Página InicialApresentaçãoCorpo DocenteProgramas AcadêmicosFides ReformataAlunosContato
 
Imprimir a página Procura no Site Mapa do Site
Catálogo Acadêmico
Informações Acadêmicas de Programas
Informações gerais
Corpo docente e administrativo
O programa do CPAJ
Especialização (LATO SENSU - EAD)
Mestrado em Divindade (Mdiv)
Sacrae Theo. Magister (STM)
Doutorado em Ministério (DMin)
Concentrações/Linhas/Disciplinas
Informações acadêmicas gerais
Informações financeiras
Regimento interno do CPAJ
Doutores, Mestres e Especialistas
Dissertações, Teses e Monografias
Como chegar ao CPAJ
Descontos Acadêmicos
Especialização On-Line
RMI (novo curso)
Calendário Atual
Selecione a unidade:
Matrícula:
Senha:



As informações abaixo fazem parte das normas gerais do CPAJ. Elas têm o propósito de assegurar o bom aproveitamento da educação teológica oferecida pelo CPAJ, assim como o bom andamento de seus cursos.


REQUISITOS GERAIS PARA ADMISSÃO
O programa de pós-graduação do CPAJ está aberto a candidatos de qualquer procedência conquanto sejam aprovados no processo seletivo. O processo seletivo para os diferentes cursos do CPAJ tem os seguintes elementos comuns: Apresentação de Documentos, Entrevista Pessoal e Exame de Línguas (exceto para Educação à Distância). Outros requerimentos específicos podem ser determinados para os diferentes cursos.


Etapas do Processo Seletivo

Inscrição.

  • (1) Cópia do comprovante do pagamento da taxa de inscrição.

  • (1) Cópia do Histórico escolar do curso de graduação.

  • (1) Cópia do diploma de graduação.

  • 2 fotos 3X4.

  • Cópias de documentos pessoais: Cédula de Identidade, Título de Eleitor e CPF.

  • Curriculum vitae.

  • Uma redação de não menos que duas nem mais que três páginas digitadas (espaço duplo, fonte Times News Roman 12 pts. ou equivalente) versando sobre tema definido no edital de processo seletivo.

O interessado deverá enviar esses documentos dentro dos prazos estabelecidos no edital de processo seletivo.

Exame de Proficiência em Línguas. Em caso de aprovação no exame de documentos os candidatos receberão da controladoria acadêmica do CPAJ as informações quanto ao exame de língua inglesa, e, nos casos de candidatos às linhas de pesquisa na área Estudos Bíblico-Hermenêuticos, o exame da língua bíblica da linha pretendida. Estes exames serão feitos preferivelmente on-line.

Entrevista e Exame de Conhecimentos. Todo candidato aos cursos presenciais do CPAJ passa por uma entrevista. Os candidatos ao Mestrado Divindade ( M.Div.) são entrevistados pelo coordenador do curso ou outro membro do corpo docente por ele designado. Os candidatos ao Sacrae Theologiae Magister (S.T.M.) são entrevistados pelo coordenador do curso e pelo professor titular da área de concentração pretendida (ou alguém especialmente nomeado pelo mesmo). Candidatos ao S.T.M. também são submetidos a exame de conhecimento na linha de pesquisa pretendida. Os candidatos ao Doutorado em Ministério são entrevistados pelo coordenador de curso.

Matrícula. A última etapa é a matrícula propriamente dita, a qual ocorre mediante o pagamento do boleto da taxa de matrícula e o envio da cópia do mesmo à secretaria.

EXAME DE PROFICIÊNCIA NA LÍNGUA INGLESA
Aprovação no exame de inglês mencionado acima nas etapas do processo seletivo é obrigatória para todo aluno nos cursos presenciais do CPAJ. Esse exame tem como objetivo verificar se o interessado possui condições de ler e pesquisar textos acadêmicos em inglês. Esta aptidão se faz necessária por três razões: (1) Proficiência na leitura em pelo menos uma língua estrangeira é exigência comum aos cursos de pós-graduação, (2) Grande parte do rico acervo da biblioteca do CPAJ é composta de material em inglês, incluindo parte significativa dos periódicos teológicos, e (3) parte significativa do material de leitura exigido nas disciplinas oferecidas pelo CPAJ está na língua inglesa. Este exame é eliminatório.

