APRESENTAÇÃO



Quando o monge agostiniano Martinho Lutero pregou as 95 teses na porta da igreja de Wittenberg não tinha a menor ideia dos desdobramentos daquele gesto. Era 31 de outubro de 1517. Lutero queria apenas provocar o debate com os doutores da Igreja sobre aqueles assuntos que perturbavam sua consciência e para os quais desejava uma reforma da parte da Igreja Católica. Aquilo que seria apenas um convite para um debate acabou sendo a faísca que incendiou o clamor por uma reforma teológica, eclesiástica, litúrgica e ministerial na Igreja com consequências políticas, econômicas e sociais que se estenderiam para além da Alemanha e da Europa. Cinco séculos depois daquele dia os seus efeitos ainda são sentidos. Em todo o mundo, desde 2007 os cristãos reformados estão organizando celebrações comemorativas dos 500 da Reforma, que acontecerá mais precisamente em 2017. Como uma instituição de ensino confessionalmente ligada à Reforma protestante, o Mackenzie celebra os 500 anos da Reforma com este evento, no qual reúne palestrantes internacionais e nacionais peritos na história e teologia daquele evento. Serão abordados temas estreitamente relacionados com o movimento e seus desdobramentos no mundo, dentro das diversas tradições reformadas que nasceram da Reforma. Nosso alvo é que os participantes aprendam mais sobre a Reforma e renovem seu apreço por seus pontos principais, especialmente pela sua doutrina central, que é a justificação dos pecados exclusivamente pela fé em Jesus Cristo.

Chancelaria da Universidade Presbiteriana Mackenzie






Fechar Essa Janela