Compartilhe nas Redes Sociais

Matriz Curricular

  1. Nome do Componente Curricular: Digital Transformation & Business Agility  
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa: Principais conceitos sobre o assunto e quais são os pilares necessários para que a transformação digital ocorra de forma eficaz e sustentável. Como a experiência do cliente deve ser encarada na transformação digital, agentes culturais e técnicos da transformação digital.
  4. Objetivo: Inserir o aluno nos aspectos fundamentais da transformação digital. Fomentar discussões e insights que serão utilizados ao longo do curso. Conhecer as ferramentas de auxílio à transformação digital. Entender fatores motivacionais de uma transformação digital. Entender principais conceitos do Business Agility.  
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Pilares da transformação digital o Operações o Experiência do cliente o Modelo de negócios
    • Pirâmide digital
    • Caminho para a transformação digital o Agilidade o Change Management o Operações o Customer Success o Negócios Digitais o Novas tecnologias
    • Conceitos de Business Agility
    • Pilares:
    • Leadership
    • Transformation
    • Org Design
    • Culture
    • Framework
    • Estudos de Casos o Ex: Varejo, Industria, Agronegócio, etc…

      6. 
      Bibliografia:
    •  Básica:
  • DIAMANDIS, Peter H.; KOTLER, Steven; KORYTOWSKI, Ivo, (Trad.). Oportunidades exponenciais: um manual prático para transformar os maiores problemas do mundo nas maiores oportunidades de negócio... e causar impacto positivo na vida de bilhões. São Paulo: HSM do Brasil, 2016. 320 p. ISBN 9788567389745.
  •  ELLO, Pedro; VIDIGAL, Marina. Startup Brasil: fundadores de O Boticário,
  • Locaweb, Cacau Show, Buscapé, Gran Sapore, Grupo Arizona, Agência Click, Turma da Mônica, Flytour e AGV Logística contam como nasceram suas empresas milionárias. Rio de Janeiro: Agir, 2011. 200 p. ISBN 9788522011025.
  •  OSTERWALDER, A. Business Model Generation. São Paulo: Alta Books, 2010.
     
  • Complementar: 
  • CHRISTENSEN, Clayton M.. The Innovator's Dilemma: When new technologies cause great firms to fail. New York, NY: Harvard Business Review Press, 2012. 425 p.
  •  EVANS, Nicholas. Business Agility: strategies for gaining competitive advantage throu. New York, NY: Financial Times, 2019.
  •  JOHNSON, Steven. Where Good Ideas Come from. New York, Ny: Riverhead Books, 2011. 352 p.
  •  ROGERS, David L.. Transformação Digital: repensando o seu negócio para a era digital. São Paulo: Autêntica Business, 2017. 
  •  SCHMIDT, Eric; ROSENBERG, Jonathan. Como o Google funciona. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2015. 349 p.

 Bases de Dados:

  1. Nome do Componente Curricular: Strategy management in a process approach
  2. Carga Horária: 32h/a         
  3. Ementa:  As diferentes abordagens da estratégia e suas implicações para a APM (Agile Project Management); vantagem competitiva como processo e as abordagens da I/O (Industrial/Organization) e da RBV (Resource Based View); os limites verticais da firma e as estruturas de governança hierárquica, de mercado e híbrida: o problema da decisão “make or buy”, de alianças estratégicas e de M&A (Merges&Acquisitions); governança corporativa e os conflitos de agência; abordagens institucionais sobre estratégia e competitividade.    
  4. Objetivo: Capacitar os gestores para o emprego dos microfundamentos da estratégia empresarial em tomadas de decisões que conduzam as organizações à vantagem competitiva em uma abordagem de processos ou dinâmica.    
     
  5. Conteúdo Programático: 
    1. Strategy planning, strategy thinking and strategizing  
    2. Marketing-inspired strategic thinking. 
    3. The industrial organization approach (I/O)
    4. The resource-based view (RBV)
    5. The transaction-cost theory (TCT) 
    6. Agency theory and shareholder value
    7. Stakeholders and organizational politics
    8. Institutional theory and organizational culture
       
  6. Bibliografia:
      • Básica:
  • BARNEY, Jay B.; HESTERLY, William S. Administração estratégica e vantagem competitiva. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010
  • BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M.; SCHAEFER, S. A Economia da Estratégia. Porto Alegre: Bookman, 5ª edição, 2012
  • MINTZBERG, H. el all. O processo da estratégia. Porto Alegre: Bookman, 2011
  • SMINIA, Harry. The Strategic Manager. Oxon: Routledge, 2018. 
     