EXAMES DE PROFICIÊNCIA NAS LÍNGUAS BÍBLICAS
Os alunos da área de concentração Estudos Bíblico-Hermenêuticos só serão admitidos nos cursos mediante aprovação em exame nas línguas originais, grego para estudantes de Novo Testamento e hebraico para estudantes de Antigo Testamento (veja acima Etapas do Processo Seletivo). O exame constará da tradução de passagens selecionadas dos textos originais. A critério do professor, o aluno poderá utilizar recursos como léxicos (não analíticos) ou dicionários. Não será permitido o uso de programas bíblicos de computador. Este exame é eliminatório.

EXAME DE CONHECIMENTOS
O exame de conhecimentos na linha de pesquisa pretendida é parte do processo seletivo para o S.T.M.. Esse exame visa avaliar a capacitação prévia do aluno para melhor aproveitamento de seu curso. O exame é classificatório, servindo como ferramenta para selecionar para as vagas limitadas do mestrado acadêmico aqueles alunos com melhor potencial para aproveitamento do curso e excelência na pesquisa.

ORIENTADOR ACADÊMICO
O CPAJ oferece cursos com diferentes exigências, e as suas disciplinas são dadas em módulos distribuídos ao longo do ano letivo. Dessa forma, são muitas as possibilidades que o aluno tem de completar seus estudos quanto ao tempo e ao caminho a ser percorrido. Para auxiliá-lo a completar seus estudos da melhor forma possível, o coordenador do curso indicará para cada aluno um orientador acadêmico que o auxiliará na elaboração do seu plano de estudos e acompanhará o seu desenvolvimento. Geralmente, no Doutorado em Ministério, o orientador acadêmico será o próprio coordenador do curso, e nos mestrados, um professor da linha de pesquisa.

MATRÍCULA NAS DISCIPLINAS
Visto que as disciplinas dos programas são oferecidas em sistema de módulos intensivos, o aluno deverá matricular-se em cada disciplina que pretende fazer. A matricula nas disciplinas é feita on-line. O aluno deve matricular-se até no máximo 15 dias antes do início do módulo.

DESISTÊNCIA DAS DISCIPLINAS
A matrícula em um módulo pode ser cancelada até no máximo 6 dias antes do início das aulas. O aluno que se matricular em uma disciplina, não cancelar a matrícula com 6 dias de antecedência e não comparecer à mesma, terá reprovação automática. Quando houver justificativa adequada, o aluno deverá apresentá-la por escrito ao coordenador do curso, se a mesma for apresentada antes do início do módulo, ou à direção do CPAJ, se o módulo já tiver iniciado. A justificativa será apreciada e, se aceita, o aluno não sofrerá reprovação.

FREQÜÊNCIA ÀS AULAS
Como as disciplinas do CPAJ são oferecidas no sistema modular, é importante que os alunos compareçam a todas as aulas daquele módulo. Cada módulo consiste em 30 horas/aula, e o aluno que se ausentar por mais que 6 destas horas/aula será automaticamente reprovado.

CONDUTA NAS ATIVIDADES DO CPAJ
É esperado de todos os estudantes um alto padrão de comportamento cristão durante o período de aulas. Fraternidade, pureza, sinceridade, cortesia e humildade são necessárias, não somente para resguardar o exemplo cristão, como também para promover um ambiente cordial entre alunos, professores e funcionários.

