Atualidades

Como usar a empatia para engajar os estudantes

Tema será debatido no Mackenzie e pode promover melhor incentivo aos estudos

23.01.202014h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Durante XVII Semana de Preparação Pedagógica, promovida pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), entre os dias 27 e 30 de janeiro, será realizada a mesa Empatia como estratégia de engajamento dos alunos do século XXI, composta pela conselheira da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), Fernanda Furuno, e com mediação da professora do Centro de Educação, Filosofia e Tecnologia (CEFT), Ana Lúcia de Souza Lopes. O debate acontece no dia 29, quarta-feira, no Auditório Ruy Barbosa.

Para Fernanda Furuno, empatia pode ser definida como “ato de se colocar no lugar do outro”. Ao fazer esse exercício, há a possibilidade de conhecer e reconhecer pontos que auxiliam na elaboração de estratégias de engajamento dos alunos, isso porque um dos principais desafios das instituições de ensino é transformar e dar mais significado às experiências vividas pelos estudantes.

“É importante repensarmos a forma de ensinar e aprender para motivar os alunos, para que possam adquirir e aplicar o conhecimento. Só conseguimos isso, quando criamos empatia com essa geração”, esclarece Furuno.

O próximo passo desse processo é desenvolver as habilidades técnicas, conhecidas como hard skills, e as socioemocionais, chamadas de soft skills, fazendo o aluno perceber o que realmente o motiva nos estudos. Com isso, também é preciso reconhecer e atender as expectativas desses jovens para que conquistem seu espaço no mercado de trabalho. “O século XXI está se tornando cada vez mais global, influenciado pela evolução da tecnologia e gerando mudanças de comportamento”, afirma.

Ainda de acordo com Furuno, a diferença entre um aluno do século XX e do século XXI é determinada pela facilidade de comunicação e acesso à informação e conteúdo, que promovem o interesse em novos desafios e novos propósitos. As oportunidades de trabalho estão se adequando a esse novo cenário, com novos estilos de gestão por exemplo.

“Muitos jovens não se interessam mais por longas carreiras, querem aprender coisas novas, querem empreender”, finaliza Furano. 

Serviço

Empatia como estratégia de engajamento dos alunos do século XXI - XVII Semana de Preparação Pedagógica

Data: 29 de janeiro

Local: Auditório Ruy Barbosa

Horário: 08h30