Mini carro em cima de um mapa
Atualidades

IV Fórum de Comércio Exterior traz discussão sobre mercado atual

Mackenzie participa de cenário brasileiro de Comex

23.10.201816h29 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Mackenzie participa de cenário brasileiro de Comex

Apesar do Brasil estar entre as 10 maiores economias do mundo, seu comércio exterior corresponde a menos de 1% do total negociado no mercado internacional. O mercado de comércio exterior, em sua amplitude, requer maior crescimento e fomentação e, por isso, a atuação de profissionais depende de uma boa formação e capacitação, visto que estabelecer boas práticas de gestão de risco nas operações de comércio é um dos principais desafios para participantes do mercado global atual.

A Organização Mundial das Aduanas (OMA) está incentivando e patrocinando empresas, em âmbito global, a estabelecerem programas de gestão de risco. O objetivo seria reduzir o fluxo de recursos ilegais, como financiamento do terrorismo e tráfico de drogas, e isso tem tido como resultado a instituição de Acordos de Reconhecimento Mútuo, que se traduzem em livre trânsito de mercadorias em alfândegas. Além disso, isso pode significar uma redução de até, aproximadamente, 30% nos custos das operações de comércio exterior.

“Desenvolver procedimentos seguros e confiáveis têm sido o principal ‘diferencial’ para que as empresas consigam ‘reduzir custos’ e ‘ganhar produtividade’ nos processos de exportação e importação”, afirma o professor Marcos Andrade, professor do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), campus Higienópolis.

O professor foi um dos palestrantes convidados a participar do último dia do IV Fórum de Comércio Exterior e Alfândegas na Mercedes-Benz do Brasil (MBBras), que ocorreu nos dias 15, 17 e 19 de outubro. O evento contou com a presença de alunos e professores da Graduação e Pós-Graduação do CCSA do Mackenzie, com uma média de 15 alunos por dia.

Para Andrade, o Fórum foi uma “oportunidade única para aproximar conceitos desenvolvidos pela academia associados às práticas de mercado” e comentou que “foi possível explorar o conhecimento técnico e sua relação direta com o dia a dia de mercado, apresentado por empresas parceiras e profissionais da Mercedes, além de professores de outras universidades convidadas”.

A 5ª edição do Fórum de Comércio Exterior e Alfândegas acontecerá em outubro de 2019 e a UPM foi convidada para participar.