MUDANÇA DE CURSO OU LINHA DE PESQUISA
Após já terem feito vários créditos em disciplinas, alguns estudantes poderão desejar mudar o rumo de seus estudos, quer para outro curso, quer para outra linha de pesquisa. A mudança do M.Div. para o S.T.M. só é possível mediante novo processo seletivo, e permite aproveitamento de créditos mediante acordo com os respectivos coordenadores. A mudança do S.T.M. para o M.Div. não requer novo processo seletivo. Não é possível a mudança entre cursos de níveis diferentes (Educação a Distância para Mestrado ou Mestrado para Doutorado). As mudanças de área de concentração ou linha de pesquisa são possíveis se requeridas antes que o aluno tenha cursado 50% dos créditos em disciplinas. O aluno necessita, entretanto, de aprovação do coordenador de curso e dos professores das respectivas linhas de pesquisa, os quais examinarão os créditos obtidos e determinarão, se necessário, as condições para que o aluno seja aceito na nova área ou linha de pesquisa.

CONCESSÃO E APROVEITAMENTO DE CRÉDITOS
O aproveitamento de créditos é uma concessão e não um direito, e se limita ao caso de instituições consideradas idôneas pelo CPAJ. A decisão quanto ao aproveitamento ou não de créditos, mesmo que satisfeitas as condições, fica a cargo do coordenador do curso. .A concessão de créditos se dará nos seguintes casos:

Alunos oriundos de outras instituições

Se um aluno ingressar em um dos cursos do CPAJ por meio do processo seletivo e tiver créditos obtidos previamente em curso de pós-graduação não concluído equivalente ao curso no qual está matriculado no CPAJ, o mesmo poderá ter aproveitamento de créditos desde que: (1) haja equivalência da carga horária e do conteúdo das disciplinas, (2) a nota obtida seja igual, maior ou equivalente a 8,0 e (3) os créditos aproveitados não ultrapassem 1/3 dos créditos em disciplinas exigidos no curso do CPAJ.

Alunos com graus pós-graduados prévios

Aplica-se aqui a mesma regra que na situação anterior, mas podendo também o coordenador do curso dispensar o aluno das disciplinas BAS 101 METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO e DIS 090 SEMINÁRIO DE DISSERTAÇÃO.

Alunos que completaram outro curso stricto sensu no CPAJ

Qualquer aluno que desejar obter um segundo diploma em outra linha de pesquisa ou habilitação, em um mesmo curso no qual tenha obtido um grau prévio, poderá ter aproveitamento dos créditos referentes às disciplinas básicas, incluindo BAS 101 METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO e DIS 090 SEMINÁRIO DE DISSERTAÇÃO, além de um dos Estudos Dirigidos. O aluno poderá receber a segunda titulação num mesmo curso completando apenas as 6 disciplinas específicas da nova linha pretendida e o processo de monografia ou dissertação. Isso se aplicará desde que a mudança seja na mesma área. Sendo diferente a área, o aluno deverá cursar também as outras 2 disciplinas específicas da mesma. A mesma regra se aplica a alunos que desejam obter simultaneamente titulações em duas linhas de pesquisa distintas num mesmo curso. Porém, este caso requer aprovação prévia não apenas do coordenador do curso, mas também dos professores titulares das respectivas linhas de pesquisa e homologação da Câmara de Pós-Graduação.

Alunos desligados voluntariamente

Alunos que estiveram matriculados em cursos do CPAJ, se desligaram voluntariamente e retornaram mediante novo processo seletivo (obedecida a moratória estabelecida pela Câmara de Pós- Graduação), poderão ter aproveitamento de até 2/3 dos créditos previamente obtidos no CPAJ. No caso de retorno à mesma linha de pesquisa, no mesmo curso, poderá ainda haver aproveitamento de disciplinas específicas da linha, desde que o total de créditos aproveitados nunca ultrapasse 2/3 das disciplinas exigidas.

Alunos desligados compulsoriamente

Aplica-se aqui a mesma regra que a anterior com as seguintes diferenças: (1) deve ser respeitada a moratória de 3 anos antes do reingresso, e (2) só serão aproveitadas as disciplinas nas quais o aluno obteve nota 8,0 ou superior.