      • Complementar: 
  • GHEMAWAT, P.; COLLIS, D. J. A Estratégia e o cenário dos negócios: texto e casos. Porto Alegre: Bookman, 2000. 380 p. 
  • MINTZBERG, H.; AHLSTRAND, B.; LAMPEL, J. Safari de estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. Porto Alegre: Bookman, c1998. 299 p. 
  • PENROSE, E. Teoria do Crescimento da Firma. Campinas: Editora da Unicamp, 2006. 
  • WHIPP, R. Desconstrução criativa: estratégia e organizações. In: CLEGG, S.; HARDY, C.; NORD, W. (Orgs.). Handbook de estudos organizacionais. São Paulo: Atlas, 2004. v. 3, p. 229-250. 
  • WILLIAMSON. O. E. Strategy research: Governance and competitive perspectives. Strategic Management Journal. 2012, p. 1087-1108.

Bases de Dados:

 

  1. Nome do Componente Curricular: Design Thinking & Lean Inception & Design Sprint
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa:  O Design Thinking, seus métodos e ferramentas. A criatividade como processo passível de aprendizado e gerenciamento. Criação de um produto mínimo viável a ser construído pelos métodos Design Thinking e Lean Inception. 
  4. Objetivo:Apresentar e discutir as metodologias e ferramentas de Design Thinking e metodologia de projetos, mostrando a sua utilização prática em diversos contextos. Instrumentalizar e capacitar o aluno a projetar em um caráter inovador e multidisciplinar. Apresentar o método Lean Inception para a criação de um produto mínimo viável. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
     Design Thinking
    Criatividade e processos criativos.
    Criatividade e inovação.

    Princípios, Métodos e processos do Design Thinking. 
    Criatividade baseada em problemas. 
    Co-criação: desafios e oportunidades. Experimentação como parte do o processo criativo. 
    Gerenciando as incertezas do processo criativo (erro, imprevisibilidade e estruturas abertas)
    Design Sprint
    Lean Inception o Princípios, Métodos e processos do Lean Inception
     
  6. Bibliografia:
      • Básica:
  • BROWN, Tim. Design Thinking: Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Elsevier, Campus, 2010. 
  • CAROLI. P. Lean inception: como alinhar pessoas e construir o produto certo. São Paulo: Editora Caroli, 2018. 
  • NACHMANOVITCH, Stephen. Ser criativo – O poder da improvisação na vida e na arte. São Paulo: Summus, 2010.
     
      • Complementar: 
  • ACADEMIA PEARSON. Criatividade e Inovação. Pearson 150 ISBN 9788576058847. 
  • BERZBACH, Frank. Psicologia para criativos. São Paulo: GG, 2013
  • SALLES, Cecília Almeida. Redes da Criação. Vinhedo: Editora Horizonte, 2008.

Bases de Dados:

 

 

  1. Nome do Componente Curricular: Avaliação Econômico-Financeira de Projetos
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa: Riscos estão presentes em todas as decisões de empresariais, especialmente em projetos de média e longa duração em ambientes de negócios dinâmicos e voláteis. Neste sentido, as tomadas de decisões devem ser fundamentadas por técnicas e critérios consistentes, que possibilitem a análise da viabilidade econômico-financeira, assim como a atratividade e os riscos para os stakeholders.
  4. Objetivo: capacitar o aluno para o entendimento das principais técnicas utilizadas para a projeção de fluxos de caixa de projetos, para a avaliação dos retornos previstos, para identificação e compreensão da viabilidade e econômicofinanceira do orçamento de capital, e seus riscos envolvidos, visando embasar tomadas de decisões criteriosas e seguras.
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Demonstrações Financeiras – Balanço Patrimonial, Demonstração dos Resultados do Exercício e Demonstração do Fluxo de Caixa
    • Capital de Giro, Capital Circulante Líquido e impacto no fluxo de caixa 
    • EBITDA - Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization
    • Fontes de financiamento de projetos – capital próprio, terceiros e mix
    • Custo de capital
    • Custo médio ponderado de capital
    • Métodos e premissas para projeções de fluxos de caixa 
    • Metodologias de análise de investimentos: Valor Presente Líquido (VPL),
    • Período de Payback e Taxa Interna de Retorno (TIR)
    • Análises de cenários, análise de sensibilidade, avaliação de riscos e tomadas de decisões
       
