Homem palestrando em um púlpito
Esporte

Cursos de saúde discutem esporte como ferramenta de inclusão social

Palestra de secretário municipal de Esportes e Lazer foi ministrada em aula magna no Mackenzie 

28.08.201916h27 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

A aula magna do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), realizada nesta quarta-feira, 28 de agosto, no campus Higienópolis, discutiu como o esporte pode ser utilizado para promover inclusão social e qual seria o papel dos profissionais da área da saúde nesse processo. Para tanto, o secretário municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, Carlos Bezerra Júnior, ministrou palestra com o intuito de passar experiências da pasta que poderiam ser aproveitadas pelos estudantes de saúde. 

“O desafio é a gente conversar sobre as conexões entre esporte, saúde e inclusão social. Esporte é uma ferramenta de promoção de saúde e de promoção de inclusão social”, explicou Bezerra Jr, que também é formado em medicina. Entre outras funções, a secretaria administra 48 clubes municipais, como o Pacaembu, na zona Oeste da capital paulista, e o Ceret, na zona Leste. 

Para exemplificar, o secretário apresentou alguns projetos implementados em São Paulo. Dentre eles, a criação da Taça das Favelas, um torneio de futebol com times dos bairros da periferia da cidade. A iniciativa envolveu mais de mil comunidades e 40 mil crianças, que participaram de seletivas para equipes de futebol. Além disso, Bezerra Jr apresentou um projeto de abertura de quatro centro esportivos para abrigar pessoas em situação de rua durante o inverno.

Essa iniciativas, de acordo com o secretário, reforçam a conexão entre esportes e os temas sociais. “Mostra claramente que o esporte é uma atividade de convergência. Em tempos de tanta divisão, ódio e polarização, o esporte une povos, diminui as diferenças, promove a tolerância e a cultura de paz”, concluiu.

O coordenador de atividades complementares e extensão do CCBS, Marcelo Guimarães, afirmou que o esporte foi escolhido como tema da aula magna por ser um assunto que permeia todos os cursos relacionados à saúde e que pode agregar à área. “O conceito de equipe multidisciplinar, em saúde, é muito importante. Todos precisam dividir opiniões e necessita de todos os pontos de vista para que se tenha sucesso”, disse o professor.

Parceria

Antes de começar a palestra, Carlos Bezerra Jr anunciou que a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer está em negociação para cooperação entre a pasta e a UPM para que os alunos dos cursos de saúde tenham a possibilidade de fazer estágios ou atividades de extensão. De acordo com o secretário, o convênio permitiria uma troca de experiências. “Mostra como o poder público pode receber alunos, que vão perceber possibilidades de atuação dentro de suas próprias carreiras escolhidas, além de agregar outros valores humanistas”, concluiu.