Imprimir a página Procura no Site Mapa do Site
Atividades
Contato
Pastorais
"Felizes os Famintos e Sedentos de Justiça"
"Felizes os Humildes"
"Felizes os limpos de coração"
"Felizes os Mansos"
"Felizes os Misericordiosos"
"Felizes os Pacificadores"
"Felizes os perseguidos por causa da justiça"
"Felizes os que choram"
O Sal da Terra
"Vós sois a luz do mundo"
Poesias
Eventos
Esportes
Fotos
Selecione a unidade:
Matrícula:
Senha:
"Vós sois a luz do mundo"




“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”

(Mateus 5.14-16).

A Bíblia ensina que Jesus Cristo é a verdadeira luz e que nele não há treva nenhuma. Assim sendo os discípulos são convocados para que sejam aqui na terra o reflexo da luz verdadeira que é Cristo. Todo cristão foi chamado para brilhar.
Da mesma forma que uma lâmpada não pode brilhar se não estiver conectada a uma fonte de energia, o cristão não pode brilhar se não estiver ligado à pessoa de Jesus Cristo, visto que não tem luz própria, a luz que ele tem é reflexo da fonte de luz que é Jesus Cristo. Necessário é que esteja sempre ligado a Cristo para que a sua luz brilhe.
Jesus afirmou que o cristão é a luz do mundo e esta luz deve ser vista. Isso significa que o crente precisa viver a vida cristã de forma clara. Não pode se tornar um agente secreto do reino de Deus, visto que um verdadeiro discípulo de Cristo jamais pode se esconder da sua responsabilidade de brilhar.
A luz serve de guia para as pessoas, sendo assim o verdadeiro cristão deve ser como um luzeiro nas trevas a iluminar o caminho que deve ser seguido. Todos sabem o quanto é difícil andar no escuro, porém quando as luzes estão acesas fica tudo mais fácil. Assim deve ser a vida do cristão, ele deve refletir a boa luz de Cristo, dissipando assim toda treva e permitindo que as pessoas andem com tranqüilidade sem a possibilidade de se ferirem.
A luz serve como sinal de advertência. Quando se viaja a noite e passa-se por locais perigosos, nota-se que sempre são sinalizados com luzes. A vida cristã também deve ser um sinal de advertência para todos aqueles que andam por caminhos perigosos. O cristão precisa servir de alerta.
Jesus afirma que o objetivo da luz é mostrar a glória de Deus, por isso o propósito da vida cristã não deve ser apenas o destaque pessoal, a busca pela fama ou por riquezas, mas, acima de tudo, permitir que as pessoas vejam através da luz aquilo que é bom, e glorifiquem a Deus por isso. O objetivo principal da vida cristã é levar as pessoas à presença de Deus.
Jesus esperava que seus discípulos tivessem uma vida de testemunho autêntico e não apenas de declarações acertadas. A vida cristã tem que ser vivida e não apenas professada. Leão Tolstoi queixava-se que os cristãos, na Rússia de sua época, deixavam-no sem convicção. Afirmava que somente suas ações e não suas palavras poderiam modificar os temores da pobreza, da enfermidade e da morte que o perseguiam.
Orígenes relata uma história bem diferente sobre os crentes de seus dias, pois suas vidas, e não suas palavras eram o seu testemunho invencível. Que cada cristão verdadeiro seja apenas o reflexo da verdadeira luz de Cristo. Isto já basta!

 


Carlos Henrique