  6. Bibliografia:
    1. Básica:
  • BRUNI, Adriano Leal. Avaliação de investimento. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2013. 
  • CAMLOFFSKI, Rodrigo. Análise de investimentos e viabilidade financeira das empresas. São Paulo: Atlas, 2014. 
  • SANTOS, José Odálio dos. Valuation: um guia prático: metodologias e técnicas para análise de investimentos e determinação do valor financeiro das empresas. 2. ed., rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2019. 
     
  • Complementar: 
  • BRITO, Paulo. Análise e viabilidade de projetos de investimento. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2011. 
  • BRUNI, Adriano Leal; FAMÁ, Rubens. As decisões de investimentos: com aplicações na HP12C e Excel. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2017. 
  • CAMLOFFSKI, Rodrigo. Análise de investimentos e viabilidade financeira das empresas. São Paulo: Atlas, 2014. 
  • FREZATTI, Fábio. Gestão da viabilidade econômico-financeira dos projetos de investimento. São Paulo Atlas 2011.
  • GITMAN, Lawrence J.; JOEHNK, Michael D. Princípios de Investimento. 8 e. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2005. 
  • TITMAN, Sheridan; MARTIN, John D. Avaliação de projetos e investimentos: valuation. Porto Alegre: Bookman, 2010. 

 Bases de Dados:

 

  1. Nome do Componente Curricular: Gestão de Projetos Ágeis
  2. Carga Horária: 32h/a 
  3. Ementa: Mostrar os conceitos básicos de gerenciamento de projetos. Avaliar os diferentes tipos de ciclo de vida do projeto, tailoring, grupos de processos de um projeto, áreas de conhecimento, escritório de projetos e o papel do gerente de projetos em um contexto organizacional de mudanças, e que exige ética profissional. Mostra os processos de gerenciamento ágeis no desenvolvimento de software. Mostrar as certificações relacionadas na área de projetos.  
  4. Objetivo:Mostrar os fundamentos básicos para gerenciar projetos ágeis, sua estrutura, processos, ferramentas e aplicabilidade.  
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Conceitos – projetos, programas, portfólio, gerenciamentos de projetos
    • Governança ágil de projetos
    • Manifesto Ágil
    • Conceitos de Agilidade
    • Ambientes de Projeto Ágil, Iterativo, Adaptativo e Híbrido
    • Ciclo de vida de um projeto: preditivo, iterativo, incremental e ágil
    • Tailoring
    • Estruturas organizacionais
    • Grupos de processos
    • Áreas de conhecimento
    • Ágil e o Escritório de Gerenciamentos de Projetos (PMO)
    • Modelo Guia PMBOK / PMI 
    • O papel do gerente de Projetos em um ambiente ágil
    • Liderança Servidora
    • Metodologias ágeis de Engenharia de Software o Adaptive Software Development (ASD) o Dynamic Systems Development Methodology (DSM) o eXtreme Programming (XP) o Família Crystal de Cockburn o Feature Driven Development (FDD) o Iconix Process o Microsoft Solutions Framework (MSF) o OpenUP
    • Pragmatic Programming (PP) o   Diferenças entre as metodologias tradicionais e ágeis de desenvolvimento de software. 
    • Testes Automatizados.
    • Refatoração: técnicas sistemáticas para melhorar o desenho de software pré-existente. o             Planejamento Ágil.
    • Padronização de Estilo. o Ferramentas para Desenvolvimento Colaborativo de Software.
    • Melhoria Contínua através de retrospectivas e técnicas similares.
    • Certificações em projetos
    • Código de Ética do PMI
    • Ferramentas de Gestão de Projetos utilizadas no mercado
       
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Agile Practice Guide. 1ª edição. Pensilvânia: Project Management Institute Inc,  2017.
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK). 6 ed. Estados Unidos: PMI, 2017 
  • MULCAHY, R. Preparatório para o exame de PMP. Estados Unidos: RMC Publishing, 2018
     
