Três pessoas em uma fazenda com um drone na mão
Atualidades

Tecnologia e inovação na Agropecuária

Mackenzie aplica drones para monitoramento de terreno e plantio 

07.08.201911h57 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O Curso Técnico em Agropecuária do Colégio Instituto Cristão (ICC), associado ao Mackenzie, passou a utilizar drones para monitoramento de plantio, por meio de imagens, para identificar necessidades como adubação, suplementação animal e atividades de agricultura de precisão. 

O uso de drones é uma tendência de monitoramento na Agropecuária 4.0, termo referente ao futuro da área, muito conectado à tecnologia, utilizada para elevação de produtividade/produção  por meio do aumento de informações do campo.

Acompanhamento

Os drones são utilizados para otimizar a coleta de dados no campo, pensando do plantio à colheita, bem como na parte de produção animal, acompanhando desde o nascimento do animal até a sua fase de produção de leite ou abate, como explica Timotheo Silveira, pesquisador do ICC,

Semanalmente, a equipe do ICC acompanha as imagens obtidas pelo drone e gera uma grade de informações. “Assim, conseguimos atribuir necessidades agronômicas e verificar se precisamos de mais adubo, nitrogênio, redução de número de animais em área de pastagem, entre outros exemplos. São informações técnicas que podemos ter rapidamente em nossas mãos para tomada de decisão”, conta ele.

“Se tivermos altos níveis de produção - acompanhando as questões produtivas, aplicando tecnologia para redução de custo ou de gastos desnecessários - poderemos ter melhor desempenho, diminuir uso de defensivos, antibióticos e, principalmente, produzir mais e melhor”, enfatiza o pesquisador.

Ambiente acadêmico

Com a ideia de estar à frente no mercado e treinar os alunos do curso técnico com um viés voltado para a pesquisa e inovação, o uso do drone será aplicado em sala de aula, preparando o aluno para novas tecnologias. “A previsão é que neste semestre eles tenham algumas aulas com o tema e, na prática, acompanhem a utilização”, complementa ele. 

Para Silveira, o uso dessa tecnologia é uma aplicação em cadeia, ou seja, uma nova tecnologia pode desencadear outras inovações. “Precisamos desenvolver novas linhas de pesquisa e melhorar o que já sabemos sobre o assunto. Assim, aplicar cada vez mais este tipo de tecnologia no meio acadêmico poderá auxiliar que tecnologias melhores no futuro possam ser implantadas”, finaliza.