Alunos com notório ou prévio saber

Alunos admitidos a um dos cursos do CPAJ que possuam notório saber na linha de pesquisa pretendida poderão extraordinariamente obter concessão de créditos nas disciplinas que dominam, num limite máximo de 2/3 das disciplinas do curso. O processo de pedido de concessão de crédito por notório saber será iniciado pelo professor titular da linha de pesquisa, em conjunto com o coordenador do curso, os quais submeterão documento escrito à Câmara de Pós-Graduação substanciando o pedido. O aluno que de iniciativa própria desejar obter crédito em disciplina que julgue dominar extensamente poderá pedir, por escrito, ao titular da linha de pesquisa e ao coordenador de curso que lhe seja oferecida a oportunidade de fazer uma prova escrita e ser argüido oralmente quanto ao conteúdo da disciplina. Os professores poderão então, se julgarem procedente o pedido, aplicar os testes e, no caso de aprovação com nota igual ou superior a 9,0, remeter um pedido para concessão de crédito à Câmara de Pós-Graduação, acompanhado dos exames nos quais o aluno obteve aprovação. Nos dois casos acima cabe exclusivamente à Câmara de Pós- Graduação deliberar sobre a matéria.

Qualquer aproveitamento ou concessão de créditos diz respeito apenas às disciplinas, sendo vedada a dispensa da monografia de conclusão (no caso do M.Div.) ou da Dissertação (no S.T.M.). Em hipótese alguma haverá aproveitamento de mais de 2/3 dos créditos nas disciplinas.

EXAMES E TRABALHOS
Algumas disciplinas exigem exame do conteúdo ao final do módulo; outras exigem exame quanto às leituras a serem feitas após a conclusão do módulo. Algumas disciplinas requerem ainda trabalhos escritos que deverão ser feitos fora do período normal de aulas. O prazo máximo para entrega dessas tarefas será de 90 dias após o término das aulas das referidas disciplinas. Os trabalhos deverão ser entregues no formato estipulado pelos padrões metodológicos do CPAJ. Os trabalhos que não estiverem de acordo com esses padrões poderão resultar em reprovação. (cf. os respectivos guias disponíveis na Controladoria Acadêmica).

HABILIDADE DE PRODUÇÃO TEOLÓGICO-ACADÊMICA
É imprescindível que os alunos do programa de pós-graduação do CPAJ demonstrem capacidade de comunicação escrita efetiva e apropriada quanto ao conteúdo, forma e estilo. O conteúdo deve evidenciar a profundidade adequada à reflexão teológica avançada em nível acadêmico de pesquisa e pós-graduação. A forma e o estilo devem refletir a clareza e eficiência esperadas de alunos de pós-graduação. A produção escrita dos alunos do CPAJ deve ter a qualidade de material publicável. As seguintes obras podem ser de grande auxílio neste sentido:

    EDITORA ABRIL. Manual de estilo Editora Abril. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990. 93p.

    FOLHA DE SÃO PAULO. Manual de redação. São Paulo: Publifolha, sd.

    GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna. 14. ed. Rio de Janeiro: FGV, 1988.

    FRAME, John. How to write a theological paper. In: Doctrine of the knowledge of God. Phillipsburg: Presbyterian & Reformed Publishing Co., 1987.

    STRUNK, Jr., W; White, E.B. The elements of style. 3ed. Boston : Allyn & Bacon, 1979. 92p.

ESTUDANTES ESTRANGEIROS
Alunos estrangeiros são bem-vindos ao CPAJ, havendo para os mesmos um processo seletivo diferenciado. Espera-se destes alunos que cumpram os mesmos requisitos exigidos dos alunos brasileiros. As aulas no CPAJ são primariamente ministradas em português e ocasionalmente em inglês ou espanhol. É necessário que os alunos estrangeiros tenham suficiente domínio da língua portuguesa para acompanhar as aulas, assim como domínio comprovado da língua inglesa para leituras. O CPAJ recebe as provas, trabalhos e teses tanto em português como em inglês ou espanhol.