    • Complementar: 
  • COCKBURN, A. Agile Software Development: the cooperative game. Addison-Wesley, 2006
  • KERZNER, H. Gestão de projetos: as melhores práticas. 3ª edição. São Paulo: Edgard Blucher, 2017
  • MASSARI, V. Gerenciamento ágil de projetos. Rio de Janeiro: Brasport, 2014
  • PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software: uma abordagem profissional. 8. ed. São Paulo: Pearson Makron Books, 2016.
  • PRIKLADNICKI, R; MILANI, F; WILLI, R. Métodos ágeis para desenvolvimento de software. Porto Alegre: Editora Bookman, 2014.

Bases de Dados:

  1. Nome do Componente Curricular: Gestão de Projetos com PMI-ACP  
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa:Mostrar as técnicas ágeis para gerenciar o projeto com os fundamentos do PMI-ACP do Project Management Institute (PMI®).  
  4. Objetivo. Mostrar como iniciar, planejar, executar, monitorar e controlar e implementar uma melhoria contínua na gestão de um projeto ágil. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
    Iniciando um projeto ágil o Avaliação de valor o Retorno sobre o investimento (ROI) o Valor Presente Líquido o Taxa Interna de Retorno o Análise de Custo-benefício o Business case o Mapeamento de Fluxo de Valor o Conceitos de Planejamento Adaptativo e Planos Ágeis o Termo de Abertura de um Projeto o Identificação das partes interessadas. 
    Planejando um Projeto Ágil o Entendendo o ciclo de vida de um projeto ágil o Escopo

    Coleta de Requisitos: 
    wireframes 
    personas 
    jogos ágeis 
    modelagem ágil 
    user stories 
    mapas de user stories.
    Priorização de requisitos ágeis   o Custo e cronograma
    horas ideais 
    story points 
    estimativa por afinidade 
    widebrand delphi, planning poker 
    velocidade 
    estimativa de custos  o Aquisições
    Contratos ágeis
    Executando um projeto ágil
    Diferenças na execução tradicional e ágil de um projeto
    Como executar um projeto ágil
    Entrega de Valor o Kanban / Quadro de tarefas o Limites de WIP (Work In Progress) o Protótipos
    Engajamento das partes interessadas o Valores das partes interessadas o Gerenciamento das partes interessadas o Gerenciamento dos fornecedores Radiadores de Informação
    Soft skills: o Negociação o Escuta ativa o Métodos de facilitação o Diversidades culturais da equipe o Resolução de conflitos o Equipes distribuídas o Modelos participativos de tomada de decisão
    Monitoramento, Controle e Melhoria contínua em projetos ágeis: o Gerenciamento ágil de valor agregado (agile earned value) o Gráficos burndown e burnup o Gráficos burndown de riscos o Resolução de problemas o Gráfico ROAM o Diagrama de fluxo Cumulativo (CDF) o Ciclo do tempo o Defeitos o Gerenciamento da qualidade o Fator Humano o Análise de variações e tendências o Limites de Controle o Integração continua o Spike o Práticas de Melhoria Contínua
     
  6. Bibliografia:
    1. Básica:
  • GRIFFITHS, M. PMI-ACP Exam Prep. 2º ed. USA: USA: RMC  Learning Solutions, 2015
  • MASSARI, V. Gerenciamento ágil de projetos. Rio de Janeiro: Brasport, 2014
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Agile Practice Guide. 1ª edição. Pensilvânia: Project Management Institute Inc,  2017

    Complementar: 
  • COHN, M. Agile estimating and planning. USA: Editora: Prentice Hall, 2015
  • HIGHSMITH, J. Agile project management: Creating Innovative Products. USA: Editora: Addison-Wesley Professional, 2009. 
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Guia do conhecimento em gerenciamento de projetos (Guia PMBOK). 6 ed. Estados Unidos: PMI, 2017  

Bases de Dados:

 

 

