Cidade ao fundo, dois celulares na frente como se tirassem foto da paisagem e vetoriais entre os celulares e a cidade.
Atualidades

Saneamento Básico em Ilhabela e pesquisas em TV Digital

Conheça a fundo dois dos projetos do Mackenzie Soluções

17.12.201814h39 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

O Mackenzie Soluções é uma unidade de negócios do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) que possui projetos em diversas áreas do conhecimento. Para entender melhor sobre sua atuação e variedade de trabalhos no mercado, conversamos com os professores Cristiano Akamine, da Escola de Engenharia (EE) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), e Francisco José de Toledo Piza, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da UPM, responsáveis, respectivamente, por dois projetos desenvolvidos nas áreas de TV Digital e de Saneamento Básico no município de Ilhabela.

Piza conta a respeito das metas do projeto de Saneamento Básico em Ilhabela, bem como trata dos desafios para se planejar de maneira adequada  os investimentos que o município deve receber. Já Akamine fala de como o desenvolvimento de um dispositivo compacto acoplado às TVs pode ser uma solução de baixo custo para ampliar a recepção dos aparelhos mediante mudanças tecnológicas.  Confira o bate-papo com os professores a seguir:

  • Projeto de TV Digital - Akamine

Qual é o trabalho do Laboratório de TV Digital?

O Laboratório de TV Digital da EE , em conjunto com o Mackenzie Soluções,  desenvolve diversos projetos para empresas do setor produtivo. Como mais importantes, destacamos o “Conversor de TV digital Hibrido para TV digital Terrestre ISDB-TB e Satélite DVB-S/S2” e “Antena de Banda KU não metálica integrada com antena planar UHF”.

Em que consistem ambos os projetos?

Em resumo, os projetos são voltados ao desenvolvimento de uma antena de Ultra Alta Frequência (Ultra High Frequency-UHF) que pudesse ser acoplada à antena KU, e um Conversor de TV Digital Híbrido para TV Digital - denominado internacionalmente de Integrated Receiver Decoder (IRD) -, que foi desenvolvido com a capacidade de receber e decodificar os sinais do Sistema Brasileiro de TV digital terrestre (Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial versão B, ISDB-TB); os sinais de TV por satélite do sistema Digital Video Broadcasting (DVB)-S e DVB-S2; e sinais de TV por comunicação Internet Protocol (IP). 

Qual a importância desse trabalho? O que ele soluciona?

Com o processo de desligamento da TV analógica no Brasil, em substituição para o Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD-T), é possível que existam muitas regiões sem recepção do sinal terrestre de TV digital (regiões de sombra). Estas regiões ocorrem em áreas mais afastadas dos transmissores ou em locais onde não há visada direta para os transmissores devido a obstáculos como prédios, morros, etc. Este fato, em conjunto com a possível mudança do sistema satelital para digital, pode colocar em risco a recepção dos serviços de TV na região rural, por exemplo.

O que desenvolvemos é uma solução inovadora de baixo custo que utiliza um System on Chip (SoC) de última geração que possui uma placa, com tamanho aproximado de um maço de cigarros, interligado com a Antena Banda KU de 60 cm não metálica, integrada com antena planar UHF, que permite receber sinais de TV digital terrestre, satélite e internet. Isso expande a capacidade da recepção e amplia o alcance das comunicações no Brasil.

  • Saneamento Básico em Ilhabela - Piza

Como funciona o projeto de Saneamento Básico em Ilhabela com a participação do Mackenzie?

O município de Ilhabela escolheu a UPM para cuidar da atual revisão do plano de saneamento básico da região, feito a cada quatro anos. A elaboração do trabalho abrange aspectos físicos, econômicos e institucionais, esgotos sanitários, drenagem urbana, além de análises na área operada pela Sabesp e pelo Sistema de Informações Municipais de Saneamento Básico (SIMSAB).

A atuação do Mackenzie no projeto abrange cinco grandes frentes: levantamento de dados e diagnóstico, só para se ter uma ideia, atualmente cerca de 80% da cidade é abastecida e 40% tem serviço de esgotos sanitários, com o Plano a meta é chegar a 100% no médio prazo; elaboração de planos com projeção de demandas em relação a disponibilidade hídrica e infraestrutura de cada serviço; estudos econômicos sobre investimentos, despesas (administrativas, comerciais, operação e manutenção) e receitas líquidas para um período de até 30 anos; estudos institucionais; e estudos de necessidades de cada comunidade do município, às quais o acesso se dá por mar e/ou por trilhas terrestre, o que resultará em soluções específicas.

Qual a importância do projeto?

Para a prefeitura de Ilhabela, o projeto vem agregar conhecimento e expertise, com equipe multidisciplinar, soluções propostas pautadas em tecnologia e normatizadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), ou aceitas pelos órgãos reguladores e fiscalizadores, universalização do saneamento no médio prazo e otimização de recursos públicos no setor de saneamento.

Para o Mackenzie, o trabalho contribui na integração de equipes dentro de cada unidade acadêmica e também entre unidades; integração da Universidade com o setor público e privado; desenvolvimento de novos projetos e pesquisas, acadêmicas e aplicadas; facilidade de captação de recursos em instituições de fomento, nacionais e internacionais; e novas frentes de interação do Mackenzie como um todo com a sociedade em projetos de interesse público e social.