Exposição sobre Harun Farocki discute a construção do universo dos computadores

05.02.201618h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Exposição sobre Harun Farocki discute a construção do universo dos computadores

Programando o visível, de Harun Farocki é a mais nova exposição do Paço das Artes. Com curadoria de Jane de Almeida, professora do Programa de Pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie a mostra busca refletir a natureza das imagens do século XXI, abordando o deslocamento das imagens captadas por aparelhos ópticos para as imagens construídas por algoritmos.

 

Para colocar em perspectiva as questões que agora são dirigidas às imagens geradas pela máquina computacional, Programando o Visível apresenta dois trabalhos anteriores do artista: Interface e Frases de impacto, imagens de impacto. Uma conversa com Vilém Flusser. Interface reflete sobre seu gesto de realizar filmes a partir de imagens existentes. Esta obra marca a passagem do artista para o universo das instituições de arte. No documentário Frases de impacto, imagens de impacto, Farocki pede ao filósofo para analisar o jornal sensacionalista Bild Zeitung. Os livros sobre fotografia e imagens técnicas de Flusser influenciaram inúmeras obras do artista. Estes dois últimos trabalhos dialogam com a obra recente de Farocki, evidenciando sua forma de interrogar as imagens até o limite e refletindo sobre o meio pelo qual elas são produzidas.

 

Para a curadora Jane de Almeida, este último trabalho de Farocki é uma extensão de questões discutidas em seus trabalhos anteriores, marcados pela compilação de filmes: “Para analisar os games, Farocki não apenas resgata a reflexão sobre a invenção da perspectiva na construção do universo Renascentista, mas também o debate sobre a fotografia como meio que libera a pintura de sua busca de semelhança com a realidade. Pergunta se o computador desempenhará funções anteriormente assumidas pelo filme que, por sua vez, ficará liberado para outras funções”.

 

Sobre o artista

Nascido em 1944 em Nový Jicin (território então ocupado pelos alemães, que hoje pertence à República Tcheca), Harun Farocki é um dos artistas contemporâneos mais reconhecidos dos últimos anos. Produziu ao longo de sua trajetória mais de 120 filmes para o cinema e para a TV, além de instalações artísticas. Participou de importantes exposições individuais e coletivas em museus, bienais e exposições internacionais (Documenta, Bienal de São Paulo, Jeu de Paume) e festivais de cinema (Berlin Film Festival, Biennale di Venezia). Farocki foi editor da revista FilmKritik, professor da Universidade da Califórnia, Berkeley e da Academy of Fine Arts de Viena.

 

Sobre a curadora

Jane de Almeida é curadora independente de mostras de filmes e artes. É professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da PUC-SP. Foi professora visitante do Departamento de Artes da Universidade da Califórnia, San Diego e do Departamento de Arquitetura e História da Arte da Universidade Harvard. É organizadora dos livros Alexander Kluge: o quinto ato (CosacNaify) e Grupo Dziga Vertov (witz edições), entre outros. Realizou filmes e filmes-instalações e atualmente produz obra sobre as imagens de Marte.

 

Serviços:

Exposição: Programando o visível, de Harun Farocki

Curadoria: Jane de Almeida

Visitação: até 27 de março de 2016. Quartas a sextas-feiras, das 10h às 19h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. Entrada gratuita.

Paço das Artes

Avenida da Universidade, 1, Cidade Universitária, São Paulo – SP

Tel.: (11) 3814-3842 | 3815-4895