  1. Nome do Componente Curricular: Disciplined Agile (DA)
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa:  A agilidade dos negócios está na liberdade de gestão e não com foco em estruturas e processos. O Disciplined Agile (DA) é um kit de ferramentas que reúne centenas de práticas Agile para orientar sobre a melhor forma de trabalhar para sua equipe ou organização. 
  4. Objetivo:Mostrar como o Disciplined Agile (DA) fornece uma base sólida para agilidade de negócios para que as pessoas, equipes e organizações possam otimizar seus processos de gerenciamento de projetos e obter benefícios. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Introdução a DA o Porquê DA? Um kit de ferramentas híbridas o Melhoria contínua guiada
    • Mindet o Princípios o Promessas o Diretrizes
    • Pessoas o Funções nas equipes DAD o Papéis ágeis disciplinados em escala o Direitos e responsabilidades o Comunidades de prática (CoPs) o Centros de Excelência (CoEs) o Governando equipes ágeis
    • Processo o Disciplined Agile Delivery (DAD) o Disciplined DevOps o Disciplined Agile IT o Disciplined Agile Enterprise (DAE) o Agilidade em escala
    • Certificações em agilidade
       
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • AMBLER, S.; LINES, M.  Choose Your WoW! A Disciplined Agile Delivery Handbook for Optimizing Your Way of Working. USA: PMI, 2020
  • AMBLER, S.; LINES, M. An executive’s guide to disciplined agile: winning the race to business agility. USA: PMI, 2017
  • AMBLER, S.; LINES, M. Introduction to disciplined agile deliver: a Small
  • Team’s Journey from Scrum to Disciplined DevOps. USA: PMI, 2020
     
    • Complementar: 
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Agile Practice Guide. 1ª
  • edição. Pensilvânia: Project Management Institute Inc,  2017
  • DINSMORE, P. C.; SILVEIRA NETO, F. H. Gerenciamento de projetos: como gerenciar seu projeto com qualidade, dentro do prazo e custos previstos. 2 ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2013  
  • PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI). Guia do conhecimento em gerenciamento de projetos (Guia PMBOK). 6 ed. Estados Unidos: PMI, 2017

Bases de Dados:

 

  1. Nome do Componente Curricular: Agile Coaching e equipes de alto desempenho  
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa: Identificar o perfil do agile coaching e como ele pode contribuir para as organizações alcançarem benefícios organizacionais por meio da liderança e desenvolver equipes de alto desempenho. Mostrar as certificações relacionadas a agile coaching e liderança. 
  4. Objetivo:Mostrar o papel do agile coach e o uso da técnica agile leadership para promover equipes de alto desempenho. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Agile Coach o Introdução: Quem são e como surgem o O DNA do Agile Coach
    • Mindset e Cultura
    • Agile Mindset e Cultura Organizacional
    • Relacionamento com a Empresa
    • Como remover barreiras organizacionais
    • Como promover aprendizagem contínua na empresa
    • Como facilitar um processo de melhoria contínua
    •  Como fazer com que todos participem da mudança
    • A carreira do Agile Coach
    • Agile Leadership o Conceito de Liderança
    • Diferença entre Chefe ou Líder
    • A Era da Liderança Ágil
    • Quem é o Líder Ágil
    • As Competências do Líder Ágil
    • Personalidade e Comportamentos do Líder Ágil
    • Atitudes do Líder Ágil
    • Características dos Líderes Inspiradores
    • 10 Atributos que podem destruir um Líder
    • Equipes de alto desempenho
    • Modelo de TUCMAN
    • Resolução de problemas e tomada de decisão o Processos cognitivos envolvidos  o Inteligência emocional e aspectos afetivos na decisão
    • O papel das equipes no processo decisório o A decisão grupal
    • Aspectos comportamentais relacionados à decisão grupal o Heurísticas e vieses de decisão o Nudges influenciando a decisão o Motivações da equipe
    • Certificações em Agile Coach
       
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • ADKINS, L. Coaching Agile Teams: A Companion for ScrumMasters, Agile Coaches, and Project Managers in Transition . USA: ddison-Wesley Signature Series, 2010
  • APPELO, JURGEN. Management 3.0 - leading agile developers, developing agile leaders leading agile developers, developing agile leaders. USA: Editora:
  • Addison Wesley.2011.
  • BLANCHARD, K. COSTA, F. A. Liderança de alto nível: como criar e liderar organizações de alto desempenho. São Paulo: Editora: Bookman, 2019
     
    • Complementar: 
  • HAECKEL, Stephan H. Adaptive enterprise: creating and leading sense and respond organizations. Boston: Harvard Business School Press, c1999. 295 p. : il. ; 24 cm ISBN 0875848745
  • KOTTER, John P. Liderando mudança. Rio de Janeiro: Campus, 1999. 188 p. ISBN 8535201939.
  • ROBBINS, Stephen P. Fundamentos do comportamento organizacional. 8. ed. São Paulo: Prentice-Hall, 2014. xvii, 316 p. ISBN 9788576052098.

