Chancelaria

A confessionalidade na educação

Aula magna do CEFT discute influência dos conceitos e valores do Mackenzie

12.03.202015h50 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) realizou, nesta quarta-feira, 11 de março, a aula magna dos cursos de Filosofia, Pedagogia e Teologia do primeiro semestre de 2020. Com uma palestra com o Chanceler do Mackenzie, reverendo Robinson Grangeiro, no auditório Escola Americana, no campus Higienópolis, foram discutidas a importância e a influência da confessionalidade na educação mackenzista. O momento devocional da noite foi realizado pelo reverendo José Antônio de Goes Filho.

“Eu poderia resumir em uma frase: 'Educação para a vida'. É produzir conhecimento que tenha repercussão prática, é transformar por meio do conhecimento”, explicou Grangeiro. Ele ainda lembrou que a confessionalidade sempre esteve presente no cotidiano de ensino da Instituição, ao longo destes 150 anos

“A confessionalidade é o grande motivo para a proposta inovadora da educação do Mackenzie e continua sendo a grande motivação que pode fazer com que a instituição continue oferecendo talentos para a sociedade de modo a transformá-la”, concluiu o Chanceler. 

O diretor do CEFT, Mario Sergio Batista, ressaltou que a aula magna é importante para mostrar acolhimento aos alunos. “A aula magna é esse momento em que os coordenadores e a direção estão presentes para dizer 'sejam bem-vindos'. A ideia é diminuir a distância entre professor e aluno, entre lousa e carteira”, disse. 

Batista ainda acrescentou que a função do CEFT é proporcionar conhecimento e estudo às pessoas nessas áreas do saber. Assim, a unidade se torna um importante vetor da confessionalidade mackenzista. “É uma oportunidade para mostrar para a sociedade que o Mackenzie está preocupado em formar liderança que saiba dialogar com a sociedade, mas que também olhe para as humanidades”, concluiu o diretor da unidade acadêmica.