Página InicialApresentaçãoCorpo DocenteProgramas AcadêmicosFides ReformataAlunosContato
 
Imprimir a página Procura no Site Mapa do Site
Calvino - 500 anos
Simonton - 150 anos
Igreja Antiga e Medieval
Reforma Protestante
Mov. Reformado (Calvinismo)
Ig. Moderna e Contemporânea
Protestantismo Brasileiro
Presbiterianismo no Brasil
Presbiterianismo no Brasil - fotos
Temas Diversos
Apostilas
Data-shows
Contato
Selecione a unidade:
Matrícula:
Senha:



História do Movimento Reformado

 

ORGANISMOS REFORMADOS INTERNACIONAIS


Alderi Souza de Matos

 

Como foi mostrado em artigos anteriores, o movimento reformado é um fenômeno vasto e diversificado. Igrejas que se identificam como herdeiras da Reforma Suíça ou Calvinista estão presentes em todos os continentes e somam algumas dezenas de milhões de membros ao redor do mundo. Muitas dessas denominações adotam o nome de reformadas, outras  qualificam-se como presbiterianas ou congregacionais, e ainda outras tem nomes que não sugerem uma conexão clara com a fé reformada. Por alguma razão, muitos indivíduos e igrejas querem ser reconhecidos como reformados, mesmo que tenham se afastado significativamente de aspectos fundamentais dessa tradição. Da maneira como esse termo é usado na atualidade, tem-se a impressão de que “reformado” é quase que sinônimo de “protestante”, tamanha a variedade de posições teológicas e institucionais que o termo abrange.


A partir do final do século 19, as igrejas reformadas começaram a se associar em organismos, visando promover maior aproximação e cooperação em diferentes áreas. A primeira dessas entidades foi fundada em 1875, em Londres, com o quilométrico título de “Alianças das igrejas reformadas em todo o mundo que adotam o sistema presbiteriano”. Em 1970, essa Aliança fundiu-se com o Concílio Congregacional Internacional, dando origem à Aliança Mundial de Igrejas Reformadas (World Alliance of Reformed Churches – WARC).  Suas principais atividades concentram-se nas áreas de ação social, consultas teológicas e diálogo ecumênico. Teologicamente, tem uma linha aberta e inclusivista. Publica o periódico The Reformed World (O Mundo Reformado).


Em 1946, foi criado o Sínodo Ecumênico Reformado, hoje Concílio Ecumênico Reformado (Reformed Ecumenical Council), que dá grande ênfase à “integridade confessional” e é composto de igrejas não filiadas à Aliança Mundial. Compõe-se de cerca de 30 igrejas reformadas e presbiterianas de 20 países e tem a sua sede em Grand Rapids, Michigan, nos Estados Unidos. Em 1982, por iniciativa da Igreja Reformada da Holanda (Libertada) foi fundada a Conferência Internacional de Igrejas Reformadas, composta de igrejas mais conservadoras.


Mais recentemente, em 1994, a Igreja Presbiteriana da América (PCA), a Igreja Presbiteriana do Brasil e a Igreja Nacional Presbiteriana do México criaram a Fraternidade Mundial de Igrejas Reformadas (World Fellowship of Reformed Churches). No mesmo ano, foi fundada a Fraternidade Reformada Internacional, constituída de líderes reformados de diversos países da Ásia. No ano 2000, esses dois organismos se uniram, constituindo a Fraternidade Reformada Mundial (World Reformed Fellowship - WRF), que congrega não somente igrejas, mas outras instituições. A orientação da WRF é evangélica e expressa um forte compromisso com as confissões históricas da tradição reformado. A sucursal regional da Fraternidade Reformada Mundial para a América Latina é a Confraternidade Latino-Americana de Igrejas Reformadas (CLIR), com sede na Costa Rica, que publica o boletim teológico Reforma Siglo 21. Essas diferentes organizações expressam uma tensão que sempre estará presente no movimento reformado: de um lado, a busca de comunhão e fraternidade cristã entre as igrejas; de outro lado, o imperativo da fidelidade e integridade bíblica e teológica.





 
Copyright© 2011 - DTI - Divisão de Tecnologia da Informação
Instituto Presbiteriano Mackenzie