 Bases de Dados:

  1. Nome do Componente Curricular: Modelos Estratégicos de negócios ágeis
  2. Carga Horária: 32h/a
  3. Ementa:  Lean Start up, Managemen 3.0, Inovação Agil, Framework Cynefin. Celebration Grid. Agile in Processes, Change Management, Agile Process. Growth Hacking e Certificações Management 3.0. 
  4. Objetivo:Mostrar as técnicas ágeis para promover a gestão nos negócios, a fim de proporcionar mais agilidade e inovação às organizações que buscam um novo olhar e diferencial em seus modelos de negócios.
     
  5. Conteúdo Programático: 
    Lean Start up
    Management 3.0
    Inovação ágil
    Framework Cynefin
    Celebration Grid
    Agile in Processes o Continuous Improvement & Agile  o Value Stream Mapping  o Process Modelling
    Product Management (PM)
    Change Management  o Gestão da mudança para a agilidade
    Growth Hacking
    Certificações Management 3.0
     
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • APPELO, J. Management 3.0: Management 3.0: Leading Agile Developers,
  • Developing Agile Leaders. USA: Editora: Addison-Wesley Professional, 2010.
  • KIM, Gene; BEHR, Kevin; SPAFFORD, George. O projeto fênix: Um romance sobre TI DevOps e sobre como ajudar seu negócio a crescer. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017. 384 p.
  • MELLO, F. H. OKRs, da Missão às Métricas: Usando as OKRs para criar uma cultura de execução e inovação na sua empresa. Disponível em: http://conteudo.qulture.rocks/ebook-okrs-da-missao-as-metricas
    • Complementar: 
  • MARTIN, R. C. Agile Software Development: Principles, Patterns, and Practices. Prentice-Hall, 2002.
  • SHORE, J.; WARDEN, S.The Art of Agile Development. O'Reilly, 2007.]
  • PAULA Filho, Wilson de Pádua. Engenharia de Software: fundamentos, métodos e padrões. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2009.

Bases de Dados:

  1. Nome do Componente Curricular: New agility and scaled agile frameworks
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa:   O que é o modelo ágil e como ele atua como viabilizador da transformação digital nas empresas. A agilidade como modo de pensar mais do que uma nova forma de atuação. A amplitude da agilidade e seus diversos frameworks de apoio ao desenvolvimento de produtos até a reformulação do modelo organizacional de forma escalada.
  4. Objetivo: Desmistificar o modelo ágil, toda sua extensão e evolução. Habilitar um novo mindset nos alunos. Apresentar os pilares, os princípios e valores do Modelo Ágil. Apresentar os frameworks ágeis escalados, aplicações e principais diferenças. Avaliar os impactos da adoção da agilidade nas organizações e na sociedade. Apresentar o modelo como solução corporativa além da TI
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • A origem do pensamento ágil e a influência do Sistema Toyota de Produção na disrupção do pensamento
    • O manifesto ágil e seus signatários
    • New Agility o Modelo spotify o Modern Agile o Agnostic Agile
    • Os frameworks ágeis escalados
      • APM
      • DAD
      • Lean Management
      • Less 
      • Nexus
      • Rage
      • SAFE
      • Scrum of scrum o O papel do gestor numa corporação ágil o O futuro da Governança de TI como conhecemos
      • Governança ágil 
         
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • PRIES, Kim H.; QUIGLEY, Jon M. Scrum project management. Boca Raton: CRC Press; London: Taylor & Francis, c2011. xxiv, 174 p. ISBN 9781439825150
  • RIES, Eric. A startup enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. São Paulo: Lua de papel; Rio de Janeiro: Leya, c2012. xi, 274 p. ISBN 9788581780047 (Leya)
  •  SBROCCO, José Henrique Teixeira de Carvalho. Metodologias ágeis: engenharia de software sob medida. São Paulo Erica 2012 1 recurso online ISBN 9788536519418.
     
