newtonianos, ou seja, tal como a areia movediça, que têm uma viscosidade que varia conforme a pressão aplicada sobre a matéria) para a apresentação ao público. Os participantes puderam visitar a sala temática e conhecer sobre: aspectos gerais do curso, conscientização ambiental e sustentabilidade do planeta e a importância dos recursos hídricos no cotidiano das sociedades.

- O curso de Direito da Faculdade de Direito (FDir) da UPM realizou ações com o objetivo de apresentar aos estudantes as áreas de atuação da profissão. Além das conversas com professores, os visitantes puderam participar de simulações de um Júri, envolvendo apresentação de casos e a atuação de especialistas para dar uma resolução e encaminhamento de um processo. O Júri simulado aconteceu no auditório Ruy Barbosa da instituição com lotação em todas as sessões.

- Os cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do Centro de Comunicação e Letras (CCL) da UPM ofereceram uma oficina audiovisual sobre influenciadores digitais, que utilizam a internet para produzir e divulgar seus conteúdos. Com foco nos interessados em serem Youtubers, o projeto mostrou quais são os equipamentos necessários para ingressar nessa carreira, bem como a necessidade de se ter um conteúdo de qualidade e apuração na pauta para evitar as Fake News. Os vestibulandos aprenderam sobre sincronização de câmeras, realização e elaboração de vídeo, os tipos e funções de cada microfone, variação de luzes, entre outros recursos.

- O curso de Engenharia de Materiais apresentou alguns estudos nas áreas de materiais poliméricos, fusão e lingotamento de alumínio, processamento por injeção de polímeros, colagem de materiais cerâmicos e nanotecnologia. As atividades aconteceram a partir da interação do curso com o MackGraphe (Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologias) da Universidade, com destaque em processos de obtenção de grafeno, métodos de produção de materiais compósitos, demonstrando alguns tipos de aplicações desses materiais, sendo os seus laboratórios utilizados no dia a dia pelos alunos.

- O Centro de Rádio-Astronomia e Astrofísica do Mackenzie (CRAAM) convidou os visitantes para a “apresentação de radiotelescópios, observatórios e aplicações na faixa de terahertz”. Os radiotelescópios servem para ajudar nos estudos do sol e seus efeitos no planeta. Em cooperação com a NASA e universidades estrangerias, o CRAAM possui alguns radiotelescópios para auxiliar no estudo, dentre eles, um localizado na cidade de Eusébio, em Fortaleza.

- A ação de “demonstrações interativas de protótipos de robôs, drones e do Projeto Mackrobótica” foi desenvolvida pelo curso de Engenharia Elétrica e mostrou aos visitantes o robô industrial, que realiza atividades em uma pequena linha de montagem, além da apresentação dos drones, assim como suas aplicações e técnicas de pilotagem.

- O curso de Arquitetura e Urbanismo ofereceu aos interessados oficinas de desenho, prototipagem, canteiro experimental, palestra sobre a profissão, plantão de dúvidas com alunos e professores, entre outros. A programação contou também com a exposição: “Memória Viva dos 70 anos da FAU e 100 anos do curso de Arquitetura e Urbanismo”, que exibiu aos visitantes projetos desenvolvidos por alunos, práticas políticas, experiências didáticas, realizações técnicas e artísticas e o compromisso da Arquitetura com a sociedade.

- As atividades do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) ocorreram nos viveiros, local onde são criadas espécies vegetais e animais utilizadas em aulas. Os participantes puderam entrar no laboratório ao ar livre, acessível aos futuros biólogos. Também esteve disponível o Herbário, acervo para fins educacionais e de pesquisa científica dos alunos e pesquisadores. E houve visita e atividades na Área de Compostagem.

- O Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) ofereceu atividades exploratórias sobre a carreira de economia, como palestras sobre a carreira de economista e o Jogo da Economia – atividades lúdicas direcionadas aos futuros universitários que exploraram conceitos de Economia, analisando as relações entre expansão monetária e processo inflacionário. Pelo jogo, foi possível perceber, por exemplo, como os governos se financiam por meio da expansão monetária, desencadeando até um possível processo inflacionário.

Além destas, ainda ocorreram visitas e práticas na Cozinha Experimental, com laboratório de panificação e confeitaria; acesso aos laboratórios de exame de eletroencefalografia; workshops do Mack Mobile, que realiza um programa em colaboração com a Apple para formar desenvolvedores iOS de alto nível; Projetos de mobilidade com experiências nos modelos de Mini Baja (veículo fora de estrada), Aero Design, a estrutura de um carro movido a combustão e o carro elétrico; experiência de medicina forense com extração de DNA, exame toxicológico, análise de sangue, análises físico-químicas; entre outras atividades que marcaram o Mackenzie Day 2018.