CONTROLADORIA ACADÊMICA

A documentação e os registros da vida acadêmica dos alunos do CPAJ são administrados por um secretário designado como controlador acadêmico. Cabe a esse controlador verificar os passos do Processo Seletivo e o progresso acadêmico dos alunos (disciplinas cursadas, notas, pedidos à direção e à Câmara, prazos e datas, comunicação com os coordenadores, etc.), assim como emitir históricos escolares e outros documentos afins. Todo contato do aluno com a instituição no que tange à sua situação acadêmica deve ser feito inicialmente com o controlador.

STATUS ACADÊMICO


Classificação de alunos

Aluno Regular – É considerado aluno regular do CPAJ aquele que ingressou em um de seus cursos mediante processo seletivo e não foi desligado. Aluno Especial – Aluno especial é o portador de diploma de graduação a quem é facultado cursar até 2 (duas) disciplinas oferecidas pelo CPAJ, mediante requerimento e aprovação do coordenador do curso. O aluno só poderá requerer aproveitamento dos créditos se for aprovado no próximo processo seletivo. Aluno Ouvinte – Aluno ouvinte é qualquer pessoa que, mediante aprovação do professor, assiste as aulas de uma disciplina, mediante o pagamento da taxa correspondente.

Candidato – É considerado candidato ao grau de Mestre ou Doutor somente o aluno que já completou todas as disciplinas exigidas e está em processo de monografia ou dissertação. A esse aluno é dada a designação de Mestrando ou Doutorando.

Sistema de Notas

A nota mínima para aprovação nas disciplinas do CPAJ é 7,0, sendo a nota máxima 10,0. Todavia, para que o aluno possa submeter-se ao Exame de Qualificação no S.T.M. e no Doutorado, precisa ter Média Geral Acumulada (MGA) 8,0. A MGA é uma média aritmética simples de todas as notas obtidas nas disciplinas em que o aluno for aprovado. As reprovações nas disciplinas não serão consideradas na MGA, mas serão relatadas no Histórico Escolar do aluno. Alunos que tem reprovação em seu histórico não receberão honras acadêmicas.

Alunos sujeitos a desligamento

Somente possui pleno status acadêmico o aluno que tiver um desempenho normal no curso. Aquele que for reprovado em alguma disciplina ficará sob observação. Ficarão sujeitos a desligamento compulsório os alunos que estiverem nas seguintes situaç

  1. afastamento de atividade acadêmica do CPAJ por 1 (um) semestre letivo (para trancamento ver a seguir);
  2. duas reprovações na mesma disciplina;
  3. reprovação em duas disciplinas no mesmo ano letivo;
  4. reprovação em três disciplinas durante o curso.

O desligamento a pedido é permitido para o aluno, mas acarreta o cancelamento irrevogável da matrícula. O reingresso desses alunos no CPAJ somente se dará mediante novo processo seletivo, respeitada a moratória estabelecida pela Câmara de Pós-Graduação.

Outras situações

Trancamento – o aluno tem direito a solicitar trancamento de matricula por prazo não superior a 6 (seis) meses no decorrer de todo o curso, mediante processo devidamente justificado. O período de trancamento não será incorporado ao prazo de integralização do curso. Reingresso – Alunos desligados do curso compulsoriamente só poderão reingressar no CPAJ mediante novo processo seletivo depois de 3 (três) anos do desligamento. Em caso de desligamento voluntário o prazo para reingresso ficará a critério da Câmara do CPAJ e sempre mediante processo seletivo.

ESTUDO DIRIGIDO
Em todos os cursos, algumas disciplinas poderão ser feitas em forma de estudo dirigido. Esse estudo é aprovado pelo coordenador de curso e consiste em leituras, relatórios e monografias determinadas por um professor orientador. Todo estudo dirigido envolve um plano escrito de atividades em formulário próprio. Este deverá constar de no mínimo 2000 páginas de leituras e o resultado apresentado em um trabalho escrito de no mínimo 25 páginas. O plano de estudos precisa ser arquivado na controlodoria acadêmica e o projeto final deve ser entregue dentro do semestre letivo em que o estudo foi iniciado. Alunos no Mestrado em Divindade só poderão inscrever-se para o estudo dirigido após o término de todas as disciplinas. Alunos no S.T.M. só poderão inscrever-se para o estudo dirigido após cursarem a disciplinas DIS 090 – Seminário de Dissertação. O volume de tarefas de um estudo dirigido será sempre superior ao de uma disciplina presencial.