    • Complementar: 
  • HAMEL, Gary. What Matters Now: How to win a world of relentless change, ferocious competition, and unstoppable. San Francisco, Ca: Jossey-bass, 2012. 250 p. ISBN 9780616769799
  • KNASTER, Richard. LEFFINGWELL, Dean. SAFe 4.5 Distilled: Applying the
  • Scaled Agile Framework for Lean Enterprises (2nd Edition). Boulder, Colorado USA: Addison-Wesley Professional. 2018. 352 p. ISBN 9780135170496
  • LARMAN, Craig. VODDE, Bas. Large-Scale Scrum: More with Less. Harlow: Addison-Wesley Professional. 2018.272 p. ISBN 9780321985712
  • SUTHERLAND, Jeff. SCRUM: A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo. São Paulo, SP: Leya, 2016. 240 p. ISBN 9788544104514
  • WILDT, Daniel; MOURA, Dionatan; LACERDA, Guilherme; HELM, Rafael. Extreme Programming. São Paulo, SP: Casa do Código, 2015. 148 p. ISBN 9788555191060

Bases de Dados:

  1. Nome do Componente Curricular: Customer Centricity Management
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa:  A disciplina enfoca entender profundamente como e por que as pessoas pensam, se comportam e organizam suas vidas. Para atingir esse resultado, é primordial entender seu mindset, suas práticas e demandas, analisando profundamente as mudanças comportamentais e as tendências emergentes que impactam os indivíduos e o mercado. 
  4. Objetivo:Capacitar o participante compreender a inteligência sobre o mercado e consumidor de forma estratégica, subsidiando tomadas de decisão em ambientes de negócios complexos e dinâmicos, gerando vantagem competitiva para às organizações. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
    • Marketing 4.0
    • Marketing e Estratégias Customer Centricity
    • Inteligência de mercado
    • Human Centricity Technologies
    • Social branding
    • Gestão de Canais digitais
    • Social CRM
    • Customer Service e Customer Sucess
    • User experience innovation
    • Psicologia e Neuromarmarketing
    • Comportamento online e experiência omnichannel
    • Tendências do comportamento de consumo
    • Shopper
       
  6. Bibliografia:
    • Básica:
  • FADER, P. Customer Centricity: Focus on the Right Customers for Strategic Advantage. USA: Editora : Wharton School Press, 2020
  • FADER, P.; TOMS, S. The Customer Centricity Playbook: Implement a
  • Winning Strategy Driven by Customer Lifetime Value.  USA: Editora: Wharton School Press, 2018
  • PALMATIER, R. W.; MOORMAN, C.; Handbook on Customer Centricity: Strategies for Building a Customer-Centric Organization (Research Handbooks in Business and Management). USA: Publisher: Edward Elgar Pub, 2019
     
    • Complementar: 
  • FAUSTINO, P. Marketing digital na prática.  São Paulo: Editora : DVS Editora, 2019.
  •  KOTLER, P. ; et al. Marketing 4.0. São Paulo: Editora : Editora Sextante, 2017. 
  • KINGSNORTH, S. Digital marketing strategy: an integrated approach to online marketing. São Paulo: Editora : Kogan Page, 2019

 Bases de Dados:

 

  1. Nome do Componente Curricular: Agile estimate and metrics
  2. Carga Horária: 32h/a           
  3. Ementa: Compreender a importância da estimativa e métrica ágil nos processos de gerenciamento de projetos ágeis, entendo seus princípios, sua performance, mudanças, técnicas e o monitoramento e controle por OKR´s. 
  4. Objetivo:Mostrar como elaborar uma estimativa e métrica ágil para monitoramento e controle de projetos ágeis. 
     
