Nossos Talentos

As vantagens da proximidade entre Colégio e Universidade

Alunos da graduação desenvolvem trabalhos com crianças e adolescentes mackenzistas

13.03.202013h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

No campus Higienópolis do Mackenzie, o Colégio Presbiteriano (CPM) e a Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), aproveitando a proximidade física, desenvolvem projetos de ensino conjuntos. Funcionando próximos ao centro da capital paulista, esse intercâmbio traz algumas vantagens para o ensino mackenzista, como a troca de experiências produtivas entre alunos e professores da graduação com as crianças e adolescentes do Colégio.

Este tipo de prática é recorrente e altamente enriquecedora para todas as partes. Nesta semana, por exemplo, duas atividades foram organizadas e desenvolvidas no CPM por alunos da UPM. 

A primeira delas foi o projeto Mini Chef, no qual alunos da Nutrição da Universidade foram ao Colégio para ministrar uma aula com estudantes da Educação Infantil. O objetivo era desenvolver a formação de hábitos alimentares saudáveis nas turmas, como forma de promover o bem-estar, a higiene e o desenvolvimento dos alunos.

“Considero um diferencial termos a Universidade no mesmo campus do Colégio, assim, é possível desenvolver projetos como o Mini Chef e receber feedbacks importantes sobre como podemos contribuir para uma melhor alimentação dos nossos alunos”, disse a coordenadora pedagógica do CPM, Márcia Régis.

Ao longo do ano, oito aulas deste tipo serão realizadas no CPM. Para os alunos da graduação, é uma oportunidade de aplicação de conhecimentos e também de terem maior contato com o público infantil, uma área profissional que pode ser buscada por eles. “Os graduandos de nutrição têm a oportunidade de aprimorarem novas técnicas de educação nutricional e desenvolverem um linguajar apropriado para lidar com o público infantil através da didática observada”, disse a coordenadora do Colégio.

Outro projeto é o Educação para Justiça, no qual alunos da Faculdade de Direito (FDir) da UPM vão às salas de aula da terceira série do Ensino Fundamental para ensinar práticas jurídicas, por meio de atividade lúdicas. O objetivo é ampliar a visão dos adolescentes, para que compreendam melhor o processo de resolução de conflitos, por meio de brincadeiras e dinâmicas. 

“Ao mesmo tempo em que ajuda as crianças no futuro delas, ou seja, na formação da sociedade de amanhã, está ajudando na formação dos alunos do Direito”, comentou a coordenadora do Ensino Fundamental do CPM, Eleir Parra.