A leitura e o desenvolvimento da criança

A prática da leitura é fundamental e deve ser feita de forma interativa

07.01.202109h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Ler é fazer uma viagem sem precisar sair do lugar. Com um livro nas mãos, conhecemos diferentes universos imaginários e aprimoramos nosso olhar sobre o mundo que nos cerca.

A prática de leitura pode e deve ser estimulada desde cedo na criança, até mesmo quando ela ainda é pré-verbal, isto é, quando ainda não fala. Assim, mesmo antes de ser alfabetizada, a criança deve ser introduzida à leitura, por meio da contação de histórias de diferentes gêneros literários, da participação de encenações de histórias com fantoches, pelo manuseio de livros de diferentes formatos. Essas atividades proporcionam formas lúdicas e interativas de a criança dar seus primeiros passos no universo literário. 

Os benefícios do incentivo à leitura são diversos. Desde cedo, essa atividade promove o desenvolvimento linguístico da criança nas mais diversas esferas. Por meio da literatura, tem se acesso a elementos linguísticos mais estruturados e elaborados do que aqueles empregados no cotidiano e, por isso, o leitor literário tem a oportunidade de ampliar seus “arquivos mentais” a respeito do léxico, da semântica e da gramática da língua que fala.

A prática da leitura ajuda, também, no desenvolvimento cognitivo, psicomotor e intelectual nas crianças: “A leitura auxilia a criança no processo da imaginação, além disso, desenvolve a sua oralidade, o emocional, o social e o cognitivo”, explica a diretora do Colégio Presbiteriano Mackenzie (CPM) Palmas, Marta Silveira. 

“Por meio da leitura, a criança descobre coisas novas. Ao conhecer e se apropriar da literatura infantil, a criança passa a conhecer mais sobre o mundo em que vive e a compreendê-lo de melhor forma”, afirma a professora do 1º ano do CPM Brasília, Tatiane Balbino.

Outro benefício no estímulo da leitura desde cedo é a criação de um hábito que será levado por toda vida e terá reflexos na adolescência e na vida adulta. “O adulto que teve sua infância envolvida com a leitura, terá mais chances de ser um leitor proficiente, pois a leitura influencia o modo de agir, pensar e até mesmo de falar. São inúmeras as pesquisas que apontam que a leitura melhora o funcionamento do cérebro, estimula a criatividade, provoca a empatia e estimula o senso crítico”, diz a diretora do CPM Tamboré, Vera Mendes.

Desse modo, percebemos que é de extrema importância que pais e escola estejam bem atentos ao desenvolvimento do hábito de ler. “Quando os adultos expressam interesse pelos livros, as crianças se sentem atraídas pela leitura”, explica a diretora Vera. Por isso, é importante que se estabeleça uma rotina de leitura organizada, em que pais e professores preparem o momento de contação de histórias como algo significativo e com boas estratégias. É imporante que o adulto-leitor estabeleça um diálogo com o pequeno ouvinte sobre a história contada, fazendo com que a criança se coloque em postura responsiva. Em bebês, a resposta pode ser um balbucio, uma expressão facial, um som e uma vocalização – fatores que contribuem para o desenvolvimento da fala. Em crianças maiores, que já falam, a resposta tem a ver com a reflexão respeito das estruturas narrativas, sobre as palavras que são apresentadas e a associação do que está sendo aprendido com a realidade.

Pensando também no papel da escola no incentivo à leitura, é de extrema importância que a biblioteca escolar seja organizada com a orientação dos professores na escolha de materiais, de forma a garantir a ampliação uma boa curadoria dos livros. Além disso, o estabelecimento de projetos que tenham como foco o hábito de leitura é uma estratégia didática muito importante. 

Visando um bom trabalho com a leitura, as unidades do CPM desenvolvem diversas atividades com as crianças, desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental, com o objetivo de introduzir jovens e crianças no universo literário. Concursos, encontro com autores, rodas de leitura, Saraus Literários, exposições e até dentre outras atividades, são algumas das maneiras que o Mackenzie busca desenvolver para que nossos alunos desenvolvam o gosto pelos livros e enriqueçam-se com essa prática maravilhosa que é a leitura.

O que atenta para o ensino acha o bem, e o que confia no Senhor, esse é feliz. 
Provérbios 16:20