ChancelariaOuvidoriaUniversidadeWebmail
Imprimir a página Procura no Site Mapa do Site
Selecione a unidade:
Matrícula:
Senha:

Química Farmacêutica

Semestre:

2o Semestre/ 2007

Disciplina:

Química Farmacêutica

Código:

 

Curso:

Farmácia

Carga Horária:

06

Teoria:

02

Prática:

04

Etapa:

5a

Professor:

Roberto Parisi Junior

Objetivo:

Este módulo visa o estudo das várias classes de fármacos, tendo em vista o prévio conhecimento de disciplinas como a química orgânica e a farmacologia. Este módulo é constituído pelo estudo da relação estrutura-atividade (REA), do mecanismo de ação de várias classes de fármacos existentes na terapêutica, além das possíveis interações medicamentosas. Esta disciplina prepara o futuro profissional farmacêutico para o reconhecimento das estruturas químicas de fármacos utilizados na terapêutica, para planejamento de novos fármacos, além do entendimento de como estes fármacos atuam sobre o organismo.

Proporcionar conhecimentos teóricos e práticos relacionados com o reconhecimento estrutural e síntese de fármacos. Nas aulas teóricas serão abordadas as várias classes terapêuticas, do ponto de vista químico até o biológico. As aulas práticas serão constituídas de procedimentos sintéticos de compostos bioativos, incluindo as técnicas de caracterização de substâncias orgânicas. Serão incluídos também nestes módulo, os métodos de determinação de parâmetros físico-químicos.

Ementa:

Princípios físico-químicos e mecanismos de ação dos fármacos. Fármacos de origem mineral, sintética, semissintética e microbiana. (Listas da OMS e de medicamentos do Brasil). Estrutura química, síntese, propriedades físicas e químicas, mecanismo de ação, usos terapêuticos, biotransformação, incompatibilidades químicas e farmacológicas

Metodologia:

Aulas teóricas

As atividades teóricas da disciplina serão desenvolvidas através de aulas expositivas, trabalhos escritos e estudos dirigidos, além da apresentação de trabalho de conclusão de disciplina pelos alunos. Os recursos utilizados serão equipamentos multimídia, retroprojetor, quadro negro, pesquisas bibliográficas.

Aulas práticas

As aulas práticas serão desenvolvidas em grupos, cabendo aos mesmos, a entrega de relatório detalhado dos resultados obtidos e das conclusões observadas (Atividades Práticas). Os alunos serão avaliados através de conceito quanto à participação, organização e responsabilidade no ambiente laboratorial.

Critério de Avaliação:

A metodologia de avaliação será realizada através de:

· Duas avaliações teóricas individuais (AT1 e AT2)

· Duas avaliações teórico-práticas individuais (ATP1 e ATP2)

· Atividades práticas (AP)

As avaliações terão o seguinte valor:

AT1 – 20%

AT2 – 20%

ATP1 – 7,5%

ATP2 – 7,5%

AP – 5%

Prova Final (PF) – 40 %

A média final será calculada pelo sistema utilizando a seguinte equação:

Média Final: AT1 + AT2 + ATP1 + ATP2 + AP + PF

Situação final:

1o. Caso: Se o aluno tiver freqüência de 80% ou superior, valerá média 5,5 para ser considerado Aprovado

2o. Caso: Se o aluno tiver freqüência de 75% a 80%, valerá média 7,0, para ser considerado Aprovado

3o. Caso: Freqüência menor que 75%, o aluno está Reprovado

Nota inferior a 5,5

Conteúdo Programático:

Teórico

Unidade I – Aspectos básicos da química farmacêutica

1. Introdução à Química Farmacêutica

 1.1. Noções básicas

 1.2. Nomenclaturas

 1.3. Classificação de fármacos

2. Tipos de ação de fármacos e parâmetros físico-químicos

3. Metabolismo de fármacos

4. Receptores e Interações fármaco-receptor

5. Efeitos farmacológicos de grupos específicos

6. Mecanismos de ação de fármacos

7. Modificação Molecular

 7.1. Processos Gerais

 7.2. Processos Especiais

8. Latenciação de fármacos

Unidade II – Classes terapêuticas

1. Introdução aos quimioterápicos

Estratégias da quimioterapia, resistência e prevenção

2. Antibióticos Beta-lactâmicos

Penicilinas e Cefalosporinas: Uso terapêutico, principais fármacos, REA, mecanismo de ação, interações medicamentosas e efeitos adversos

3. Outros antibacterianos

Quinolonas: Uso terapêutico, principais fármacos, REA, mecanismo de ação, interações medicamentosas e efeitos adversos

4. Antifúngicos

Apresentação das micoses tópicas e sistêmicas. Antifúngicos tópicos e sistêmicos: Uso terapêutico, principais fármacos, REA, mecanismo de ação, interações medicamentosas e efeitos adversos

5. Antivirais

Mecanismos de invasão viral, especialmente para o HIV. O enfoque será dado para os fármacos antiretrovirais e sua multiterapia.

6. Antineoplásicos

Serão apresentados o ciclo celular e as principais classes químicas de fármacos antineoplásicos, incluindo REA, efeitos adversos e mecanismo de ação;

Prático

1. Propriedades físico-químicas de fármacos

 1.1. Determinação do coeficiente de partição óleo-água (log P) do ácido mandélico

 1.2. Verificação da influência do pH e do pKa na ionização e na absorção de fármacos

2. Processos de separação e purificação de fármacos

 2.1. Extração

 2.2. Ponto de Fusão

 2.3. Cristalização

 2.4. Métodos Cromatográficos

3. Sínteses e semi-sínteses de fármacos

 3.1. Síntese da succinilsulfanilamida

 3.2. Síntese e caracterização da acedapsona

Bibliografia:

Teórica

1. BARREIRO, E. J., FRAGA, C. A. M. – Química Medicinal: As Bases Moleculares da Ação dos Fármacos, Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

2. GARETH, T. Química Medicinal: uma introdução. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

3. KOROLKOVAS, A., BURCKHALTER, J. H. Química Farmacêutica, São Paulo: Guanabara Dois, 1988.

4. KOROLKOVAS, A. Dicionário Terapêutico Guanabara, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 10.ed. 2005/2006, 2006.

5. Dicionário de Especialidades Farmacêuticas: DEF 2005/2006, 33.ed., Editora de Publicações Científicas, Rio de Janeiro, 2006.

6. PATRICK, G. L. An introduction to medicinal chemistry. 2.ed., New York: Oxford University Press, 2001

7. WILLIAMS, D. A., LEMKE, T. L. Foye’s Principles of Medicinal Chemistry, 5th ed., Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia, 2002.

8. WERMUTH, C. G., Ed. The Practice of Medicinal Chemistry, 2.ed., Elsevier Academic Press, London, 2003.

Prática

1. ANDREI, C. C., FERREIRA, D. T., FACCIONE, M., FARIA, T. J. (org.) Da química medicinal à química combinatória e modelagem molecular. Barueri: Manole, 2003. 154p.

2. The Merck Index, 13th ed., MERCK & CO., INC., 2001.

3. SOLOMONS, T. W. G., FRYHLE, C. B. Química Orgânica. 7.ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 2001.