ChancelariaOuvidoriaUniversidadeWebmail
Imprimir a página Procura no Site Mapa do Site
Selecione a unidade:
Matrícula:
Senha:

Carta de Princípios 2001



Apresentação

O Mackenzie, desde seu início em 1870, tem envidado esforços para permanecer fiel às suas tradições e à sua própria história, comprometendo-se em transmitir os princípios éticos, oriundos da Bíblia Sagrada.


O Chanceler, no cumprimento de suas atribuições estatutárias junto à entidade mantenedora - Instituto Presbiteriano Mackenzie - apresenta para o ano acadêmico de 2001, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, esta "Carta de Princípios", propondo a sua consideração nos diversos níveis e espaços da Universidade.


Este documento reflete a orientação calvinista reformada, que sempre norteou o espírito dos fundadores e permeou a história do Mackenzie. A Universidade Presbiteriana Mackenzie, na expressão de seu compromisso com a ética e a fé cristã reformada, recebe esta "Carta de Princípios Éticos", para reflexão sobre a justiça, como um dos valores fundamentais na construção da ordem e estabilidade social, cujo valor dá sentido ao exercício da ação filantrópica e solidária.


A Chancelaria e a Capelania Universitária oferecem o presente documento, desejando que ele contribua para reflexões sobre valores necessários e indispensáveis ao pleno exercício da cidadania.


Rev. Dr. Osvaldo H. Hack
Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Rev. Eldman Francklin Eler
Capelão da Universidade Presbiteriana Mackenzie



Ética e Justiça


A Universidade Presbiteriana Mackenzie, como instituição confessional, acredita que a ética tem como seu princípio (no sentido latino de principium, ou fons et origo: origem e padrão) o caráter divino. 


Um conceito de ética de origem estritamente humana pressupõe uma ênfase nos direitos como ponto de partida que regula todo relacionamento humano (intrapessoal, interpessoal e estrutural). Um conceito de ética que flua do próprio caráter do Deus Criador, pressupõe que todo relacionamento humano deva ser regulado por deveres e responsabilidades em relação a Deus, à verdade, à integridade pessoal, ao semelhante e às estruturas conjunturais, sociais e institucionais. 


Dessa forma, uma ética cristã reformada é diferenciada por ser teocêntrica e por direcionar todo relacionamento humano para a responsabilidade individual, coletiva e institucional quanto à justiça e ao amor ao próximo -- a manifestação objetiva do caráter divino nas relações com o mundo criado e no mundo criado. Horizontes Éticos O horizonte da ética cristã reformada transcende os relacionamentos humanos. Sua aplicação situacional se baseia em princípios que transcendem tempo e lugar. Ainda que haja necessidade de relevância e de contextualização histórico-social de suas formas de expressão, seus princípios são tidos como universais. A aplicação de tais princípios, de modo claro e decisivo, é especialmente necessária no contexto brasileiro, latino-americano e de aldeia global, que tanto carece de referências norteadoras em suas movimentações e crises.


Os princípios estruturais, constitutivos e formais, que devem pautar o viver ético, se manifestam na expressão da justiça que glorifica ao Deus Criador e que regula de forma transformadora e construtiva os relacionamentos humanos. Essa manifestação envolve três dimensões e três direcionamentos. I - Suas dimensões se expressam nas relações da ação humana nos âmbitos individual, coletivo e institucional. Esses referem se à relação vertical, o homem com Deus; à relação psicológica e deontológica, o homem em suas responsabilidades inerentes; e à relação do homem com o outro homem (sociológica, econômica, etc.). II - Essa ética de responsabilidades e deveres tem implicações nas suas relações com a justiça e a busca da eqüidade, com a justiça e a busca da liberdade e com a justiça e a busca da mutualidade Compromissos Éticos A Universidade Presbiteriana Mackenzie reflete seus compromissos éticos da justiça nas relações institucionais, educacionais e sociais na prática de sua visão, missão e valores. Sua visão parte do ponto de contato universal da ética ostensivamente teocêntrica - a revelação de Deus na criação, no próprio homem (sensus divinitatis e imago dei) e na Escritura - que se remete ao caráter do Deus Criador e, portanto, se expressa em amor e justiça. Visão, Missão e Valores O compromisso com a proclamação do Reino de Deus, a educação das gerações e a transformação do ser humano e da sociedade são centrais a essa visão, gerando, portanto, um senso de missão, coletivo e individual, em que a manifestação prática dos princípios desse Reino, a educação para a vida e a provisão das necessidades do homem se tornam alvos constantes. 


A missão da Universidade Presbiteriana Mackenzie considera fundamentalmente a vontade criadora e transformadora de Deus e a sua Lei, que promove a ordem, visto que os princípios da justiça se expressam primordialmente encorajando o bem e desestimulando a impiedade. (Livro dos Salmos 15. 2, 3). Da visão e do senso de missão fluem, então, os valores humanos cristãos e reformados com os quais a Universidade Presbiteriana Mackenzie está comprometida. Esses valores manifestam-se efetivamente na busca da qualidade e da excelência no ensino, na pesquisa e na formação integral do ser humano, a qual visa aprimorá-lo para a vida, o trabalho e o exercício da cidadania, num ambiente de fé cristã reformada, por meio dos mesmos valores e da mesma vivência.


Finalmente, a visão, a missão e os valores aqui reafirmados subjazem também a política de qualidade com a qual a Universidade Presbiteriana Mackenzie se identifica, particularmente expressa no comprometimento da direção para com os alunos, clientes, funcionários, colaboradores e a comunidade, no sentido de pautar-se, nos âmbitos pedagógico, acadêmico, administrativo e de prestação de serviços, de forma que torne visível tanto os princípios éticos cristãos reformados, quanto o compromisso para com o amor e a justiça, refletindo assim o caráter do próprio Deus Criador.