CERTIFICADO DE ESTUDOS ESPECIAIS
Ao aluno que estiver interessado apenas na oportunidade de receber instrução específica em sala de aula ou tiver completado todas as disciplinas regulares de um curso de mestrado e não puder continuar com o processo de monografia/dissertação, será oferecido um certificado de estudos especiais. Créditos obtidos como Estudos Especiais não poderão ser validados em outros cursos do CPAJ.

EXTENSÕES DE PRAZOS
É importante que os estudantes estejam conscientes do limite de tempo em que devem concluir seus estudos. O prazo máximo para integralização é específico para cada curso e contado a partir da matrícula no programa (descontados os períodos de trancamento de matrícula que nunca devem exceder 6 meses). Requerimentos para a prorrogação desse prazo poderão ser dirigidos ao coordenador do curso (se não ultrapassarem 3 meses) ou à Câmara do CPAJ (se mais de 3 meses for necessário), contendo a justificativa. Para tal, o aluno deve utilizar o requerimento de prorrogação, disponível na secretaria. A extensão máxima do prazo de integralização do curso é de 12 meses no M.Div. e 6 meses no S.T.M.. Estes limites valem para toda a duração do curso. Já que prorrogações não se conseguem facilmente, recomendamos aos alunos o máximo empenho para evitar o acúmulo de trabalhos e tarefas de disciplinas, e que mantenham um ritmo constante de estudos, visto que, esgotado o prazo máximo, ele estará automaticamente desligado do programa.

PROBIDADE ACADÊMICA
As atividades do CPAJ são realizadas dentro de princípios de honestidade e seriedade acadêmica que estão alicerçados nas Escrituras (Êxodo 20.15-16) e em nossos padrões confessionais. Desse modo, no que se refere a provas, bem como a monografias, dissertações e teses, os estudantes deverão assinar uma declaração de conhecimento e observância das normas do CPAJ referentes à integridade acadêmica.

RECURSOS
As decisões quanto à aplicação das regras deste catálogo, assim como recursos relativos a avaliação por parte dos docentes, em todos os casos, devem obedecer à seguinte ordem: professores, professores titulares da área de concentração do aluno, coordenadores de curso, direção do CPAJ, sendo a Câmara de Pós-Graduação a instância final de recurso quanto a assuntos acadêmicos. A única exceção é a decisão de aprovação ou reprovação nas Bancas de Exame de dissertação, a qual é sempre final.

SOLENIDADE DE FORMATURA
A solenidade de formatura é o ponto alto do cerimonial acadêmico do CPAJ a cada final do ano letivo. Os diplomas são concedidos somente nesta solenidade e não antes da mesma. Excepcionalmente, os diplomas poderão ser concedidos in absentia, após a data da formatura, mediante justificativa por escrito. A solenidade obedece a um protocolo acadêmico formal.

HONRAS ACADÊMICAS E PREMIAÇÕES
No intuito de reconhecer o esforço acadêmico de seus alunos, o CPAJ oferece as seguintes menções honrosas, baseadas nas MGAs dos alunos: cum laude (média entre 9,0 e 9,3), magna cum laude (média entre 9,4 e 9,7), e suma cum laude

    Prêmio Dr. Gerard Van Groningen de Teologia Exegética (AT).

    Prêmio Dr. Simon Kistemaker de Teologia Exegética (NT).

    Prêmio Dr. Fred H. Klooster de Teologia Sistemática.

    Prêmio Rev. Júlio Andrade Ferreira de Teologia Histórica.

    Prêmio Dr. Luiz Roberto França de Mattos de Teologia Filosófica.

    Prêmio Rev. José Manoel da Conceição de Teologia Prática.


 
Copyright© 2011 - DTI - Divisão de Tecnologia da Informação
Instituto Presbiteriano Mackenzie