  5. Conteúdo Programático: 
      • Principles of Agile metrics
      • Agile Estimation o Project or Proposal level o Release Level o Sprint level
      • Performance Management
      • Change managment
      • Lean and Kanban metrics
      • Agile Estimation Techniques o Caracteríticas de uma boa métrica ágil o Agile Poker o Planning poker o T-Shirt Sizes o Dot Voting o The Bucket System o Large/Uncertain/Small
      • Affinity Mapping o Ordering Method o Story Points
      • T-Shirt Sizing
      • Horas Ideais
      • Indicadores CPI e SPI
      • Medição da Maturidade de Times Ágeis
      • Métricas o WIP, lead time e throughput
      • CFD
      • Utilizar o método de Monte Carlo para desenhar cenários de entrega
      • Métrica Burndown da Sprint:
      • Métrica Burndown Épico e Release:
      • Planejamento Estratégico, OKR´s e KPI´s. 
      • Ciclo de vida de um OKR
      • Desdobramento do OKR
      • Debriefing 
         
  6. Bibliografia:
      • Básica:
  • ALBINO, R. D. Métricas ágeis: obtenha melhores resultados em sua equipe. São Paulo: Casa do Código, 2017
  • DOERR, J.; MENEZES, B.  Avalie o que importa: como google, bono vox e a fundação gates sacudiram o mundo com os OKRS. São Paulo: Editora: Alta Books, 2019
  • RIES, Eric. A startup enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. São Paulo: Lua de papel; Rio de Janeiro: Leya, c2012. xi, 274 p. ISBN 9788581780047 (Leya)

 

      • Complementar: 
  • HAMEL, Gary. What matters now: how to win a world of relentless change, ferocious competition, and unstoppable. San Francisco, Ca: Jossey-bass, 2012. 250 p. ISBN 9780616769799
  • SUTHERLAND, J.; SUTHERLAND, J.J. Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na  metade do tempo. São Paulo: Editora Editora Sextante, 2019
  • SABBAGH, R. Scrum. Gestão ágil para projetos de sucesso. São Paulo: Editora Casa do Código, 2013

Bases de Dados:

 

  1. Nome do Componente Curricular: Aplicação de Conhecimento
  2. Carga Horária: 48 horas/aula 
  3. Ementa: A disciplina promove o desenvolvimento do Trabalho de Aplicação de Conhecimento, com base no método prático e aplicado, o qual direciona o aluno para a resolução de um desafio ou problema real vivenciado em um contexto institucional/pessoal, utilizando os conceitos e práticas abordados ao longo do curso.
  4. Objetivo: Capacitar o participante para investigar, analisar e compreender as causas e as implicações dos desafios em um contexto institucional/pessoal; e com base no diagnóstico e na pesquisa bibliográfica, propor soluções e ações detalhadas, visando à resolução de problemas ou oportunidades reais e pontuais enfrentadas nesse contexto institucional/pessoal.   
     
  5. Conteúdo Programático: 
    Definição do problema/oportunidade/desafio a ser resolvido;
    Descrição das características gerais do contexto institucional/pessoal; 
    Diagnóstico das origens e implicações do desafio a ser resolvido;
    Pesquisa bibliográfica sobre os temas relacionados com o desafio do contexto institucional/pessoal;
    Proposição de soluções e ações detalhadas para a resolução do desafio.    
     
  6. Bibliografia  Básica: 
    MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 8. Rio de Janeiro Atlas 2017 1 recurso online ISBN 9788597010770.
    MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de pesquisa. 8. Rio de Janeiro Atlas 2017 1 recurso online ISBN 9788597013535. 
    YIN, Robert K. Estudo de caso : planejamento e métodos. 5. Porto Alegre Bookman 2015 1 recurso online ISBN 9788582602324.
    GIL, Antonio Carlos. Estudo de caso : fundamentação científica ; subsídios para coleta e análise de dados ; como redigir o relatório. São Paulo Atlas 2009 1 recurso online ISBN 9788522464753.  

    Complementar:
    GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. Rio de Janeiro Atlas 2017 1 recurso online ISBN 9788597012934.
    FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. Porto Alegre ArtMed 2008 1 recurso online ISBN 9788536318523.
    MATTAR, João. Metodologia científica na era digital. 4. São Paulo Saraiva 2017 1 recurso online ISBN 9788547220334.
    FACHIN, Odília. Fundamentos de metodologia. 6. São Paulo Saraiva 2017 1 recurso online ISBN 9788502636552.
    SILVA, Anielson Barbosa da. Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais : pradigmas, estratégias e métodos. 2. São Paulo Saraiva 2011 1 recurso online ISBN 9788502125018.
    THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2000. 108 p. ISBN 8524900296
    SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 24. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2017. 317 p. ISBN 9788524924484