Esporte

Daniel Dias se prepara para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2021

A pandemia só aumentou a ansiedade do atleta que disputará a sua quarta Paralimpíada

21.08.202013h02 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Faltando um ano para o começo dos Jogos Paralímpicos 2021, o nadador Daniel Dias, atleta patrocinado pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), e sua equipe multidisciplinar avaliam o período de pandemia e a expectativa para a quarta participação do atleta nos Jogos. A preparação do multicampeão ficou comprometida por um período, em época de incertezas por conta do adiamento da competição. Além disso, os treinamentos dentro e fora da piscina acabaram sofrendo alterações e interrupções.

“Foram tempos difíceis e inconstantes que tornaram nossa programação ainda mais desafiadora para a temporada Tóquio 2021. Estamos reinventando os métodos de treinamento tradicional e ajustando de acordo com as atuais possibilidades, estamos criando formas novas de treinamento para que o Daniel chegue nos Jogos na sua melhor forma física e com os melhores tempos”, disse o técnico Igor Russi.

A preparação física também foi impactada. “Utilizamos uma estratégia de periodização mais flexível levando em conta a disponibilidade de locais para treinamento. Fizemos um programa de condicionamento físico na casa do Daniel com os equipamentos que tínhamos à disposição. Quando pudemos ir para a academia focamos na aptidão física básica, resistência de força, força e flexibilidade”, comentou o preparador físico Fábio Neves.

Com relação à parte médica, Daniel teve acompanhamento de perto. “Revisamos a suplementação para menor quantidade de treino, com o cuidado em segurar o catabolismo e a imunidade” comenta a Dra. Simony Chiaperini. Já a nutricionista Juliana Magrini explica que “foram experimentados novos protocolos de treinamento e o plano alimentar foi ajustado a partir dos resultados da análise genética, saúde e aptidão física.” A equipe multidisciplinar do Daniel ainda conta com fisioterapeuta e acupunturista.

O trabalho integrado da equipe faz com que o atleta tenha uma expectativa otimista para Tóquio 2021. “O trabalho em equipe está fazendo toda a diferença em minha preparação para a Paralimpíada. A troca de dados a cada semana permite que cada profissional ajuste sua área em prol do mesmo objetivo para aquele determinado período. É um trabalho extremamente personalizado e que tem gerado excelentes resultados. Cheguei a minha melhor forma física e fiz o melhor tempo da minha vida na última competição internacional. As expectativas para Tóquio estão grandes, sigo confiante”, avalia Daniel.

De forma geral, o atleta mantém uma perspectiva positiva sobre a pandemia: “Tentei usar a meu favor este período de isolamento social e adiamento dos Jogos para intensificar meu foco, principalmente o mental. Vejo como um ano a mais de preparação e ajustes, não há tempo a perder. Só a ansiedade que aumentou um pouco, mas faz parte. É bom ter este frio na barriga. Vou para a minha quarta Paralimpíada, mas sempre parece que é a primeira”.

Daniel estreou em Jogos Paralímpicos em Pequim 2008 quando se tornou a grande revelação da natação mundial ao ganhar nove medalhas. O grande volume de conquistas se repetiu em Londres 2012, que até lhe rendeu seu segundo Prêmio Laureus, e no Rio 2016. Agora o desafio segue para a capital japonesa que está prevista para o período de 24 de agosto a 05 de setembro do ano que vem. As provas da natação ocorrerão de 25 de agosto a 03 de setembro no Centro Aquático de Tóquio.


Da dir. para esq.:O técnico Igor Russi, Daniel Dias e o preparador físico Fábio Neves.