Pesquisa e Inovação

Palestra sobre inovação encerra XXXI Semana da Escola da Engenharia

Com exemplos de grandes mentes empreendedoras, evento terminou com avaliação positiva

13.09.201919h52 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A XXXI Semana da Escola de Engenharia (EE), da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), terminou nesta sexta-feira, 13 de setembro, com uma palestra sobre empreendedorismo e inovação aplicados nas diversas áreas da engenharia. O representante do Centro de Pesquisas Avançadas Wernher Von Braun, Dario Sassi Thober, discursou para os estudantes no campus Higienópolis acerca do tema Estruturação de um Negócio de Inovação - Desafios e Oportunidades no Brasil.

“Dá uma visão da perspectiva do que é o mercado, especialmente no Brasil, onde existe ainda um jeito muito particular de fazer, praticar, implementar novas ideias. Na Engenharia existe uma interação muito grande com a indústria, mas para a pessoa que quer criar ou empreender algo novo, é importante ter essa visão da experiência”, afirmou Thober.

Ele contou um pouco sobre quais são as especificidades do campo empreendedor no Brasil, que sofre pela mentalidade de falta de confiança no próximo e na dificuldade de resolver problemas.

Para solucionar isto, Thober acredita ser necessário que os estudantes tenham cuidado com a formação básica. “Para amarrar tudo, você vai voltar às suas origens, usar muito do seu conhecimento básico para poder olhar para a prática, que vai mudar toda hora, muito dinamicamente, e você vai poder responder para ela fazendo produtos de inovação”, disse.

Para o diretor da Escola de Engenharia, Sérgio Lex, este tema foi de grande importância para constar no encerramento da Semana. “Inovação e empreendedorismo estão interligados e têm uma importância fundamental para todos os graduandos. O engenheiro não pode abrir mão de buscar a inovação”, disse.

Inversão 

O palestrante explicou que muitas vezes é necessário que se implemente uma ideia fora da indústria e por conta própria, antes que os produtos desta ideia sejam vendidos para o mercado. A mentalidade vai na contra-mão de muitos ideais, que afirmam ser necessário que a inovação aconteça dentro das indústrias. Para exemplificar, ele contou a história de Wernher Von Braun, inventor do motor de foguetes e um dos pioneiros da corrida espacial na década de 60.

“Acreditamos na demanda de mercado, que ela tem que ser feita junto às empresas e à comunidade, mas ao mesmo tempo tem de preservar a pesquisa básica no seu controle para que você possa realmente utilizar essas ideias de maneira livre”, declarou o palestrante.

Avaliação

Com o fim da da edição deste ano da Semana da Escola da Engenharia, os professores e membros da organização avaliaram que o evento teve um impacto positivo. “Houve uma conexão entre as palestras. Todas elas convergiram para o assunto da inovação”, afirmou Lex. Para os docentes, os estudantes tiveram uma boa representação nas atividades e deram um retorno positivo.

Ao longo da semana, foram realizadas palestras sobre diversos temas, como inovações do grafeno, clima espacial, sistema metroviário, quedas de edificações no Brasil e muito mais. Além disso, o evento contou com a participação do Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, primeiro e único astronauta brasileiro.