Ética e Cidadania

Da raiz aos frutos: evento sobre compliance discute ética no cotidiano

Encontro com participação da alta gestão do Mackenzie elaborou carta de compromisso por comportamento íntegro

25.03.201915h00 Comunicação - Marketing Mackenzie

Compartilhe nas Redes Sociais

Com o objetivo de sensibilizar os executivos do Mackenzie a respeito do comportamento íntegro e seus frutos, a Gerência de Riscos e Compliance (GERCO) do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM), em parceria com a Chancelaria, realizou o evento “Da raiz aos frutos”, no dia 20 de março. Voltado aos diretores, gestores, pró-reitores e demais autoridades do IPM e suas mantidas, o encontro debateu conceitos de desvio de conduta, corrupção, fraude, comportamento indevido, diferenças entre conceitos seculares e confessionais, tratando a respeito de compliance e ética.

“A cada dia observamos a necessidade de nos portarmos de maneira correta e ética, refletindo nossos princípios e valores cristãos de forma prática em tudo que fazemos, observando rigorosamente as leis que regulam a matéria, quanto nossa conduta pessoal, ética e moral”, destaca José Inácio Ramos, presidente do IPM, a respeito da relevância do encontro.

Como conta Luciano Pavarini de Melo, gerente da GERCO, foram apresentadas situações cotidianas sobre as quais os presentes precisavam debater sob o ponto de vista ético, encontrando o melhor caminho de atuação. “Mostramos animações, desenvolvidas pela TV Mackenzie, que traziam situações que emolduravam situações como o mau uso de recursos para embasar os debates e discussões, bem como situações que podem ocorrer dentro de casa, o que levantou o debate de como ensinamos nossas crianças por meio de exemplos e pequenas mentiras que podem se tornar a base de um comportamento nocivo no futuro, sempre fazendo um paralelo com situações cotidianas de nossa Instituição”, diz ele.

Para Daniel Grandolfo, gerente de Marketing do IPM, o evento foi bem organizado e muito didático, demonstrando a aplicação dos conceitos no cotidiano. “Quando você traz exemplos práticos de casos que podem acontecer no dia a dia, fica muito mais claro e humaniza muito mais, até mesmo facilitando entender o que é certo e errado nas condutas”, pontua Grandolfo, destacando sua importância. “Há um alinhamento no posicionamento e pensamento de toda liderança”.

Compromisso documentado

Enquanto ocorriam os debates e apresentações, Cleverson Pereira de Almeida, da Secretaria dos Conselhos Superiores e de Controle Acadêmico; Jorge Alexandre Onoda Pessanha, pró-reitor de Extensão e Educação Continuada; e Mauro Fernando Meister, diretor do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (CPAJ) produziam um texto que resumiu o que foi tratado no encontro.

“O material produzido foi apresentado para todos os participantes junto a um compromisso, com os princípios de ética e integridade, que foi assinado pelos executivos”, explica Melo. De acordo com o gestor da GERCO, a ideia é, futuramente, ampliar os eventos deste tipo, chegando a ter “A semana da integridade do Mackenzie”, com diversas ações para alcançar todos os colaboradores do IPM e até o público externo. “Desejamos chegar em um formato no qual possamos realizar não só o bate-papo com alta gestão, mas também esquetes, vídeos, simulações, conversas, comunicações em formato de gibi etc. Enfim, queremos ampliar o escopo desse trabalho e atingir o máximo de pessoas possível. A linha tênue do que pode e o que não pode é dúvida para todos. Acredito que tenha de existir esse esclarecimento”, finaliza ele.